Escaflowne / Tenkû no Esukafurône (1996)

Discussão de Séries de TV, Operadores, tudo o que seja relacionado com a caixa mágica.

Moderator: JRibeiro

Post Reply
Pedro Pereira de Carvalho
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 8060
Joined: June 12th, 2001, 6:51 pm
Location: Portugal

Escaflowne / Tenkû no Esukafurône (1996)

Post by Pedro Pereira de Carvalho »

Image

Aproveitei o mau tempo e uma febre que me deixou de cama e revi a série Escaflowne - ou mais correctamente, Vision of Escaflowne - e também o filme de animação com o mesmo nome.
Passados vários anos e várias séries de animé, esta continua a ser a minha preferida. Normalmente é a recomendada para quem não aprecie o género animé ou que queira conhecê-lo. Fantasia, ficção científica e romance num tom épico são os temas principais. Embora não traga nada de novo, o efeito global é excelente.

Por estranho que pareça, a série com um enorme êxito internacional, não teve o mesmo grande sucesso no seu país de origem, o Japão.

Hitomi Kanzaki é uma estudante liceal que costuma ler as cartas de Tarot e predizer o futuro por brincadeira para as colegas. Durante um treino para corrida, um feixe de luz traz o jovem guerreiro Van Fanel e um dragão que ele enfrenta, vindos do mundo de Gaia. Hitomi é transportada com Van para o mundo de Gaia que se encontra em guerra devido às ambições do império Zaibakere. Lá ela descobre que as suas predições se tornam mais apuradas e que consegue prever o futuro, além de outras capacidades.
Gaia é um mundo onde alguns guerreiros utilizam gigantescos robots - os Guymelefs - para lutar entre si. O mais especial é o de Van Fanel - Escaflowne - construído pelo lendário fabricante Ispano.

Devido a constrangimento de custos, a série foi reduzida dos 39 episódios previstos para 26 episódios, dando origem a uma condensação da acção que removeu tudo o que serviria para encher a série de elementos desnecessários, o que só a favoreceu.
Devido a um cálculo errado do tempo de antena foi mesmo necessário retirar o genérico do primeiro episódio de modo a poder apresentar uma visão mais completa logo de início. Também por causa disso algumas cenas desnecessárias foram cortadas nos primeiros 7 episódios e apenas a edição vídeo japonesa da série teve direito a incluir esses cortes.

Planeado inicialmente para ser um típico filme "mecha" (robots mecânicos) para o público adolescente masculino (shonen), a série foi modificada para uma protagonista feminina e após a saída do director inicialmente previsto, foi reorientada para ter mais sucesso com o público feminino adolescente (shojo). Foi uma feliz combinação que aumentou o universo de destinatários, embora no total predomine o género shojo.

A animação para a idade que já tem (quase 20 anos), é excelente, uma das primeira a misturar a animação tradicional com alguns efeitos CGI.
Devido a condensação da série para caber nos 26 episódios, a história tem um fluxo contínuo e sem interrupções, sem divagações inúteis.
O ambiente é de uma mundo quase medieval com reinos e alguma tecnologia avançada como os robots Guymelefs, espécie de armadura gigante, baseados num tecnologia tipo hidráulica, utilizando como fonte de energia o coração de dragões. Naves voadoras baseadas em pedras que levitam como ar quente lembram o ambiente steam punk. Além de alguma magia existem ainda algumas raças semi-humanóides com traços animais.
No decorrer da série percorre-se o mundo de Gaia de forma extensa com ambientes que vão desde fortalezas medievais, reinos tipo renascença italiana, ou mesmo algo semelhante á India ou Pérsia no seu auge.

Com a reorientação para uma animação que atraísse mais o público adolescente feminino alguns dos protagonistas foram redesenhados para uma aspecto mais agradável às jovens adolescentes, nomeadamente Van Fanel, Allen Schezar, Susumu Amano, Folken Fanel e Dryden Fassa.

Uma das alterações que considero algo irritante são os triângulos amorosos que se formam entre Hitomi, Van e Allen, ou entre Mirana, Allen e Dryden que se arrastam por quase toda a série.

No início estranha-se um pouco o desenho dos protagonistas com os seus narizes longos, mas ao fim de alguns episódios, já nem reparamos. Continuo sem perceber o fetiche dos japoneses pelas adolescentes com uniforme escolar tipo marinheiro de minissaia, que surgem sempre nas séries. Hitomi passa quase toda a série com essa roupagem, mesmo depois de passar por lutas, fogos e guerras.

Ao longo da série acompanha-se a evolução e a descoberta de cada personagem, umas mais que outras, e essa progressão de eventos que mais encanta na série. No final já somos velhos amigos das personagens com todo o conhecimento entretanto colectado.

A série não é provavelmente a mais indicada para crianças pois traz alguma violência e mortes na guerra, com personagens ensanguentadas, mas não demasiado para adolescentes. A combinação dos interesses amorosos e das lutas de robots torna-a ideal para um público misto masculino e feminino.

A música é um caso aparte que eleva a série a um nível superior. Não consigo, no entanto, apreciar a música de encerramento de cada episódio, que acho desfasada do resto. A música ao longo da série é sinfónica, com alguns cânticos tipo gregoriano - como o tema Escaflowne, e os temas musicais associados a cada personagem são excelentes.
___________________________________________________________________________________________________________________________

O filme Escaflowne realizado depois do êxito internacional da série é um animal diferente. Não se trata de uma sequela ou um prólogo, nem sequer de preenchimento de buracos na história. O filme tentou recriar a série em 93min, o que obrigou a muitas mudanças. Muitos caracteres desapareceram como o imperador Dornkirk, e outros aparecem apenas por alguns segundos, mais como uma piscadela de olhos aos fãs da série.

Uma das razões que levam os fãs - eu próprio incluído - a detestar o filme, deve-se à mudança de caracter dos protagonistas. Hitomi, é no filme uma adolescente com ataques de depressão e pensamentos suicidas, Van um quase bárbaro, preenchido pelo desejo de vingança.
Todo o desenrolar das motivações e conhecimento dos caracteres da série é aqui concentrado em Hitomi e Van.

O filme é muito mais violento pois foi pensado para retomar como público principal os adolescentes masculinos. A fonte de energia dos robots Guymelefs passa a ser o sangue dos seus pilotos, tornando o filme bem mais sanguinário. Em compensação a animação é mais avançada e a banda sonora mantém o nível da série.

Não recomendo que começem pelo filme, pois perde-se o encanto da série, e mesmo a visão do filme deve ser feita algum tempo depois da série para evitar desilusões. No entanto apesar destes constrangimentos o trabalho de condensar a história da série num único filme foi um trabalho fantástico que posso apreciar após o desapontamento inicial. Diria que é quase como comparar um livro (a série) com um filme, muitos dos detalhes que nos permitiram sonhar são perdidos na passagem.

A série editada pela Dynamic Portugal e distribuída pela Lusomundo muito difícilmente se encontra mesmo no mercado de 2ª mão. Os 6 volumes, cada com 4/5 episódios mantém as características originais com o som stereo Japonês e o formato 4x3 e as legendas estão correctas. Os menus estão bem construídos com a música a acompanhar. Os extras incluem alguns esboços das personagens e trailers de outras séries. Não incluem as cenas cortadas nos primeiros 7 episódios que só foram incluídas nas edições iniciais japonesas.
Nas edições estrangeiras tenham em atenção que alguns dos lançamentos iniciais da série baseavam-se na série censurada dos elementos mais violentos tal como foi apresentada inicialmente na TV dos EUA. Evitem as edições que incluem apenas as dobragens inglesas pois a excelente banda sonora é abafada pelas vozes das personagens.

Escaflowne - O Filme, não se sai tão bem na edição nacional. Baseado numa edição da espanhola Selecta Visión, na altura distribuída cá pela editora Universal, a imagem não é anamórfica - o que pode ser corrigido com um leitor progressivo. As legendas têm umas tantas gralhas onde se nota o "portunhol" de vez em quando. A pista DTS desapareceu para ter apenas Stereo Japonês e 5.1 em inglês e espanhol.
De qualquer modo é também uma edição difícil de encontrar, mesmo no mercado de 2ª mão.
Pedro Pereira de Carvalho - 54 anos - Lisboa
katorio
Fanático
Fanático
Posts: 794
Joined: January 17th, 2009, 11:37 pm
Location: Albufeira

Re: Escaflowne / Tenkû no Esukafurône (1996)

Post by katorio »

Escaflowne foi uma das colecções que mais trabalho me deu a completar. Queria as edições nacionais lançadas pela extinta Dynamic.pt, e demorei uns 3 ou 4 anos (a contar da data em que comprei o 1º dvd) a conseguir encontrar todos os 6 volumes. Foi apenas no passado mês de Novembro (acho que foi Novembro) que consegui encontrar o 6º e último.

Ainda não tive oportunidade de ver a série, mas é algo que está na minha lista de prioridades assim que tiver tempo.

Curioso, que consegui arranjar o filme muito antes da série, e vi-o primeiro. A tal edição nacional, com todas as falhas graves (em particular o referido "portunhol"). Muito sinceramente não me lembro de muito do filme... talvez devido a essas falhas ter-me retirado um pouco o interesse. Lembro-me que até que não desgostei, mas que fiquei logo com a sensação que era uma versão comprimida da série, o que aumentou o meu interesse em ver a série.

Tenho que ver a série, e rever o filme depois... mas tenho que arranjar uma versão com uma legendagem mais correcta que aquele "portunhol" dá cabo de qualquer pessoa.

Uma nota acerca dos DVDs da Dynamic, nomeadamente o aspecto exterior, onde houve mais uma falha da editora. A numeração dos 5 primeiros volumes, nas lombadas, ficam todas no mesmo sítio, na parte inferior da lombada depois (a contar de cima para baixo) do título. No 6º volume, colocaram o nº6 mais acima, o que quebra a linha estética quando se tem os DVDs todos alinhados na prateleira... enfim.

Em relação à "raridade" da edição do filme. Eu não acho que seja difícil de encontrar. Enquanto pesquisava por essa net fora pelos dvds da série, estava constantemente a encontrar o dvd do filme. Seja a edição "normal", de venda directa, seja a edição que saiu na antiga colecção Mangamania da Salvat (acho que era da Salvat).
Por exemplo, só aqui há alguns: http://www.custojusto.pt/Portugal?ca=21 ... e&cg=0&w=3
Image
Pedro Pereira de Carvalho
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 8060
Joined: June 12th, 2001, 6:51 pm
Location: Portugal

Re: Escaflowne / Tenkû no Esukafurône (1996)

Post by Pedro Pereira de Carvalho »

Pois é estava a esquecer-me da edição da Salvat, é mais fácil de encontrar.

Já agora, um a curiosidade. No primeiro encontro de Hitomi e Van a linguagem que apenas Hitomi percebe é baseada no português - embora para ser sincero, não consigo percebê-lo.
"[Al]guém qual é diabo" - "[Avu]ge-n ku(a)ru e ji(i)a-bo"

E aqui alguns vídeos do youtube para alguma músicas da série

O genérico (só disponível a partir do 2º episódio)


A clássica canção do Escaflowne e cenas de luta conhecida como Dance of Curse
Pedro Pereira de Carvalho - 54 anos - Lisboa
jimmy
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2931
Joined: May 18th, 2003, 9:00 pm

Re: Escaflowne / Tenkû no Esukafurône (1996)

Post by jimmy »

É uma série de fantasia-mecha bem engraçada. Por incrível que pareça nunca a revi , mesmo depois de comprar a edição da AnimeLegends (bem barata , ao contrário dos preços a custo de ouro das colecções normais ). Fiquei com vontade de a rever depois de ler o texto.

É uma série da melhor era da Sunrise , ali a meio da década de 90 , numa altura onde abundava a criatividade , o talento e budget necessário para fazer series com esta qualidade (coisa que actualmente não existe). Só é pena o cg ranhoso , e pior que isso irremediavel (a não ser que seja refeito) para upscales jeitosos , uma vez que existia a prática de animar bocados em cg a partir de intermediários de resoluções baixas (coisas de inicios de tecnologia...).

A música é mais um trabalho incrível da Yoko Kanno salut-)



Eu gosto do filme , e acho que funciona bem se pensarmos nele como um trabalho sem qualquer relação com a série. Apenas um filme de fantasia , que readapta a historia. E como sou um sucker por boa animação , o filme foi (se não me engano) o primeiro trabalho do estudio Bones , e não faltam momentos de animação arrebatadores.

As edições da dynamic era bem fraquinhas. Quando o target comercial é um nicho , não ficava mal enriquecer a edição o melhor possivel. E o que se tinha eram produtos com muitos erros , problemas e...caro !. Mas foi um período de boas intenções , e o segundo boom de comercialização de anime cá em pt depois do trabalho da Manga Entertainment pela Europa no inicio dos anos 90.
" Listen, you fuckers, you screwheads. Here is a man who would not take it anymore. A man who stood up against the scum, the cunts, the dogs, the filth, the shit. Here is a man who stood up." Travis Bickle in Taxi Driver
Pedro Pereira de Carvalho
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 8060
Joined: June 12th, 2001, 6:51 pm
Location: Portugal

Re: Escaflowne / Tenkû no Esukafurône (1996)

Post by Pedro Pereira de Carvalho »

Atenção que na edição da AnimeLegends alguns lotes tinham problemas e tiveram de ser substituídos. Não sei se é fácil ver quais eram os bons.
Pedro Pereira de Carvalho - 54 anos - Lisboa
jimmy
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2931
Joined: May 18th, 2003, 9:00 pm

Re: Escaflowne / Tenkû no Esukafurône (1996)

Post by jimmy »

Eram problemas dos lotes inicias (coisa recorrente nestas edições da Bandai). Penso que a maioria terá sido retirada de circulação.
" Listen, you fuckers, you screwheads. Here is a man who would not take it anymore. A man who stood up against the scum, the cunts, the dogs, the filth, the shit. Here is a man who stood up." Travis Bickle in Taxi Driver
Pedro Pereira de Carvalho
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 8060
Joined: June 12th, 2001, 6:51 pm
Location: Portugal

Re: Escaflowne / Tenkû no Esukafurône (1996)

Post by Pedro Pereira de Carvalho »

Em relação ao CGI ranhoso, nem me pareceu muito mau. Acho que foi usado principalmente nas camuflagens invisíveis das armaduras Zaibakers, e os únicos efeitos que não gostei mesmo, foram os usados nos dragões terrestres - destoam do resto da animação.

Em relação ao filme, a animação é claramente superior, embora perca algo da ingenuidade da série, acho que a história perde muito sem os detalhes da série. Chega-se ao fim e dizemos "a animação é excelente", mas daí a algum tempo já esquecemos o filme, não nos marca da mesma maneira.

Já agora do filme prefiro a Sora's Song, aqui vai um link para o youtube. Atenção que é uma homenagem que mistura imagens do filme e da série

Pedro Pereira de Carvalho - 54 anos - Lisboa
User avatar
DarkPhoenix
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 4022
Joined: February 13th, 2004, 2:58 pm
Location: Norte

Re: Escaflowne / Tenkû no Esukafurône (1996)

Post by DarkPhoenix »

Vi a maioria dos episódios desta série na Sic Radical, mais tarde comprei a edição dvd, acabei por revê-la há pouco através de "outros métodos".
Aliás, nunca sequer vi a edição dvd, nem sei dela, está algures num dos armários cheios de entulho ( filmes e jogos ) plástico, o qual me custa escavar sempre que pretendo encontrar "aquele filme ou aquele jogo". Rai's partam o plástico!

Não gosto do estilo visual da série, abomino a forma pronunciada dos narizes, as paleta deprimente, a animação que só anima nos combates com os robots.
A série é muito lamechas, demasiado efeminada.

Salva-se o triângulo amoroso, os episódios finais que surpreendem, algumas batalhas,.... pouco mais.

Não penso tornar a ver.
Pedro Pereira de Carvalho
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 8060
Joined: June 12th, 2001, 6:51 pm
Location: Portugal

Re: Escaflowne / Tenkû no Esukafurône (1996)

Post by Pedro Pereira de Carvalho »

Pedro Pereira de Carvalho - 54 anos - Lisboa
THX
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2030
Joined: January 31st, 2013, 11:04 pm
Location: Invicta

Re: Escaflowne / Tenkû no Esukafurône (1996)

Post by THX »

Não vi o filme, mas a série vi toda na SIC Radical e gostei bastante.
Lembro-me de ter ficado agarrado logo no 1º episódio e de esperar ansiosamente pelos próximos.
Os últimos episódios foram qualquer coisa...
Nunca mais a revi, por falta de tempo.

off-topic :
Quando vi o trailer do "Pacific Rim" lembrei-me logo desta série.
Os meus 200 filmes inesquecíveis :
http://www.imdb.com/list/ls077088728/?s ... s077088728
Post Reply