Que andam a ler?

O que andam a ler? O Que andam a ouvir? Fórum para discussão das outras artes que não a sétima.
Música, Dança, Pintura, Escultura, Literatura e o Teatro
Responder
siroco
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3055
Registado: dezembro 2, 2004, 7:40 pm
Localização: Sintra

Re: Que andam a ler?

Mensagem por siroco » julho 30, 2018, 11:48 am

Cabeças Escreveu:
julho 27, 2018, 8:37 pm
Se puderem, leiam a nova versão, penso que também deverá ser muito boa.
Nem de propósito! Ando a namorar esse livro há algum tempo mas tinha. Agora está decidido, é para comprar. yes-)

Também acho a nova capa muito apelativa, aliás foi isso que me chamou a atenção, apesar de ter alguns "azuis" da Caminho não conhecia esse.

Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 4442
Registado: fevereiro 19, 2009, 9:07 pm
Contacto:

Re: Que andam a ler?

Mensagem por Samwise » julho 30, 2018, 3:18 pm

Terminado o The Fountains of Paradise (muito bom - fervilhante de ideias que nos deixam a sonhar com o futuro), vou passar a algo mais "da pesada": Trainspotting, de Irvine Welsh. Pelas primeiras páginas, diria que vai ser uma "hell of a ride"...
«The most interesting characters are the ones who lie to themselves.» - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

«One is starved for Technicolor up there.» - Conductor 71 in A Matter of Life and Death

Câmara Subjectiva

Avatar do Utilizador
wavey
Especialista
Especialista
Mensagens: 1881
Registado: dezembro 1, 2004, 10:27 am

Re: Que andam a ler?

Mensagem por wavey » julho 30, 2018, 10:05 pm

Olá pessoal

De momento estou a ler este livro "Down and Dirty Pictures: Miramax, Sundance, and the Rise of Independent Film" de Peter Biskind: https://www.amazon.com/Down-Dirty-Pictu ... 0684862581.

Já lí outro livro sobre cinema deste autor "Easy Riders, Raging Bulls: How the Sex-Drugs-and-Rock 'N' Roll Generation Saved Hollywood", que é genial. Fiquei a saber bastante sobre os bastidores de grandes clássicos do cinema como "Bonnie e Clyde", "Tubarão", "Taxi Driver", Apocalypse Now", entre outros.

Este livro que estou a ler é sobretudo sobre a ascensão da Miramax nos anos 90, Sundance e filmes indepedentes. É algo maçudo, mas dá para perceber como era, e ainda é, Harvey Weinstein.

Recomendo estes dois livros vivamente!
Para quem quer regressar ao esplendor do passado, visite:
http://cinemasparaiso.blogspot.com

No Angel
Especialista
Especialista
Mensagens: 1707
Registado: abril 2, 2012, 9:58 pm

Re: Que andam a ler?

Mensagem por No Angel » setembro 13, 2018, 3:27 pm

Estou mais ou menos a meio de "Pós-Capitalismo", de Paul Mason... é um livro de economia, então estou a ler de forma lenta (o meu ritmo de leitura já não é rápido, então com livros destes ainda pior :lol: ).

No Angel
Especialista
Especialista
Mensagens: 1707
Registado: abril 2, 2012, 9:58 pm

Re: Que andam a ler?

Mensagem por No Angel » outubro 10, 2018, 6:54 pm

Li "O Primo Basílio" do Eça de Queirós e amei, que livro tão bom! O leque de personagens é impactante, adorei em especial a Juliana! Aquela relação da Juliana com a Luiza foi muito boa, e a escrita do Eça é muito visual! Recomendo yes-)

Agora ando a ler "O Zahir" do Paulo Coelho, estou a achar um pouco pseudo-filosófico de mais, mas enfim, dá pra passar o tempo...

rui sousa
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3921
Registado: setembro 6, 2008, 12:05 pm
Contacto:

Re: Que andam a ler?

Mensagem por rui sousa » outubro 11, 2018, 10:13 pm

Li o "Todos os Nomes" do Saramago e uma peça de Tchékov, "O Tio Vânia". Adorei ambos os livros. E agora comecei algo completamente diferente: "Misery", do Stephen King! :-D

Avatar do Utilizador
Cabeças
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 6317
Registado: dezembro 26, 2000, 9:58 pm
Localização: Portugal

Re: Que andam a ler?

Mensagem por Cabeças » outubro 11, 2018, 11:19 pm

Imagem
Cabeças
Imagem

Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 4442
Registado: fevereiro 19, 2009, 9:07 pm
Contacto:

Re: Que andam a ler?

Mensagem por Samwise » outubro 12, 2018, 5:13 pm

Cabeças Escreveu:
outubro 11, 2018, 11:19 pm
Imagem
Ficou bem enquadrado o título dentro da imagem da capa - presumo que o miúdo que aparece é o Lynch (a sonhar já com anões sentados em sofás, dentro de salas com cortinados tudo-à-volta, e uma qualquer cantora no centro, face a um microfone, a interpretar o Blue Velvet... :mrgreen: )

Eu continuo a ler o Trainspotting a conta gotas, literalmente, à razão de uma centena de palavras por semana. -stop-
rui sousa Escreveu:
outubro 11, 2018, 10:13 pm
Li o "Todos os Nomes" do Saramago
Esse livro é muito giro, mas não está no lote das grande obras dele, a meu ver. É tipo um Saramago "light", não deixando de contar com as suas principais qualidades e características.
E agora comecei algo completamente diferente: "Misery", do Stephen King! :-D
Ora... Saramago, Tchékov... hmmm... o que vou ler a seguir? Ah! já sei: King! :-))) :-))) :-))) (mas eu percebo-te, porque já fiz esse mesmo percurso, e o King deixa-se ler muito bem depois de parágrafos mais "densos" e "eruditos" ). O Misery, já agora, é um dos bons livros do homem. Top 10, IMO.
Última edição por Samwise em outubro 12, 2018, 6:12 pm, editado 1 vez no total.
«The most interesting characters are the ones who lie to themselves.» - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

«One is starved for Technicolor up there.» - Conductor 71 in A Matter of Life and Death

Câmara Subjectiva

Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 4442
Registado: fevereiro 19, 2009, 9:07 pm
Contacto:

Re: Que andam a ler?

Mensagem por Samwise » outubro 12, 2018, 5:22 pm

Queria deixar uma sugestão a todos, ainda sem saber se vale a pena ou não, porque o livro ainda não saiu (o lançamento é 2ª feira) : O Pequeno Livro dos Grandes Insultos, de Manuel S. Fonseca.

Ouvi hoje na TSF uma entrevista ao autor e fiquei logo com o radar ligado. :mrgreen:

Podem ouvir a entrevista aqui - a meio do texto do artigo, está um link que disponibiliza a entrevista em áudio - são 15 minutos que vale a pena ouvir, porque é uma lição também de sociologia e história, sempre com muito humor à mistura.
«The most interesting characters are the ones who lie to themselves.» - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

«One is starved for Technicolor up there.» - Conductor 71 in A Matter of Life and Death

Câmara Subjectiva

rui sousa
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3921
Registado: setembro 6, 2008, 12:05 pm
Contacto:

Re: Que andam a ler?

Mensagem por rui sousa » outubro 13, 2018, 12:26 pm

Tive a oportunidade de entrevistar o Manuel S Fonseca quando ainda tinha o Lance no Escuro. Tenho boas memórias dessa conversa.

Quanto ao Todos os Nomes: sinceramente adorei o livro! Deliciei-me com cada página e cada vez gosto mais do estilo do narrador saramaguesco, sempre a meter apartes e a contar coisas que têm a ver com a vida de todos nós.

Eu gosto de ir variando e muito raramente leio de seguida dois livros do mesmo autor. Mas já li coisas muito mais complicadas do que este Saramago, que aliás li com deleite.

Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 4442
Registado: fevereiro 19, 2009, 9:07 pm
Contacto:

Re: Que andam a ler?

Mensagem por Samwise » outubro 13, 2018, 3:31 pm

rui sousa Escreveu:
outubro 13, 2018, 12:26 pm
Quanto ao Todos os Nomes: sinceramente adorei o livro! Deliciei-me com cada página e cada vez gosto mais do estilo do narrador saramaguesco, sempre a meter apartes e a contar coisas que têm a ver com a vida de todos nós.
Talvez por ter sido um dos últimos que li dele, a questão da perspectiva tenha desempenhado o natural papel de colocar as coisas no seu lugar. Eu gostei também muito do livro, mas por essa altura já tinha lido "os pesos pesados" do Saramago (O Memorial, o História do Cerco de Lisboa, O Evangelho, o Levantado do Chão - parábola comunista e fresco social-, o Ano da Morte de Ricardo Reis e até o Ensaio Sobre a Cegueira)... , mais intrincados em termos de corpo de texto, mais filosóficos no alcance social, mais acutilantes na crítica que fazem, no seu modelo de comentário constante extra-narrativo. Também por essa altura já tinha lido duas ou três coisas de Kafka, e este Todos os Nomes faz algumas tangentes às trágicas desventuras da personagem K, acorrentado ao sistema burocrático do local onde trabalha e do regime invisível que tudo comanda, ficando também um pouco aquém do desespero fatalista que nesses livros se pressente.

Mas o Saramago continua a ser o autor português de que gosto mais - contemporâneo ou não.

EDIT- fui repescar o que escrevi há 10 anos sobre o "livrinho":
Quanto ao que acabei de ler, temos o autor a fazer uma serena homenagem a Kafka e mais ao poderio oprimente das instituições sobre o indivíduo. No caso, temos o Sr. José (um nome já de si kafkiano), que trabalha na Conservatória do Registo Civil, local onde estão arquivados os registos de nascimento e de óbito de TODAS as pessoas. Ora o Sr. José tem o hábito estranho de coleccionar recorte de jornal referentes a pessoas famosas. Todas as notícias ou "fofocas" que surgem na imprensa relativas a determinadas pessoas, o Sr. José recorta cuidadosamente e arquiva em pastas dedicadas ao assunto. Fá-lo em privado, às escondidas de toda a gente, porque junto dos recortes, o Sr. José resolve, a certa altura, colocar uma cópia das certidões de nascimento e morte (a havê-la) dessas pessoas, certidões essas que ele leva às escondidas da Conservatória onde trabalha. A estas acções não será alheia a situação de morar paredes meias com a Consevatória e de por acaso ter uma chave própria que abre uma porta de comunicação entre as duas estruturas (mais um lembrete kafkiano - a mescla indeterminada sobre onde termina o limite da vida privada e onde começa o da vida "pública"). Numa noite como todas as outras, e depois de mais uma excursão às escondidas aos registos do edifício estatal, o Sr. José repara que trouxe por engano, agarrado aos outros, o verbete de uma pessoa normal (não famosa, portanto). A partir daí resolve desenvolver uma investigação privada, obsessiva, para descobrir tudo sobre a vida dessa desconhecida pessoa...

A determinada altura da história, para nos mostrar que mesmo pensado que temos tudo controlado, afinal de contas é tudo uma ilusão, surge um personagem de "O Evangelho Segundo Jesus Cristo", que lança o personagem para o abismo da derradeira dúvida....

Onde Kafka mostrava a implacabilidade da engrenagem burocrática, sempre num estilo sério e pesaroso, nunca dando hipóteses sequer ao indivíduo para desenvolver uma vida própria autónoma, e nunca nos dando a conhecer as razões para determinadas absurdidades, Saramago opta, no seu estilo muito irónico e ligeiro, por permitir que as regras sejam conhecidas à partida e por permitir que o indivíduo goze de uma certa liberdade pessoal. Onde Kafka é inflexível, Saramago é benevolente.

O resultado é agradável, mas está vários furos abaixo daquilo que Saramago nos habituou no passado. Não deixa de ser ainda assim uma poderosa reflexão sobre a vida em sociedade, sobre o impacto/influência do factor trabalho sobre o indivíduo e sobre a solidão que regula e pauta as acções de muitas almas abandonadas...
«The most interesting characters are the ones who lie to themselves.» - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

«One is starved for Technicolor up there.» - Conductor 71 in A Matter of Life and Death

Câmara Subjectiva

No Angel
Especialista
Especialista
Mensagens: 1707
Registado: abril 2, 2012, 9:58 pm

Re: Que andam a ler?

Mensagem por No Angel » outubro 14, 2018, 6:18 pm

Já não leio Saramago há anos, mas foi um autor de quem gostei muito numa fase da minha vida.

O livro que mais me custou a ler este ano, foi sem dúvida o da Herta Muller, "A Terra das Ameixas Verdes"! O livro é bom e eu recomendo, mas é doloroso de se ler... não existe nenhum alívio, do inicio ao fim, achei o retrato perfeito do que eu imagino ser viver numa ditadura... é uma ilustração do medo, sobre não confiar em ninguém à nossa volta, não ter esperança nenhuma, viver por viver.

A minha escritora portuguesa favorita diria ser a Sophia de Mello Breyner Andresen, a poesia dela é muito relaxante para mim, identifico-me muito com todo o imaginário marítimo que ela recria. E claro, os contos dela são excelentes, o "Jantar do Bispo" em particular é excelente.

lud81
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 5357
Registado: março 16, 2001, 6:56 pm
Localização: Portugal

Re: Que andam a ler?

Mensagem por lud81 » outubro 15, 2018, 1:12 am

rui sousa Escreveu:
outubro 13, 2018, 12:26 pm

Quanto ao Todos os Nomes: sinceramente adorei o livro! Deliciei-me com cada página e cada vez gosto mais do estilo do narrador saramaguesco, sempre a meter apartes e a contar coisas que têm a ver com a vida de todos nós.
Esse narrador saramaguesco é a razão de eu adorar o homem! Tal como o Samwise, o Saramago é o meu autor português preferido.


Samwise Escreveu:
outubro 12, 2018, 5:13 pm
(mas eu percebo-te, porque já fiz esse mesmo percurso, e o King deixa-se ler muito bem depois de parágrafos mais "densos" e "eruditos" )
Completamente! Estou novamente a ler King também, desta vez Night Shift, a sua primeira colecção de short stories.


Cabeças Escreveu:
outubro 11, 2018, 11:19 pm
Imagem
Muito curioso com este livro. yes-)
Imagem

rui sousa
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3921
Registado: setembro 6, 2008, 12:05 pm
Contacto:

Re: Que andam a ler?

Mensagem por rui sousa » outubro 15, 2018, 10:21 pm

Samwise Escreveu:
outubro 13, 2018, 3:31 pm
Também por essa altura já tinha lido duas ou três coisas de Kafka, e este Todos os Nomes faz algumas tangentes às trágicas desventuras da personagem K, acorrentado ao sistema burocrático do local onde trabalha e do regime invisível que tudo comanda, ficando também um pouco aquém do desespero fatalista que nesses livros se pressente.
A ligação a Kafka é muito notória, sim - senti que estava a ler uma reinvenção da história d'O Processo, mas onde o processo burocrático é metido na narrativa de uma outra forma. Sinceramente, o ponto de vista saramaguesco neste e noutros assuntos fascinou-me mais do que a de Kafka - apesar de ter O Processo como uma das minhas grandes experiências literárias. Tal como n'O Homem Duplicado, a maneira acutilante do Saramago em descrever o acto mais "secante" do planeta: ver cassetes e picar as que têm o duplo do protagonista.

E apesar de estar a gostar de ler o King, e de ser muito mais fácil de captar, não me está a dar "aquele" gosto da leitura que encontrei no livro do Saramago - e que cada vez mais raramente encontro num livro. Talvez este ano, no que aos romances diz respeito, só voltei a ter essa sensação (de estar a ler algo que é mais do que um livro e que eleva a experiência de leitura àquele patamar mais especial) com O Nó do Problema, do Graham Greene - um grandesíssimo livro!

Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 4442
Registado: fevereiro 19, 2009, 9:07 pm
Contacto:

Re: Que andam a ler?

Mensagem por Samwise » outubro 16, 2018, 12:14 pm

rui sousa Escreveu:
outubro 15, 2018, 10:21 pm
Samwise Escreveu:
outubro 13, 2018, 3:31 pm
Também por essa altura já tinha lido duas ou três coisas de Kafka, e este Todos os Nomes faz algumas tangentes às trágicas desventuras da personagem K, acorrentado ao sistema burocrático do local onde trabalha e do regime invisível que tudo comanda, ficando também um pouco aquém do desespero fatalista que nesses livros se pressente.
A ligação a Kafka é muito notória, sim - senti que estava a ler uma reinvenção da história d'O Processo, mas onde o processo burocrático é metido na narrativa de uma outra forma. Sinceramente, o ponto de vista saramaguesco neste e noutros assuntos fascinou-me mais do que a de Kafka - apesar de ter O Processo como uma das minhas grandes experiências literárias. Tal como n'O Homem Duplicado, a maneira acutilante do Saramago em descrever o acto mais "secante" do planeta: ver cassetes e picar as que têm o duplo do protagonista.

E apesar de estar a gostar de ler o King, e de ser muito mais fácil de captar, não me está a dar "aquele" gosto da leitura que encontrei no livro do Saramago - e que cada vez mais raramente encontro num livro. Talvez este ano, no que aos romances diz respeito, só voltei a ter essa sensação (de estar a ler algo que é mais do que um livro e que eleva a experiência de leitura àquele patamar mais especial) com O Nó do Problema, do Graham Greene - um grandesíssimo livro!
O "aquele gosto" é uma questão de ires experimentando autores, e conhecendo as respectivas "vozes", e ires coleccionando os melhores. Eu passei por vários: o Saramago , o Eça, o Cardoso Pires e o Lobo Antunes em português. O último estrangeiro por que me "apaixonei" foi o Philip Roth, de quem ainda tenho alguns romances por ler, felizmente.

O King é bom para ir "metendo pelo meio", enquanto não se lê os processos de escrita mais fina e requintada, porque (concordo contigo) a mente necessita de repousar de determinada voz.

Dentro da obra do Saramago, o Homem Duplicado também não me encheu as medidas por aí além...
«The most interesting characters are the ones who lie to themselves.» - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

«One is starved for Technicolor up there.» - Conductor 71 in A Matter of Life and Death

Câmara Subjectiva

Responder