This Property Is Condemned (1966) - Sydney Pollack

Discussão de filmes; a arte pela arte.

Moderadores: mansildv, waltsouza

Responder
Ludovico
Especialista
Especialista
Mensagens: 1086
Registado: junho 13, 2007, 4:38 pm
Localização: Porto

This Property Is Condemned (1966) - Sydney Pollack

Mensagem por Ludovico » junho 2, 2018, 7:58 pm

Imagem
The dramatic love story of small-town Mississippi girl Alva Starr and railroad official Owen Legate, set during the Great Depression.

Pergunto-me como é que um filme destes ainda não tinha tópico aqui no fórum??? :o Grr:-) .
Vi-o anteontem na canal Hollywood e ainda penso nele :-D .
Descobri aqui o melhor filme da carreira da Sidney Pollack como realizador. Conheço bem a carreira dele mas nunca tinha visto este filme e agora apetece-me dar com a cabeça na parede por 2 razões: A primeira é que devia já o ter visto À MUITO TEMPO e a outra razão é que o filme que vi a seguir foi o desgraçado do X Men 2 que comparado com a "A Flôr à beira do Pântano" é um VERDADEIRO HORROR.
Sobre "A Flôr à Beira do Pântano" digo que é na minha opinião um dos mais geniais melodramas da década de 60,que é baseado numa obra de Tenesse Williams, é escrito por Francis Ford Coppola e percebo agora o quanto se deve ter inspirado Woody Allen em "Blue Jasmine" e "A Roda Gigante" para fazer esses filmes e as respectivas personagens femininas.Porque Natalye Wood faz um maravilhoso desempenho assim como Robert Redford e os 2 têm uma quimica incrível.Pergunto se "Os Cavalos Também se Abatem" será do nível deste?.
Outros poderão ter mais adjetivações para classificar "A Flór à Beira do Pântano" mas para mim este filme tem que ser discutido.
Fica lançado o repto.
Nota:10 em 10
"Sempre as horas,as horas,as horas......"

technicolor
Fanático
Fanático
Mensagens: 526
Registado: março 2, 2016, 9:00 pm
Localização: Pinhal Novo

Re: This Property Is Condemned (1966) - Sydney Pollack

Mensagem por technicolor » junho 3, 2018, 9:08 pm

Ludovico Escreveu:
junho 2, 2018, 7:58 pm
Pergunto se "Os Cavalos Também se Abatem" será do nível deste?.
Pessoalmente acho até que o "Os Cavalos Também se Abatem" supera este. Tem uma intensidade dramática em crescendo avassaladora (não desmerece nada do extraordinário romance do McCoy) . Não será um outro "As vinhas da Ira" que mestre Ford adaptou e dirigiu magistralmente (com o pai Fonda a brilhar) mas ... é sem dúvida um filme (sobre a great depression dos anos 20 do seculo XX) verdadeiramente incontornável e a Jane Fonda está simplesmente soberba (uma homenagem ao trabalho do pai nas "Vinhas"?) perfeitamente ao nível do esplêndido Gig Young ... até o lorpa do Sarrazin (RIP) se esforçou e se portou com espantosa dignidade! :mrgreen:
Já o vi há uns anitos mas assim de memória dava-lhe um 8.1/10 ...e nenhum destes é o meu Pollack "favorito" salut-)

Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 4988
Registado: fevereiro 19, 2009, 9:07 pm
Contacto:

Re: This Property Is Condemned (1966) - Sydney Pollack

Mensagem por Samwise » junho 3, 2018, 11:58 pm

Este ainda não vi. Está há imenso tempo na lista de espera, mas em posição afastada da dianteira.

Gostei muito do dos "cavalos que se abatem" ( :-))) ), mas o meu favorito do Pollack não deve sair de lá tão depressa, para não dizer nunca (só porque "nunca se diz nunca"): Out of Africa - há trinta anos no trono e sem qualquer ruga ou sinal de desgaste. salut-)
«The most interesting characters are the ones who lie to themselves.» - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

«One is starved for Technicolor up there.» - Conductor 71 in A Matter of Life and Death

Câmara Subjectiva

siroco
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3075
Registado: dezembro 2, 2004, 7:40 pm
Localização: Sintra

Re: This Property Is Condemned (1966) - Sydney Pollack

Mensagem por siroco » junho 4, 2018, 10:26 am

Também ainda não vi.

Para mim a obra prima é mesmo o Jeremiah Johnson.

Curioso, e interessante, como há tanta divergência quanto ao favorito do Sydney. 8)

Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 4988
Registado: fevereiro 19, 2009, 9:07 pm
Contacto:

Re: This Property Is Condemned (1966) - Sydney Pollack

Mensagem por Samwise » junho 4, 2018, 11:28 am

siroco Escreveu:
junho 4, 2018, 10:26 am
Curioso, e interessante, como há tanta divergência quanto ao favorito do Sydney. 8)
O Tootsie também é um grande filme. salut-) Uma das comédias mais divertidas de sempre.

Mansildv, estás a falhar à grande. Fui à procura de um tópico de votação com os filmes do Pollack e não encontrei nada... :-))) :-))) :-))) (mas logo mais à noite eu posso tratar disso)

Fiquei com muita vontade de ver o filme deste tópico, porque parece um poker com ases - cinco ases. Williams, Pollack, Coppola, Redford e Wood.
«The most interesting characters are the ones who lie to themselves.» - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

«One is starved for Technicolor up there.» - Conductor 71 in A Matter of Life and Death

Câmara Subjectiva

siroco
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3075
Registado: dezembro 2, 2004, 7:40 pm
Localização: Sintra

Re: This Property Is Condemned (1966) - Sydney Pollack

Mensagem por siroco » junho 4, 2018, 12:09 pm

Samwise Escreveu:
junho 4, 2018, 11:28 am
O Tootsie também é um grande filme. salut-) Uma das comédias mais divertidas de sempre.
Verdade, mas saiu no mesmo ano que o Victor Victoria que gostei muito mais e desvaneceu-me um bocado a memória do Tootsie. Em Hollywood os temas vêm sempre aos pares. :twisted:

Ludovico
Especialista
Especialista
Mensagens: 1086
Registado: junho 13, 2007, 4:38 pm
Localização: Porto

Re: This Property Is Condemned (1966) - Sydney Pollack

Mensagem por Ludovico » setembro 6, 2019, 3:10 pm

Um melodrama audacioso e definitivo que urge e muito ver.Um casal de miúdos fala dos seus antepassados numa localidade dos Estados Unidos na década de 60 e toda a ação dos seus parentes nos anos 20 é narrada.Este filme é de uma inteligência narrativa impar.É feito com grande amor ao cinema de autor.De Pollack vi vários filmes mas este é melhor filme que vi dele até hoje.É punjante e sereno ao mesmo tempo.Natalie Wood faz um maravilhosos desempenho em todas as vertentes.Consegue ser jovial e inteligente na construção do seu personagem e Robert Redford faz uma verdadeira e charmosa mas audaz contracena masculino.Têm os 2 uma química cinematográfica retumbante.É um drama valiosíssimo,cerebral que nos confronta com situações que ainda hoje existem e bem no nosso dia a dia.É um filme atual,muito atual embora se passe em plena época da Grande Depressão Americana.É um filme com grande grandiosidade narrativa sem ser épico.É mais épico na mensagem que quer transmitir ao espetador.Fazem-se poucos filmes atualmente do género deste é pena.Este é de estilo de filme que é mesmo à moda antiga.É sereno,lúcido e impenetrável como deviam ser todos os filmes de hoje me dia.Muitos falam que antigamente é que era bom e quando se vê este filme apetece concordar.Natalie Wood e Robert Redford fazem um casal na Grande Depressão que se envolve contra todas as possibilidades e mesmo com a oposição familiar da parte dela.Todo o filme é a constante luta de ficarem um com outro.Nada é forçada neste filme memorável.É um melodrama audacioso como poucos mas que devia de ser muitos.Tem uma realização e montagem verdadeiramente irrepreensível.A história parece um himan que faz com que o espetador nunca deixe de assistir ao que é narrado.Na componente técnica,como já disse,deita por terra aquela ideia pre-concebida que uma montagem agressiva é que é boa.Neste filme é tudo de um minimalismo secreto e assertivo.Parece contraditório mas na prática não é.Porque tudo flui com uma naturalidade invulgar e com uma sapiência de um autor sabedor do que quer contar.Pollack foi um notável realizador e neste filme esmerou-se ao máximo para narrar um amor contrariado numa época dificil na América.É dos tais filmes que fica difícil não contar o enredo para se perceber o quanto este filme é excecional.Wood tem aqui uma interpretação que ficou para carreira dela como sendo das mais intensas e convictas do que ela fez.Tudo conjugou,tudo somado somos elevados a ficar apaixonados pelo casal de protagonistas como se fosse pessoas que nós conhecemos no nosso dia a dia.Isso é que na realidade verdadeiramente gratificante ao acabar de vê-lo.É um melodrama de época mas que arrasa por completo muitos dos filmes que se fazem hoje em dia na América.É incrível como que hoje em dia muito de discute o orçamentos dos filmes.Na década de 60 tinha-se pouco dinheiro e faziam-se filmes marcantes e ao mesmo tempo grandiosamente intimistas,como neste caso,é exemplo claro.Este é um filme marcante,maduro e definitivo que tem que ser visto por toda gente que adore cinema de autor de qualidade.
Nota:10 em 10
"Sempre as horas,as horas,as horas......"

Responder