Ad Astra (2019) James Gray

Discussão de filmes; a arte pela arte.

Moderators: mansildv, waltsouza

Post Reply
technicolor
Fanático
Fanático
Posts: 562
Joined: March 2nd, 2016, 9:00 pm
Location: Pinhal Novo

Ad Astra (2019) James Gray

Post by technicolor »

.
Brad Pitt está em grande, agora numa saga espacial dirigida por James Gray com estreia prevista (nos USA) para 20 de setembro de 2019

Image

A informação ainda é escassa; para além de Pitt, Tommy Lee Jones, Liv Tyler e Donald Sutherland

O trailer



Mais informações
https://www.imdb.com/title/tt2935510/
https://en.wikipedia.org/wiki/Ad_Astra_ ... es_Joins-2
technicolor
Fanático
Fanático
Posts: 562
Joined: March 2nd, 2016, 9:00 pm
Location: Pinhal Novo

Re: Ad Astra (2019) James Gray

Post by technicolor »

Novo trailer.

mansildv
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 10344
Joined: February 25th, 2014, 6:30 pm

Re: Ad Astra (2019) James Gray

Post by mansildv »

Promete! 😁
technicolor
Fanático
Fanático
Posts: 562
Joined: March 2nd, 2016, 9:00 pm
Location: Pinhal Novo

Re: Ad Astra (2019) James Gray

Post by technicolor »

Mais um trailer que a estreia é já em Setembro 😉
technicolor
Fanático
Fanático
Posts: 562
Joined: March 2nd, 2016, 9:00 pm
Location: Pinhal Novo

Re: Ad Astra (2019) James Gray

Post by technicolor »

As primeiras reacções da critica após a apresentação no festival de Veneza.

In a five-star review in The Guardian, critic Xan Brooks raves, “Pitt embodies McBride with a series of deft gestures and a minimum of fuss. His performance is so understated it hardly looks like acting at all
.................

Rafaela Gomes /CinePop

“Essa é uma narrativa avulsa e mítica; quanto mais expansiva sua visão se torna, mais voltado para o interior seu foco se t1orna. Mesmo com uma narrativa linear que nunca diminui a velocidade, uma sequência de perseguições que parece a Estrada da Fúria na lua e uma visão suspensa da galáxia que abre espaço para inúmeras surpresas inesperadas (cuidado com as marcas de garras dentro de uma nave espacial aparentemente abandonada), Ad Astra ainda é uma das odisseias mais ruminativas, retraídas e curiosamente otimistas deste lado do Solaris. É também uma dos melhores”. – David Ehrlich (IndieWire)

“Por mais potente que seja essa premissa, com sua dinâmica de Marlow-Kurtz entre o filho narrador e o pai fora da grade que ele presumiu estar morto há muito tempo, ela se desenrola de uma maneira que facilita mais a admiração do que o arrebatamento total da audiência. Talvez porque os tropos de gênero de Ad Astra, por mais impressionantes que sejam, também são familiares – um pouco de Gravidade aqui, os inevitáveis ​​acenos de 2001: Uma Odisséia no Espaço por lá. Essa saga episódica parece arrancada por eles, em vez de habitar totalmente o terreno. Indo de uma provação homérica para outra, o filme pode ser teimosamente sem envolvimento”. – Sheri Linden (The Hollywood Reporter)

“Em Ad Astra, Apocalypse Now é o quadro em que Gray está pendurado … outro quadro. Ainda estamos falando sobre Apocalypse Now, 40 anos depois, mas não tenho certeza de que falaremos sobre Ad Astra em quatro semanas… o que ajudaria mais seria se o filme tivesse um fator uau genuíno gravado em sua ficção científica retrô. Espero que James Gray, como diretor, continue a explorar mundos desconhecidos, mas mesmo o seu culto de fãs pode achar difícil ficar muito empolgado com um filme que, por trás de suas aparências espaciais, é convencional. ” – Owen Gleiberman

(Variety)


“Assim como o último filme de Gray, A Cidade Perdida de Z, Ad Astra pode parecer um conto de aventura tradicional, mas, na realidade, é uma jornada interior intelectualmente sofisticada e meticulosamente trabalhada, na qual um homem solitário luta com seus demônios. Para ter certeza, há uma familiaridade com essa configuração do Heart Of Darkness – e a voz sussurrada de Roy geralmente acrescenta outro nível de convencionalidade. Mas, apesar dessas limitações – e do fato de [Liv] Tyler ser relegada a um papel esquelético de Amante desapontada -, este filme cativante se aprofunda nos temas de pai e filho”. -Tim Grierson (Screen Daily)

“Emocionalmente, o filme opera em uma área cinzenta clássica, com redemoinhos quase imperceptíveis que se transformam em uma poderosa chave existencial. Tudo isso, deve-se dizer, repousa sobre os ombros de Pitt – que parecem ombros muito diferentes, de alguma forma, daqueles que se arrastaram de maneira tão atraente em Era Uma Vez em Hollywood. Seu desempenho aqui é tão emocionante e intimidador quanto seu trabalho para Tarantino foi espirituoso e amplo – é o verdadeiro estrelato do cinema e preenche uma tela do tamanho de um sistema estelar”. – Robbie Collin (The Telegraph)

“O último longa-metragem de Gray, o deslumbrante e triste drama de exploração A Cidade Perdida de Z, exibia obras de arte igualmente impressionantes. Mas em Ad Astra, Gray é capaz de trabalhar em uma escala muito maior. Claro, muitas das estéticas do filme lembram outras aventuras sombrias no espaço – mas Gray afirma sua própria voz, sua própria perspectiva. Gray está cutucando algo como Roy McBride, arranhando o uivo do universo para ver o que está fazendo barulho”. – Richard Lawson (Vanity Fair)

“Existencial, mas também íntimo, Ad Astra é uma exploração impressionante e sensível do espaço deixado por um pai ausente – e o vazio infinito do espaço real”. – John Nugent (Empire)
[/quote]


https://www.indiewire.com/2019/08/ad-as ... 202169692/
Ludovico
Especialista
Especialista
Posts: 1093
Joined: June 13th, 2007, 4:38 pm
Location: Porto

Re: Ad Astra (2019) James Gray

Post by Ludovico »

Este filme não vou ver por um motivo:
Não gosto dos filmes deste realizador,para mim,é um mero tarefeiro,nada mais.
"Sempre as horas,as horas,as horas......"
PanterA
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2579
Joined: February 21st, 2012, 12:14 am
Location: Viseu

Re: Ad Astra (2019) James Gray

Post by PanterA »

Tomara Hollywood ter mais destes chamados "tarefeiros", seria certamente uma grande momento e anos para recordar de grande cinema.
drakes
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2095
Joined: June 10th, 2015, 11:44 pm

Re: Ad Astra (2019) James Gray

Post by drakes »

Não achei nada demais, bom efeitos apenas.
nimzabo
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2957
Joined: July 16th, 2013, 9:16 pm

Re: Ad Astra (2019) James Gray

Post by nimzabo »

Tem algumas cenas muito mal filmadas e a história também achei perfeitamente esquecível.
Há uma cena na parte inicial em que ele aterra um foguete que vai a cair que é de fugir. Mesmo mal feito.
E há muitas cenas filmadas da forma mais fácil, tecnicamente.
Achei um bocado perda de tempo o filme.
:-?
JoséMiguel
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 3057
Joined: August 30th, 2011, 9:33 pm
Location: Lisboa

Re: Ad Astra (2019) James Gray

Post by JoséMiguel »

nimzabo wrote:
December 4th, 2019, 9:51 pm
Tem algumas cenas muito mal filmadas e a história também achei perfeitamente esquecível.
Há uma cena na parte inicial em que ele aterra um foguete que vai a cair que é de fugir. Mesmo mal feito.
E há muitas cenas filmadas da forma mais fácil, tecnicamente.
Achei um bocado perda de tempo o filme.
:-?
A aterragem de foguetes dessa forma é uma novidade do último ano, com o "Falcon Heavy" da SpaceX (https://en.wikipedia.org/wiki/Falcon_Heavy), ver o tempo 0m25s:



Isto é agora possível apenas de forma automática, com computadores e algoritmos muito avançados.

No filme, a cena de que falas é feita de forma completamente manual, e aí sim, há espiga e é suspeito. :lol: :wink: Parece o jogo vectorial de máquinas de 1979 "Lunar Lander":



Eu acrescentaria que a parte final
é similar ao Indiana Jones IV, quando o arqueólogo se esconde num frigorífico para se proteger de uma bomba atómica, com a diferença de que o Brad Pitt é mais inteligente do que o cyborgue comandante Data do Star Trek, e consegue calcular que uma bomba nuclear em Neptuno o impulsiona na trajectória correcta para a Terra, após a cena retirada dos filmes do "007 James Bond" dos anos 70, onde ele voa à toa no vácuo e consegue ir ter à navezinha, com cálculos iguais aos do alienígena Spock, no filme de 1979 "Star Trek - The Motion Picture".

Hollywoodismo no seu melhor... :badgrin: mau-)
nimzabo
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2957
Joined: July 16th, 2013, 9:16 pm

Re: Ad Astra (2019) James Gray

Post by nimzabo »

Se bem me lembro o que ele fez no filme foi contar 3,2,1 e já está!
Bem vindo de volta ao forum!
Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 5073
Joined: February 19th, 2009, 9:07 pm
Contact:

Re: Ad Astra (2019) James Gray

Post by Samwise »

Hmmm... não sei bem se hei-de beijar o Gray ou dar-lhe um par de estalos.

Até 3/4 do filme, quase tudo impecável, isto se conseguirmos evitar pensar nos inúmeros erros e incongruências a nível de ciência (estruturas de betão na lua? e em Marte? escadas rolantes e gravidade normal? :lol: :lol: :lol: grr-) ), depois vem o "último acto" e borra a pintura por todos os lados. O encontro entre as partes é curto, despachado à pressa e uma desilusão face ao que se esperaria da narrativa que vinha sendo arquitectada até aí (e que faz alguns desvios desnecessários, de modo a proporcionar que esse encontro seja apenas entre pai e filho).

A fotografia e a estética estão imaculadas - e uma pena que haja tantos detalhes "errados" por onde pegar, porque a nível visual está aqui uma das mais deslumbrantes fitas de FC dos últimos anos (aquele passeio na lua é salut-) salut-) salut-) ) , senão mesmo de sempre. Os efeitos especiais também são excelentes, e são-nos mostrados de forma ponderada, sem fogo-de-artifício.

Também gostei muito do Brad Pitt - colocaria esta interpretação à frente da do Once Upon a Time in Hollywood, é um papel de muita contenção e equilíbrio, e algum trabalho de construção psicológica da personagem. No outro filme parece-me que ele não tem trabalho nenhum, basta fazer de si próprio.

7/10. (aqueles 30 minutos finais... :-x )
«The most interesting characters are the ones who lie to themselves.» - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

«One is starved for Technicolor up there.» - Conductor 71 in A Matter of Life and Death

Câmara Subjectiva
Post Reply