Hong Kong - Dezembro 2010

Coloquem aqui as vossas fotografias de viagens, viagens de sonho, ou as vossas fotografias
Avatar do Utilizador
DarkPhoenix
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 4022
Registado: fevereiro 13, 2004, 2:58 pm
Localização: Norte

Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por DarkPhoenix » novembro 11, 2010, 3:11 pm

Este natal, vou fugir para Hong Kong.
É um território que me fascina desde criança.

Vôos Porto-Frankfurt ( Lufthansa ), Frankfurt-Shangai, Shangai-Hong Kong pela China Eastern Airlines ( nails-) )
Vou ficar alojado em North Point, na ilha de Hong Kong.
Seis dias para visitar a área.

Penso gastar um dia e dar um salto a Macau, afinal fica a uma hora de ferry.


Tenho algumas dúvidas, peço a ajuda em especial do Cabeças que viveu uns anos por lá.
Já lhe tinha enviado uma PM :wink: , mas como agora o site tem esta secção para viagens, acho que a informação interessa a todos.

- vestuário em Dezembro.
Estou a pensar em t-shirts, camisas e um casaco leve para o serão.
Certo?

- vou parecer muito deslocado se der uns mergulhos numa das magníficas praias da zona? :oops:

- o que recomendas em Macau para quem tem apenas um dia disponível?
Nada de museus, ou casinos, gosto de exteriores, locais altos com boas vistas, zonas ribeirinhas, praças históricas...

Avatar do Utilizador
Cabeças
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 6633
Registado: dezembro 26, 2000, 9:58 pm
Localização: Portugal

Re: Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por Cabeças » novembro 26, 2010, 1:32 am

Irra, esqueci-me completamente de ter enviar a tal informação! :-(

As minhas desculpas! Hoje já não, mas amanhã escrevo aqui sobre a minha experiência lá.

Abraço.
Cabeças
Imagem

Avatar do Utilizador
Cabeças
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 6633
Registado: dezembro 26, 2000, 9:58 pm
Localização: Portugal

Re: Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por Cabeças » novembro 26, 2010, 2:19 am

Bom, estou a fazer o upload de uma conversa sobre o filme do Blade Runner, de modo que afinal ainda vou escrever algo hoje sobre Macau.

Peço-te novamente desculpa, ando mesmo com algumas chatices e confesso-te que me esqueci completamente de que tinha prometido enviar-te algumas informações sobre o que achei de lá e eventuais sugestões.

Enfim... Macau para mim, tens que ver que foi entre 1980 e 1983, portanto, já lá vão 27 anos! O Macau de hoje é muito diferente em termos físicos por lá as obras e as grandes construções fazem-se no máximo em 6 meses e não em 3 anos como cá. O Hotel Lisboa, uma das grandes referências da altura, que achávamos enorme, é agora minúsculo comparado como os monumentais edifícios que o rodeiam.

No Macau que eu conhecia, não havia ainda aeroporto nem universidades. Só havia uma ligação entre as ilhas, uma ponte de Macau para Taipa e um istmo de Taipa para Coloane, de 6 kms de comprimento, onde na altura acelerávamos com as motos. Motos a sério.

Para mim Macau foi uma experiência fabulosa. Só tinha 18 aninhos na altura quando fui para lá e foi lá que tive o 1º emprego, no INE. Ajudei a fazer o recenseamnto terrestre para aí em 1982.

Como referi, está muito diferente em termos físicos mas também obviamente políticos. Uma coisa é a teoria de um país dois sistemas apregoado pela China, outra coisa é a realidade. Ainda recebo informações de lá via amigos que tenho cá e que ainda lá têm família. e a verdade é que qualidade de vida já não é tão boa como era e fizeram-se muitas injustiças com a passagem para a administração chinesa.

Mas confesso que tenho muitas saudades da terra em si, independentemente das pessoas que lá conheci na altura. Foi um sonho que ficou por realizar voltar lá e estar lá uma semana, para me despedir daquilo. Tornar a ver a minha velha casa, tornar a fazer o circuito que antigamente fazia de moto, passear pelas velhar ruelas, tornar a comer a comida de "rua" que é vendida em carrinhos e também nas tascas, naqueles ambientes que só se vêm nos filmes.

Onde iria eu agora se lá voltasse? Possivelmente alguns lugares que te vou mencionar já nem se calhar existem... mas iria fazer o circuito novamente, se possível de moto (dantes alugavam-se lá motos) e eu não me lembro se já disse isto aqui, mas já fui um motard "a sério"... Também gostava de tornar a passear como referi por todas as vellhas ruelas, que não fazem parte dos circuitos mais conhecidos pelos turistas... visita obviamente as ruínas de S. Paulo... todo o percurso da marginal era bastante bonito... lembro-me que havia um espaço chamado "meia-laranja" lá onde nos reuníamos para beber uns copos e que tinha uma vista fantástica sobre o mar.

Em Coloane, vai às duas praias principais (pelo menos na altura eram) a de Ak-Sá (areia preta) e a de Chok-Van, que era onde íamos mais com as motos e com as namoradas. São praias fabulosas, com água quente!

Também gostava muito dos jardins, havia lá jardins fabulosos, lembro-me de um que tinha um nome que nunca mais esqueci: algo como Lou Lim Iok. Pequenos jardins muito bem tratados.

Pode parecer-te estranho o tema, mas como também tal como eu gostas muito de fotografia, vai a um cemitério. São completamente diferentes dos nossos e penso que dão fotografias fantásticas. Na altura as pessoas eram sepultadas em urnas que eram troncos de árvore abertos ao meio, tudo envernizado, presumo que ainda seja assim. Mas como não há "cruzes" nos cemitérios, apenas paralelipípedos de pedra cheios de caracteres chieneses, penso que tens aí um motivo fotográfico "diferente" e que dará para tirar umas fotos fantásticas. Tal como dá também nas ruelas, para tirar fotos do verdadeiro mundo "real" como penso que quererás e não do turístico apenas.

O largo do Leal Senado na altura era também um ponto de encontro giro, mas não sei como estará aquilo agora.

Se puderes vai cedo (6 ou 7 da manhã) a um dos muitos jardins (não os especializados em arranjos florais que falei há bocado) ou espaços verdes e verás outro motivo fotográfico muito giro... montes de velhotes a fazerem tai-chi, é fabuloso! E o mais giro é que costumam levar as gaiolas com os pássaros, que penduram nos ramos!

Aproveita bem para comer como te referi nas tascas e vendedores de rua, vais ver que a comida de lá não tem nadinha a ver com a treta que os restaurantes chineses nos impingem cá. É tudo diferente, a massa é muito mais fina, o sabor, tudo.

Se fores aventureiro, podes comer coisas como cão, cobra, ou macaco. Eu cheguei a comer cobra, parece gamba, mesmo no aspecto, pelo menos do modo como aquela estava preparada.
A maneira como preparavam o macaco lá era inenarrável.... uma mesa com um círculo recortado no meio, uma gaiola em ferro encaixada na mesa por baixo com um macaco e a parte de cima do crâneo dele ficava por cima da mesa. Depois vinha um gajo com uma espécie de catana afiadíssima e ZAC... lá ia a parte de cima da tóla do pobre macaco. A seguir, despejavam azeite a ferver no cérebro do macaco e comiam todos, enquando a mesa abanava com as convulsões do animalzito. Ficaste com vontade de experimentar? :mrgreen: Mas pronto, não era em qualquer restaurante que faziam isto, era só nalguns "especiais".

Outra cena que faziam lá pavorosa era o famoso prato da perca. Tinham percas enormes em aquários, os alegres convivas escolhiam a que queriam e depois os empregados enrolavam uma toalha geladissima à volta da carola de perca e mergulhavam o corpo dela em água a ferver durante 1 minuto ou 2. A seguir a perca ia numa grande travessa para o centro da mesa... tiravam a tolha gelada da cabeça dela... e TCHARAMMM! - lá estava à disposição dos alegres clientes uma perca meio-cozida que todos começavam logo a comer enquanto ela revirava os olhos e abria e fechava a boca! Que tal?! :mrgreen:

Outra coisa que me fazia uma impressão dos diabos era (e aqui vai mais um motivo fotográfico) a praça.... muito típico, mas o que me fazia mesmo impressão era como matavam as galinhas... há geralmente montes de patos e galinhas pendurados, todos vermelhos por causa do tratamento que lhes dão, mas também há galinhas vivas em caixas de madeira. E há panelões de água sempre a ferver. O cliente escolhia a galinha (viva) que queria e ZÀS! - a vendedora metia-a logo viva e tudo no caldeirão a ferver. Eram penas a voar por todo o lado, ela ficava logo morta e sem penas porque as que não saltavam era só abanar que caíam. Que tal, para choque térmico? o-(

O Hotel Sintra, onde eu ia muito era fantástico, pois podíamos comer a qualquer hora da noite, qualquer tipo de refeição que quiséssemos. Tinha na altura uns "banana-splits" (banana com gelado) fabulosos. Ficava mesmo ao pé do meu liceu, que já não existe. E ao pé do liceu ficava uma rotunda com a estátua do Ferreira do Amaral (antepassado do político que conhecemos), que agora está num jardinzito ali para os lados da Encarnação, cá em Lisboa.

Aquilo deve estar tudo muito diferente, mesmo. Deixo-te pois as sugestões possíveis, lamentando não te poder dar informações melhores mas como compreendes passaram 30 anos... não só agora em espaço aquilo é diferente, como as minhas memórias que tenho de lá, são as de um puto de 18 anos... na altura eu só pensava em motos e raparigas. Bom, ainda penso! :-)))

Sobre a "noite" de lá, não me vou adiantar muito, até porque não quero chocar aqui ninguém... mas tudo o que possas imaginar em termos de jogo, sexo e violência, ficará provavelmente aquém da realidade. Aquilo é outro mundo. Obviamente não te conheço nem pessoalmente nem em termos de gostos, nem se vais acompanhado ou não, mas se te quiseres divertir à bruta, não podias ir a sítio melhor. Tem apenas atenção a um pormenor... evita desentendimentos em geral e sobretudo os que possam descambar para porrada. Tive lá cenas giras. O pessoal lá não é do género "agarram-me senão mato-o" como é cá. Geralmente ou matam mesmo logo, ou então vão chamar 30 amigos e fazem-te a folha no momento. Portanto cuidado na noite, sobretudo com os olhares para miúdas giras que estejam por exemplo acompanhadas. Os gangs lá, as mafiazitas e as mafiazonas imperam mesmo e controlam tudo.

Portanto... as praias de Coloane, os jardins, os cemitérios, as ruelas, a comida, o largo do Leal Senado, o Hotel Sintra, a marginal. À noite, os casinos, as discotecas e quiseres companhia feminina (de vários tipos) estás também no local ideal.

E já agora se puderes dá um salto ao Clube Militar... é um dos poucos sítios que pelo que sei permanece ainda do meu tempo, embora a estrutura já seja toda diferente. Foi na recta à frente desse clube, onde a malta se reunia toda para beber, comer e jogar snooker que eu me ia estampando numa Kawasaki 500 porque entrei com velocidade a mais na curva todo baldado para impressionar as miúdas que estavam sempre na varanda. Eu e um amigo tinhamos trocado de mota para experimentar (a minha era uma Honda) e eu depois de fazer o circuito entrei na curva como entrava como a minha... e a kawa tinha muito menos estabilidade e poder de redução (meter uma abaixo para depois nos baldarmos todos). Mas dei a curva e ninguém topou! É daquelas coisas que só quem conduz moto sabe como é...

Bom, desculpa não te poder ajudar mais. Sobretudo espero que te divirtas imenso! Se gostares de cerveja, lá diz-se "petchau". Pelo menos dizia-se, mas agora não deve ser assim... dantes eu falava umas coisas de cantonês, mas agora desde que passarm para a administração chinesa, acho que passou tudo a ter que falar a língua oficial: mandarim.

Diverte-te e um abraço!
Cabeças
Imagem

Avatar do Utilizador
DarkPhoenix
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 4022
Registado: fevereiro 13, 2004, 2:58 pm
Localização: Norte

Re: Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por DarkPhoenix » novembro 26, 2010, 4:34 am

obrigado pela partilha, Cabeças.
Grandes aventuras!

Eu acho que me vou ficar pelos locais mais calmos...

_RaDiOaCtIvE_
Especialista
Especialista
Mensagens: 1803
Registado: julho 18, 2010, 11:10 am
Localização: Aveiro

Re: Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por _RaDiOaCtIvE_ » novembro 26, 2010, 10:38 am

Que grande descrição, até fiquei com vontade de lá ir. yes-) Depois de Tóquio um dia, quem sabe.
Imagem
Quase a completar a colecção de digipacks nacionais...
ImagemImagem

Avatar do Utilizador
Rui Santos
Site Admin
Mensagens: 5849
Registado: junho 4, 2001, 11:42 pm
Localização: Portugal - Lisboa / MAC
Contacto:

Re: Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por Rui Santos » novembro 26, 2010, 3:08 pm

Cabeças & Darkphoenix.
São posts como os vossos acerca das viagens que me levaram a criar esta secção. Pode até vir a não ter muito movimento, mas os vossos posts são fotografias.
Rui Santos - 50 Anos | 17 Anos DVDMania
DVD/BR | Jogos | Life is Short, Play More | FB Collectors HV-PT

Avatar do Utilizador
DarkPhoenix
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 4022
Registado: fevereiro 13, 2004, 2:58 pm
Localização: Norte

Re: Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por DarkPhoenix » novembro 26, 2010, 3:22 pm

_RaDiOaCtIvE_ Escreveu:Que grande descrição, até fiquei com vontade de lá ir. yes-) Depois de Tóquio um dia, quem sabe.

Podes sempre fazer como um simpático casal Belga que conheci no topo do Sky Umeda Building, em Osaka.
Em menos de duas semanas, andaram aos saltinhos de Shanghai, Hangzhou, Hong-Kong, estavam em Osaka, iam a Kyoto ( só por um dia... #-) ) e acabariam a viagem em Tokyo.
6 ( seis! ) metrópoles Asiáticas em menos de duas semanas.

Ah, e nem uma dslr tinham para as fotos, os criminosos!!! evil-)
Andavam com uma minúscula point & click, a desperdiçar vistas de sonho... %-)
Ficaram apaixonados pelos resultados da minha 500d, a capturar o magnífico skyline nocturno de Osaka.

p_alucinado
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 2503
Registado: março 3, 2005, 11:52 pm
Localização: Braga City!

Re: Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por p_alucinado » novembro 30, 2010, 3:01 pm

Dark,

já se conseguem tirar magníficas fotos com point & shoot's. Há que saber tirar o máximo partido delas.

Comecei agora a aprender fotografia digital. Não tinha noções absolutamente nenhumas de fotografia o que para quem se dedica ao cinema profissionalmente é um bocado criminoso. Começo com as point & shoot porque, além de ser a única câmara de que disponho neste momento, achei por bem começar com o mais básico e ir subindo por aí fora até chegar às DSLR.

Uma sugestão: porque não publicarem-se aqui algumas da melhores fotos das viagens feitas, seguidas por uma descrição das mesmas?
Um clássico por semana, visto pela primeira vez, em UMA PARAGEM NO DRIVE-IN (http://umaparagem.blogspot.pt)

Avatar do Utilizador
DarkPhoenix
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 4022
Registado: fevereiro 13, 2004, 2:58 pm
Localização: Norte

Re: Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por DarkPhoenix » novembro 30, 2010, 5:13 pm

Os sensores minúsculos das point&click não conseguem absorver a luz ideal, no tempo necessário, para tirar uma boa foto à velocidade da vontade.
É uma questão técnica e física, não é birra.

Maior a máquina, maior o sensor, maior a potencial captação de luz.


Acho boa a ideia de publicar aqui algumas fotos, desde que - como referiste - sejam acompanhadas por um comentário.
Já estou farto desta onda de postar resmas de imagens ou vídeos e no comments...

p_alucinado
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 2503
Registado: março 3, 2005, 11:52 pm
Localização: Braga City!

Re: Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por p_alucinado » novembro 30, 2010, 11:50 pm

Logicamente não vou comparar point & shoot com DSLR, mas a moral do que queria dizer é que conta mais quem as tira do que a máquina em si, embora a influência desta seja inegável.

Precisamente, os comentários, as tais fotografias visuais como a que o Cabeças fez uns posts acima, parecem-me essencias. Postar fotos por postar parece-me irrelevante, independentemente da qualidade das mesmas.

Digo-vos que é uma pena eu, no ano passado, ainda não ser um interessado por fotografia. Ou seja, tirava imensas fotos mas interessava-me sobretudo que lá estivessem as pessoas (eu e os amigos) e nem tanto o local em si. A minha estada na Polónia (6 meses) resultou em 35 gigas de fotos, mas muito poucas terão real valor a nível fotográfico, o que hoje lamento. Ainda assim, tentarei fazer uma selecção das melhores, acompanhadas de algumas pequenas histórias e detalhes.
Um clássico por semana, visto pela primeira vez, em UMA PARAGEM NO DRIVE-IN (http://umaparagem.blogspot.pt)

_RaDiOaCtIvE_
Especialista
Especialista
Mensagens: 1803
Registado: julho 18, 2010, 11:10 am
Localização: Aveiro

Re: Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por _RaDiOaCtIvE_ » dezembro 1, 2010, 6:10 pm

Às vezes uma imagem vale mais que mil palavras, em relação às fotos comentadas. Agora depende da imagem.
Imagem
Quase a completar a colecção de digipacks nacionais...
ImagemImagem

p_alucinado
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 2503
Registado: março 3, 2005, 11:52 pm
Localização: Braga City!

Re: Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por p_alucinado » dezembro 1, 2010, 6:16 pm

_RaDiOaCtIvE_ Escreveu:Às vezes uma imagem vale mais que mil palavras, em relação às fotos comentadas. Agora depende da imagem.
Concordo com isso em certos casos. Neste caso, por muito boa que seja a foto, espero mesmo que venha acompanhada por comentários. Basta ver o que tentaram fazer ao tópico "Qual foi o último filme que viram?" para entender.
Um clássico por semana, visto pela primeira vez, em UMA PARAGEM NO DRIVE-IN (http://umaparagem.blogspot.pt)

_RaDiOaCtIvE_
Especialista
Especialista
Mensagens: 1803
Registado: julho 18, 2010, 11:10 am
Localização: Aveiro

Re: Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por _RaDiOaCtIvE_ » dezembro 1, 2010, 6:27 pm

Sim, mas há diferenças entre um poster de um filme, que presumo que foi só o que se viu nesse tópico, e uma fotografia que consegue captar vários elementos, despertando vários sentimentos em quem a vê. Há fotografias nesse campo em que o comentário é um extra desnecessário. Era só isso que queria dizer. :wink:
Imagem
Quase a completar a colecção de digipacks nacionais...
ImagemImagem

Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 5043
Registado: fevereiro 19, 2009, 9:07 pm
Contacto:

Re: Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por Samwise » dezembro 2, 2010, 6:09 pm

Viva,

Duas questões (:mrgreen:):

1 - Dark, estou um pouco de acordo com o Alucinado quanto à máquina a usar por quem não percebe nada de fotografia, e pretende começar a dedicar-se à matéria. Não faz sentido comprar um Ferrari para aprender a conduzir, embora o Ferrari de facto dê para ir fazer "outras curvas" que um Saxo não dá...

2 - Não percebi a questão dos comentários às fotos, ou então percebi que as pessoas que falaram do assunto usaram argumentos com base em perspectivas diferentes. A minha pergunta é a seguinte: quem comenta as fotos? É quem as tirou ou é quem as vai admirar? Pareceu-me que o Alucinado quer comentários por parte de quem as tirou e o Phoenix por parte de quem as vai ver. Se estiver errado, peço desculpa. A minha perspectiva sobre o assunto é a seguinte: nem uma nem outra. A pessoa que as tirou comenta se quiser (embora eu não veja nenhuma necessidade disso), e a pessoa que as vê a mesma coisa. Nenhuma das partes deve estar "depedente" da "boa vontade" da outra para avançar com o que quer que seja.

Por um lado estou completamente de acordo com a máxima do "uma imagem vale por mil palavras". Por outro, em certo tipo de imagens, gosto de ter um acompanhamento contextual em texto, mas normalmente isso sucede quando o prato principal é o texto em si, e não a fotografia, como por exemplo numa reportagem sobre uma viagem (o assunto que deu origem ao tópico - e pelos vistos o Dark ficou com as fotos e o Cabeças com o texto... :mrgreen: )

Agora, s.f.f., entrem nestes sites, visitem as galerias, e vejam lá se preceisam dos comentários para alguma coisa. orgulho-) (pronto, ok, são profissionais, mas e então?)

http://www.scottishnaturephotography.com/
http://www.bradleyphotographic.com/
http://www.jimmychin.com/

---

Dark, gostava de te ouvir falar um pouco sobre as capacidades das DSLR em relação às non-reflex. Falo de uma perspectiva de aprendisagem, já que estou na mesma situação do Alucinado. Quero começar a aprender algo sobre fotografia (tenho uma "point-and-shoot") e ouvir opiniões em primeira mão de quem usa máquinas dessas dá sempre jeito. Algumas coisas já sei (as mais óbvias, por certo), mas era interessante que falasses um pouco sobre o assunto. yes-)
«The most interesting characters are the ones who lie to themselves.» - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

«One is starved for Technicolor up there.» - Conductor 71 in A Matter of Life and Death

Câmara Subjectiva

p_alucinado
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 2503
Registado: março 3, 2005, 11:52 pm
Localização: Braga City!

Re: Hong Kong - Dezembro 2010

Mensagem por p_alucinado » dezembro 3, 2010, 11:28 am

Sam,

pessoas diferentes, perspectivas diferentes. :wink: Há milhões de milhões de fotos fantásticas espalhadas por essa net fora, mas, para mim, se não vierem contextualizadas, perdem grande parte da sua beleza. Eu sei que se costuma dizer que "uma imagem vale mais que mil palavras" e admito que, em certos casos, isso se verifique. No entanto, só para te dar um exemplo, o texto do Cabeças foi, para mim, muito mais valioso que muitas imagens, porque o que está ali é vida, é um retrato de um Macau que provavelmente já não volta mais, que existe na apenas na memória do Cabeças e dos outros que as viveram com ele. Isto dava um filme, acredita. Mas claro, serão sempre opções de quem publica as fotos, comentar ou não.

Se quiseres, posso enviar-te um guia de introdução à fotografia digital em pdf. Já dá para teres uma ideia das vantagens das DSLR em relação às point & shoot e às Compact.

Abraço
Um clássico por semana, visto pela primeira vez, em UMA PARAGEM NO DRIVE-IN (http://umaparagem.blogspot.pt)

Responder