The Witch (2015) - Robert Eggers

Discussão de filmes; a arte pela arte.

Moderators: mansildv, waltsouza

User avatar
waltsouza
Moderador
Posts: 3698
Joined: March 19th, 2005, 8:26 am
Location: Sobreda, Terra dos cães e dos gatos
Contact:

The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by waltsouza »

New England, 1630: William and Katherine lead a devout Christian life, homesteading on the edge of an impassible wilderness, with five children. When their newborn son mysteriously vanishes and their crops fail, the family begins to turn on one another. 'The Witch' is a chilling portrait of a family unraveling within their own fears and anxieties, leaving them prey for an inescapable evil.
http://www.imdb.com/title/tt4263482/
https://en.wikipedia.org/wiki/The_Witch_(2015_film)
Eis as primeiras imagens de "The Witch", o filme de terror do momento

Image


Algo tenebroso esconde-se nesta floresta. A crítica e os festivais de cinema mostram-se rendidos.


Depois de aterrorizar o Festival de Sundance, onde o estreante Robert Eggers arrecadou o prémio para melhor realizador, no passado mês de janeiro, "The Witch" promete, no primeiro trailer, o regresso a um terror atmosférico que manipula o nervoso miudinho do espectador.

Dito de outra forma, como descrito pelo site Indiewire, estamos perante uma obra "capaz de enregelar o sangue".

Por estas imagens, tudo indica que o sucesso de "The Witch" se deve, precisamente, pelo seu estilo minimalista, abundante em cenários góticos e ritmo claustrofóbico.


A ação de "The Witch" decorre em 1630, quando um agricultor é forçado a mudar-se com a sua família para uma localidade remota, mesmo ao lado de uma floresta que, segundo reza a lenda, é controlada por bruxas.

Quase imediatamente, começam a ocorrer estranhos e inquietantes eventos: os animais tornam-se violentos, as plantações murcham e uma das crianças desaparece, regressando ao seio familiar possuída por um espírito.

À medida que a suspeita e paranóia crescem, todos parecem deitar as culpas sobre a jovem Thomasin.

"The Witch" chega às salas de cinema norte-americanas em 2016.

http://filmspot.pt/artigo/eis-as-primei ... ento-7298/

TRAILER


No Angel
Especialista
Especialista
Posts: 1815
Joined: April 2nd, 2012, 9:58 pm

Re: The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by No Angel »

Este parece ser muito bom, já a bastante tempo que um filme de terror me entusiasmava... parece ter uma atmosfera muito boa mesmo!
THX
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2030
Joined: January 31st, 2013, 11:04 pm
Location: Invicta

Re: The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by THX »

Até que enfim que vejo alguma coisa de jeito neste género, que já anda há tanto tempo esquecido.
Isto SIM, faço questão de ver porque como sempre disse - o verdadeiro terror não se vê...sente-se.
Não é cá preciso bonecos ou bonecas da treta, velhas com máscaras de NBQ, monstros, vampiros ou fantasmas com lençóis encardidos. Estou sempre a dizer isto...o verdadeiro terror tem de ser misterioso, invisível, inexplicável.

Ultimamente é só werda comercial americanada para entreter a pipocada que lançam por aí.
Ainda ontem a minha irmã foi ver o "It Follows" ao cinema e arrependeu-se tanto com o enchimento de chouriços e com a banhada que aparentemente é o final que jurou que tão cedo não vai ver outro filme de "terror" moderno.

Nota:
O James Wan que aprenda mas é com este senhor Roger como se fazem bons filmes de terror em vez de se andar por aí a meter em projectos repetitivos e sem cabimento nenhum como o ultimo FF7. Só de saber que vai ser ele a realizar o "Aquaman" parece que já estou a sentir a água a subir...
Os meus 200 filmes inesquecíveis :
http://www.imdb.com/list/ls077088728/?s ... s077088728
PanterA
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2694
Joined: February 21st, 2012, 12:14 am
Location: Viseu

Re: The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by PanterA »

O It Follows está longe de ser terror. Mas pelos vistos a definição varia de pessoa para pessoa. Quanto ao fime em si, para mim foi um belo 8/10. Grande filme, mesmo. Mas vai vê-lo e forma a tua própria opinião.

Quanto a este, parece ter potencial.
User avatar
waltsouza
Moderador
Posts: 3698
Joined: March 19th, 2005, 8:26 am
Location: Sobreda, Terra dos cães e dos gatos
Contact:

Re: The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by waltsouza »

THX wrote:Até que enfim que vejo alguma coisa de jeito neste género, que já anda há tanto tempo esquecido.
Isto SIM, faço questão de ver porque como sempre disse - o verdadeiro terror não se vê...sente-se.
Não é cá preciso bonecos ou bonecas da treta, velhas com máscaras de NBQ, monstros, vampiros ou fantasmas com lençóis encardidos. Estou sempre a dizer isto...o verdadeiro terror tem de ser misterioso, invisível, inexplicável.

Ultimamente é só werda comercial americanada para entreter a pipocada que lançam por aí.
Ainda ontem a minha irmã foi ver o "It Follows" ao cinema e arrependeu-se tanto com o enchimento de chouriços e com a banhada que aparentemente é o final que jurou que tão cedo não vai ver outro filme de "terror" moderno.

Nota:
O James Wan que aprenda mas é com este senhor Roger como se fazem bons filmes de terror em vez de se andar por aí a meter em projectos repetitivos e sem cabimento nenhum como o ultimo FF7. Só de saber que vai ser ele a realizar o "Aquaman" parece que já estou a sentir a água a subir...
Antes de mais, fica já a saber que aquilo que escrevo a seguir não é com a intenção de me meter contigo (peace and love :-))) ), é somente mais uma constatação, mais uma entre outras.

Primeiro, as tuas considerações não passam de estereótipos. Da forma como metes as tuas ideias, só existe um tipo de terror, chamemos-lhe assim, que no fundo é aquele que te agrada mais (a ti), o terror misterioso, invisível, inexplicável, palavras tuas. Eu já vejo terror quase desde que me conheço e sei que existem inúmeros sub-géneros dentro do terror. Cada um deles com virtudes e defeitos. Uns mais explorados, e outros nem tanto. Sei que existem bons filmes de vampiros, fantasmas, monstros, lobisomens, slashers, zombies, demónios/espiritismo, e por ai fora. Como em todos esses sub-géneros existem maus filmes. Uns que não têm problema em mostrar gore e violência explícita, outros que tentam acentuar mais a criação de ambientes e de sugestão, uns com mais efeitos CGI, outros com menos (e mais efeitos old-school), uns com melhor história e outros com uma história já por demais vista e revista. No fundo existe de tudo, e sobretudo, para todos os gostos, porque não existe apenas uma forma de mostrar terror (e de agradar ás pessoas).

Falaste em James Wan. O James Wan já contribuiu com a sua parte para o cinema de terror. Foi ele que nos trouxe o Saw em 2004 (um thriller de terror, que para muitos virou filme de culto, e foi o principio de uma série de sequelas e de imitações), o Insidious em 2010 (já deu azo a 2 sequelas), o The Conjuring em 2013 (considerado um dos bons filmes de terror desse ano, e que criou mais umas imitações, o aproveitar da boneca Annabelle para a feitura de mais um filme). James Wan não tem culpa disso, que os seus filmes virem franchises. Eu não acho que ele tenha muito a aprender no dito cinema de terror mais comercial. Já deu provas do oposto. E estar a falar de terror e ir buscar FF7 não tem nada a ver.

Não gostas de nenhum filme de terror James Wan? Estás no teu direito mas isso não faz da tua opinião uma ciência exata. Há quem goste bastante, e há quem tenha por ele bastante apreço, e aprecie o seu estilo. Eu admito que gosto. No fundo eu em relação ao terror tento fugir aos "estereótipos". Concordo contigo que nos dias hoje torna-se mais complicado encontrar um filme dentro género que nos traga algo de novo, sobretudo para pessoas que já viram muitos, mas eu faço por distanciar-me de formas mais extremistas (e generalistas) de abordar o terror. Ainda ontem meti por aí 3 ou 4 novos filmes de terror (alguns que misturam comédia com terror) e por exemplo, Deathgasm, uma produção da Nova Zelãndia, pareceu-me que tem os condimentos para ser um bom filme. Para quem aprecie aquele estilo/tipo de terror. É que não existe apenas e só um, existem diversos.

Já sei que vais rebater tudo o que eu escrevi, que não concordas com nada das minhas considerações mas pronto... os teus textos parecem-me até bastante claros, e portanto, ficamos assim, como sempre, e concordamos que discordamos um do outro. É mais prático. :-)))

Ah, e vou-te dar um mero conselho, nós nunca sabemos se o melão é mesmo bom antes de o abrir, e de o comer, mas já deu para perceber que tu tens o hábito de dizer bem (ou mal) do melão só de olhar para ele. Isso volta e meia pode dar buraco, vai dar buraco, é uma mera questão de tempo. Só depois de provar o melão é que sabemos, pelo seu sabor, se valeu a pena comprá-lo. :wink:
User avatar
waltsouza
Moderador
Posts: 3698
Joined: March 19th, 2005, 8:26 am
Location: Sobreda, Terra dos cães e dos gatos
Contact:

Re: The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by waltsouza »

PanterA wrote:O It Follows está longe de ser terror. Mas pelos vistos a definição varia de pessoa para pessoa. Quanto ao fime em si, para mim foi um belo 8/10. Grande filme, mesmo. Mas vai vê-lo e forma a tua própria opinião.

Quanto a este, parece ter potencial.
Longe? Também está longe de ser apenas um drama, uma comédia, um filme de aventura, de ação, ou policial...

É verdade que por vezes existem algumas dificuldades a classificar certos filmes de terror mas não me parece de todo que seja o caso do It Follows.
Mistura elementos de thriller com elementos de terror (sobrenatural). Pelo menos não será nenhuma grande surpresa se vires em todo o lado a palavra "Horror" a acompanhar o "It Follows". Mas também não será grande novidade se não se ficarem apenas por "Horror" e referirem "Thriller", ou "Drama", o filme tb terá elementos dramáticos. Surpresa será ao contrário, se em algum lado se esqueceram de mencionar "Horror". :biggrin:
THX
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2030
Joined: January 31st, 2013, 11:04 pm
Location: Invicta

Re: The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by THX »

waltsouza wrote:
Antes de mais, fica já a saber que aquilo que escrevo a seguir não é com a intenção de me meter contigo (peace and love :-))) ), é somente mais uma constatação, mais uma entre outras.
Antes demais eu ando a constatar, já há algum tempo, que eu não posso dar uma simples opinião, formada ou não, sobre determinado filme sem que o moderador meta a colherada. Constato ainda a forma paternalista com que escreves e o teor pseudo-moralista com que impregnas os teus textos "didácticos" qual politico armado com o seu bom-senso demagógico.
Tudo na boa...mas só espero que depois não te ponhas para aqui a apagar com essa tua "borracha" mágica os meus textos "claros" como tu próprio os chamas, Ok? - Estamos entendidos então.
Primeiro, as tuas considerações não passam de estereótipos. Da forma como metes as tuas ideias, só existe um tipo de terror, chamemos-lhe assim, que no fundo é aquele que te agrada mais (a ti), o terror misterioso, invisível, inexplicável, palavras tuas. Eu já vejo terror quase desde que me conheço e sei que existem inúmeros sub-géneros dentro do terror.
Primeiro, acho que te andas a armar um pouco em Prof. catedrático da Cinemateca ao tentares dar certas explicações sobre cinema, géneros, sub-géneros e sub-sub- géneros de filmes e demais variações, das quais pareces ter conhecimento.
Dizes tu que já vês terror desde que te conheces...mas eu também já vejo cinema desde que me conheço, e isto engloba TODOS os géneros de filmes e demais ramificações similares dessa arte, ao longo de muitos anos.
Resumindo - esta tua pequena divagação em estilo de lição cinematográfica a MIM nada me diz, porque podes ter a certeza que não vai ser contigo ou através da tua pessoa que eu irei enriquecer a minha cultura cinematográfica.
Cada um deles com virtudes e defeitos. Uns mais explorados, e outros nem tanto. Sei que existem bons filmes de vampiros, fantasmas, monstros, lobisomens, slashers, zombies, demónios/espiritismo, e por ai fora. Como em todos esses sub-géneros existem maus filmes. Uns que não têm problema em mostrar gore e violência explícita, outros que tentam acentuar mais a criação de ambientes e de sugestão, uns com mais efeitos CGI, outros com menos (e mais efeitos old-school), uns com melhor história e outros com uma história já por demais vista e revista. No fundo existe de tudo, e sobretudo, para todos os gostos, porque não existe apenas uma forma de mostrar terror (e de agradar ás pessoas).
Esta parte da tua lúcida e enriquecedora "lição" eu deixo para os putos de 10 anos...que estejam interessados em aprender que existem bons e maus filmes, tal como existem os policias e os ladrões.
Falaste em James Wan. O James Wan já contribuiu com a sua parte para o cinema de terror. Foi ele que nos trouxe o Saw em 2004 (um thriller de terror, que para muitos virou filme de culto, e foi o principio de uma série de sequelas e de imitações), o Insidious em 2010 (já deu azo a 2 sequelas), o The Conjuring em 2013 (considerado um dos bons filmes de terror desse ano, e que criou mais umas imitações, o aproveitar da boneca Annabelle para a feitura de mais um filme). James Wan não tem culpa disso, que os seus filmes virem franchises. Eu não acho que ele tenha muito a aprender no dito cinema de terror mais comercial. Já deu provas do oposto. E estar a falar de terror e ir buscar FF7 não tem nada a ver.
Mais uma vez nada escreves que eu já não soubesse...
Sei muito bem que os filmes do James Wan viraram franchises e que o último filme que ele realizou pertence também a um franchise, daí eu ter falado no FF7. Mas para mim o seu terror não cola, não me mete medo nenhum. Ainda durmo descansado após ver um "Insidious" ou um "The Conjuring". Prefiro e admiro muito mais o terror de um "RECº" do Balagueró/Plaza, de um "Descent", de um "Hellraiser", de um "The Brood" ou de um "The Thing".
Quanto a mim são todos filmes que metem os do Wan a um canto muito apertado e sombrio.
Não gostas de nenhum filme de terror James Wan? Estás no teu direito mas isso não faz da tua opinião uma ciência exata. Há quem goste bastante, e há quem tenha por ele bastante apreço, e aprecie o seu estilo. Eu admito que gosto.
Compra um poster do homem e cola-o na parede, aos pés da tua cama. Nos "chinocas" devem estar baratos.
No fundo eu em relação ao terror tento fugir aos "estereótipos".[...] É que não existe apenas e só um, existem diversos.
:shock: Really???? :o
Já sei que vais rebater tudo o que eu escrevi,...
Deves ser bruxo como?-)…o que até calha bem neste tópico.
Ah, e vou-te dar um mero conselho, nós nunca sabemos se o melão é mesmo bom antes de o abrir, e de o comer, mas já deu para perceber que tu tens o hábito de dizer bem (ou mal) do melão só de olhar para ele.
Vou-te dar um conselho também - guarda os teus conselhos a quem tos pede ok?
Eu adoro melão, e até hoje ainda não abri nenhum verde ou azedo.
Limito-me a sentir-lhes o peso, a cheirá-los e olhar para a cor da casca. E tu como é que fazes??
Isso volta e meia pode dar buraco, vai dar buraco, é uma mera questão de tempo. Só depois de provar o melão é que sabemos, pelo seu sabor, se valeu a pena comprá-lo.
Epá, agora até parece que estás a descrever o piso da nacional nº125 no Algarve :| ...
Os meus 200 filmes inesquecíveis :
http://www.imdb.com/list/ls077088728/?s ... s077088728
User avatar
waltsouza
Moderador
Posts: 3698
Joined: March 19th, 2005, 8:26 am
Location: Sobreda, Terra dos cães e dos gatos
Contact:

Re: The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by waltsouza »

Admito que até gosto de trocar uns galhardetes contigo, THX, embora já saiba que no fim não se chega a lado nenhum. :-))) Tu tens uma forma muito própria de estar, pelo menos neste fórum, e no fundo, bem lá no fundo, não tenho nada contra ela. Se as tuas opiniões em relação a cinema se confundem com aquilo que para ti são certezas e factos, não serei eu (jamais) a alterar uma forma de estar que é tua, e que já tem anos e anos.

Realmente eu vim falar em banalidades. Falar em sub-géneros de terror, em várias formas de mostrar o terror, como se tu já não soubesses isso tudo.

Admito que como professor catedrático da cinemateca sou um falhanço completo. :-))) Em relação a tentar dar-te lições de moral, podes ficar descansado, que jamais tentei dar-te uma que fosse. Estamos é num fórum e um fórum existe para que possamos dirimir opiniões e acabar de costas voltadas, em relação àquilo que achamos sobre as coisas, bem entendido, sobre um determinado tema ou assunto. Faz parte do ADN de qualquer fórum que se preze. Felizmente não somos todos ovelhas Chonés (estreia hoje :-))) ). E isso tem acontecido mais contigo (mas ainda há pouco troquei umas ideias com o Lorde X, que pode ou não concordar comigo) porque tu (quer reconheças isso ou não) tens uma forma muito peculiar de dar opiniões. Como disse, é a tua, quem não gosta mete de lado, quem pelo menos tem algo a dizer, que o diga. Estamos de acordo nisto, não? E eu por vezes gosto de "meter a colher" quando leio algo teu em que não concordo. :-))) Senão daqui a pouco começas a escrever para ti próprio. É bom que as tuas opiniões produzam algum tipo de efeito, nem que seja o efeito ricochete, e que no fim se esteja exatamente na mesma como no início. :badgrin:

Agora deixa-me terminar com mais uma "banalidade", que não vale nada mas o meu Q.I. não me permite ir mais longe "Se toda a gente gostasse (apenas) de terror "misterioso, invisível, inexplicável" (seja o que isso for) e os estúdios nos dessem apenas esse tipo de filmes, é natural que também eles acabariam por se tornar repetitivos, cansativos, chegaria-se igualmente ao enchimento de chouriços e a banhadas (nem que fosse pelo cansaço de estar sempre a ver o mesmo género de coisa). Por isso, a riqueza está na diversidade". Até nas opiniões. :-)))

Nota: Não gostei da parte em que dizes que de mim não aprendes nada. Podias pelo menos fingir. :twisted: :p
No Angel
Especialista
Especialista
Posts: 1815
Joined: April 2nd, 2012, 9:58 pm

Re: The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by No Angel »

O que mete medo as pessoas e MUITO subjetivo e varia muito! Há pessoas que podem ter medo de gore, vampiros e essas coisas todas, varia muito! O terror e um genero muito vasto e nao pode ser tudo igual, há para todos os gostos, há terror que mete muito gore, outro terror que praticamente nem mete uma gota de sangue!

Eu pessoalmente afastei-me um pouco deste genero por estar farto de ver cenas nojentas (especialmente tortura, que é coisa que odeio ver), mas nao deixo de apreciar um bom filme de terror psicológico! E este parece que vai ser muito bom...
PanterA
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2694
Joined: February 21st, 2012, 12:14 am
Location: Viseu

Re: The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by PanterA »

waltsouza wrote:Longe? Também está longe de ser apenas um drama, uma comédia, um filme de aventura, de ação, ou policial...

É verdade que por vezes existem algumas dificuldades a classificar certos filmes de terror mas não me parece de todo que seja o caso do It Follows.
Mistura elementos de thriller com elementos de terror (sobrenatural). Pelo menos não será nenhuma grande surpresa se vires em todo o lado a palavra "Horror" a acompanhar o "It Follows". Mas também não será grande novidade se não se ficarem apenas por "Horror" e referirem "Thriller", ou "Drama", o filme tb terá elementos dramáticos. Surpresa será ao contrário, se em algum lado se esqueceram de mencionar "Horror". :biggrin:
Porquê? Porque tem uns zombieszitos? Umas poças de sangue? Isso para mim parece-me algo banal. Aliás, nem acontece lá softcore scenes muito menos hardcore. Mas sem dúvida que pode ter um rating mais lá em cima. Mas não invalida que isto seja terror. Para mim simplesmente é um filme onde o suspense psicológico à trabalhado de uma maneira artística e que nos prende ao ecrã.

Queres um exemplo perfeito de algo que tem não terror/horror/whatever nenhum mas sim um suspense claustrofóbico? Los ojos de Julia.
Se consideram esse filme terror, é só mais uma razão para veres que varia de pessoa para pessoa. E como esses filmes, tens outros em mente que te podia indicar.
User avatar
waltsouza
Moderador
Posts: 3698
Joined: March 19th, 2005, 8:26 am
Location: Sobreda, Terra dos cães e dos gatos
Contact:

Re: The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by waltsouza »

PanterA wrote:
waltsouza wrote:Longe? Também está longe de ser apenas um drama, uma comédia, um filme de aventura, de ação, ou policial...

É verdade que por vezes existem algumas dificuldades a classificar certos filmes de terror mas não me parece de todo que seja o caso do It Follows.
Mistura elementos de thriller com elementos de terror (sobrenatural). Pelo menos não será nenhuma grande surpresa se vires em todo o lado a palavra "Horror" a acompanhar o "It Follows". Mas também não será grande novidade se não se ficarem apenas por "Horror" e referirem "Thriller", ou "Drama", o filme tb terá elementos dramáticos. Surpresa será ao contrário, se em algum lado se esqueceram de mencionar "Horror". :biggrin:
Porquê? Porque tem uns zombieszitos? Umas poças de sangue? Isso para mim parece-me algo banal. Aliás, nem acontece lá softcore scenes muito menos hardcore. Mas sem dúvida que pode ter um rating mais lá em cima. Mas não invalida que isto seja terror. Para mim simplesmente é um filme onde o suspense psicológico à trabalhado de uma maneira artística e que nos prende ao ecrã.

Queres um exemplo perfeito de algo que tem não terror/horror/whatever nenhum mas sim um suspense claustrofóbico? Los ojos de Julia.
Se consideram esse filme terror, é só mais uma razão para veres que varia de pessoa para pessoa. E como esses filmes, tens outros em mente que te podia indicar.
Não tem nada a ver com zombies, com mais ou menos sangue. Até podia não ter um pingo de sangue e ser um filme de terror psicológico puro. Mas não deixava de ser terror. Afinal o que é o género de terror? (espero que não leves a mal eu tentar explicar-te, não será certamente a explicação definitiva).

Terror ou Horror (segundo a Wikipedia) e passo a citar "é um gênero literário, cinematográfico ou musical, que está sempre muito ligado à fantasia e a ficção especulativa, é criado com intuito de causar medo, aterrorizar . Também pode ser verificado na pintura, no desenho, na gravura e fotografia. A abstrata ideia de terror ou o ato de transmitir o sentimento de terror ou horror pode ser verificado em todas as formas de arte. Ao decorrer da década de 1990, até os dias de hoje, o gênero também compreende um estilo de desenvolvimento de jogos eletrônicos."

Vou pegar noutro filme com bastantes semelhanças com o It Follows. Chama-se The Entitiy de 1982 (O Ente Misterioso em português) e traz-nos uma mulher que é atormentada sexualmente por algo, um ente invisível, um espirito, nunca se chega a perceber muito bem o que a persegue, durante todo o filme.

http://www.imdb.com/title/tt0082334/?ref_=fn_al_tt_1

The Entity também está classificado como filme de terror. Pode não ser aquele filme de terror "clássico", aquele em que olhas para ele e afirmas "Ok, isto é mesmo de terror" mas desde a forma, ao tratamento dos elementos (e não tem nada a ver com sangue ou gore) o intuito é criar, tal como diz a definição da Wikipedia, uma sensação de medo, de tentar aterrorizar o espetador. Uns conseguem-no melhor, outros falham redondamente, uns terão mais cenas que tentam criar momentos de medo e tensão, e podem (ou não) usar a violência explícita para dar mais ênfase visual. E o suspense, o drama, o thriller, a comédia, a ação também fazem normalmente parte do género de terror. É normal tu veres um filme de terror mesclado com outros géneros.

Tu afirmas que o terror varia de pessoa para pessoa. Eu não diria isso dessa forma. Existem é filmes de terror que devido a certos elementos que o compõe serão mais fáceis de classificar e outros nem por isso. E nesse ponto sim, dou-te razão.

Agora em relação a It Follows eu não tenho dúvidas, e tal como eu, parece-me que os sites especializados de cinema (sejam eles mais especializados sobre terror ou não) acham o mesmo. :wink:
THX
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2030
Joined: January 31st, 2013, 11:04 pm
Location: Invicta

Re: The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by THX »

Terror ou Horror (segundo a Wikipedia) e passo a citar "é um gênero literário, cinematográfico ou musical, que está sempre muito ligado à fantasia e a ficção especulativa, é criado com intuito de causar medo, aterrorizar . Também pode ser verificado na pintura, no desenho, na gravura e fotografia. A abstrata ideia de terror ou o ato de transmitir o sentimento de terror ou horror pode ser verificado em todas as formas de arte.
Esse é exactamente o objectivo principal do Estado Islâmico e demais seitas terroristas - criar, causar e espalhar o medo nas populações. Mas o problema é que esse terror é mesmo autêntico e bem real, infelizmente.

Tal como o terror e horror das atrocidades que qualquer guerra causa os terroristas visam aterrorizar as pessoas com as suas acções violentas e extremistas. Chamo a isto de terror "palpável" uma vez que é visível, uma vez que se conhece a sua origem, quem o criou. Ou seja, acabamos sempre por saber o quê, o como, o quando e o porquê do aparecimento desse terror, resumindo, existe uma explicação. Existem os "bons" de um lado (vitimas) e os "maus" do outro (terroristas).
Mas aqui não reservo somente esse terror aos filmes que vemos, à ficção a que assistimos, mas até mais a certos documentários sobre factos reais que nos são apresentados por esse tipo de formato.

Posso-vos dizer que há 2 dias atrás vi parte de um documentário sobre os Oceanos, que está a passar num canal em cabo, e acho que presenciei ao acto mais vil e cruel que se pode cometer a um animal...de terror mesmo.
Aquela cena foi muito violenta para os meus olhos, e acreditem que já presenciei muita coisa nesta vida, muita mesmo, mas aquilo...aquilo não é de pessoas mas sim de selvagens, de monstros.

Passando aos filmes, como o caso deste "The Witch". Quando digo que PARA MIM existe um tipo de terror pior do que todos os outros, o tal misterioso, invisível e inexplicável, é exactamente por isso mesmo :

Misterioso

Toda a gente fica confusa quando não entende o porquê de algo...
- O que É??
- O que pretende?
- Porque apareceu?
- Qual a sua origem?

Isto meus amigos TEM de meter medo a muita gente, porque nem sequer sabemos muito bem com que armas é que vamos lutar e contra o quê. O Bin Laden foi morto com balas, mas isto aqui é bem diferente.

Invisível

Aqui vou contar uma pequena história:
Dois homens entram numa sala quadrada, ampla, toda forrada a azulejo liso branco.
Está muito bem iluminada.
No meio dessa sala encontra-se uma cadeira preta, design antigo.
Um dos homens coloca o outro na cadeira com pés e mãos amarrados. Vira-se para ele e pergunta-lhe :

- Preferes ficar amarrado na cadeira com a luz acesa ou solto com a luz apagada?
- Porquê??
- Porque me vou embora.
- E depois???
- Depois vou fechar a porta e deixar-te aqui sozinho...com o espírito misterioso que está cá dentro.


Agora imaginem que são vocês que estão no interior daquela sala...
Já pensaram na resposta que iriam dar se fossem vocês o homem da cadeira??
Reparem que eu não disse "espiríto maligno", mas sim "misterioso" :wink: e não importa a luz ficar acesa ou apagada porque nunca iremos ver o dito espírito. Podemos ouvir uns sussurros ou presentir movimentos, ou até ser traídos pela nossa própria mente, mas uma coisa é certa, vamos sentir medo... nails-) muito medo #-) .

Inexplicável

Como explicar o que não sabemos?
Como entender o que não percebemos?
Como combater o que não podemos?

Quando passarem por uma situação igual à que "The Witch" mostra vão saber que o MEDO combate desarmado e para mim essa é a mais valia deste filme, tudo fruto da excelente realização de Robert Eggers.

PS - Ora vejam lá novamente o trailer outra vez.
Os meus 200 filmes inesquecíveis :
http://www.imdb.com/list/ls077088728/?s ... s077088728
PanterA
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2694
Joined: February 21st, 2012, 12:14 am
Location: Viseu

Re: The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by PanterA »

@waltsouza, meto as coisas de outra forma. O que é criar medo, aterrorizar, fazer a pessoa entrar em pânico? Quais são aos variáveis ou os elementos e de quem é que eles dependem? Essa definição, que não passa de uma disso mesmo, uma definição, apresenta as supostas características do género, mas que no fim acabam sempre por ser irrelevantes confrontadas com aquilo que o espectador apresenta/sente, mais ainda se o filme em questão não for consistente em certos aspectos. Claro que que se eu chegar a um Hostel ou a um The Human Centipede é de fácil análise, mas outros, continuo com as minhas objecções.

Coisa que neste caso para mim o It Follows, além que posso aceitar que possa ser enquadrado +/- no género, como disse em cima, não passa de um suspense psicológico e da introspecção do medo relativo. Dei-te o exemplo do Los ojos de Julia (tens que ver, btw), mas há "N" filmes que são catalogados como terror/horror/whatever, apenas porque trabalham o suspense de uma forma magnifica para criar tensão. Tensão essa que vai desde o simples susto, e estares pregado no sofá para saber o que vai acontecer. Aliás, se vires Game of Thrones, é só ver a reacção das pessoas ao Red Wedding.

Se seguir à letra essa tal definição, podia-te colocar aqui uma lista infinita de filmes que de terror não têm nada, mas que no fundo podem causar todos esses sentimentos. Aliás, bastava haver uma cena puxada psicologicamente em que ficamos com o coração nas mãos para saber o que vai acontecer a seguir e com medo que aquela personagem possa sofrer alguma coisa, ou até mesmo vindo da atmosfera ou maneira de fotografar a dita cuja, que provoque esse tal medo mas não é por isso que o filme é terror.

Em relação aos sites especializados de cinema, e se te lembras da outra thread, o Django Unchained era suposto ser uma homenagem do Tarantino aos spaghetti western, mas para mim de homenagem não teve grande coisa. É o mesmo que me disseres que um filme é bom porque tem 90% no RT e 80 no MC. Passa-me ao lado.

@THX

Depois desse teu ultimo post, mais convicto fiquei que irias gostar bastante do It Follows. É pena que já estejas com ideias feitas, mesmo sem o teres visto.
User avatar
waltsouza
Moderador
Posts: 3698
Joined: March 19th, 2005, 8:26 am
Location: Sobreda, Terra dos cães e dos gatos
Contact:

Re: The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by waltsouza »

PanterA wrote:@waltsouza, meto as coisas de outra forma. 1) O que é criar medo, aterrorizar, fazer a pessoa entrar em pânico? Quais são aos variáveis ou os elementos e de quem é que eles dependem? Essa definição, que não passa de uma disso mesmo, uma definição, apresenta as supostas características do género, mas que no fim acabam sempre por ser irrelevantes confrontadas com aquilo que o espectador apresenta/sente, mais ainda se o filme em questão não for consistente em certos aspectos. Claro que que se eu chegar a um Hostel ou a um The Human Centipede é de fácil análise, mas outros, continuo com as minhas objecções.

Coisa que neste caso para mim o It Follows, além que posso aceitar que possa ser enquadrado +/- no género, como disse em cima, 2) não passa de um suspense psicológico e da introspecção do medo relativo. Dei-te o exemplo do Los ojos de Julia (tens que ver, btw), mas há "N" filmes que são catalogados como terror/horror/whatever, apenas porque trabalham o suspense de uma forma magnifica para criar tensão. Tensão essa que vai desde o simples susto, e estares pregado no sofá para saber o que vai acontecer. Aliás, se vires Game of Thrones, é só ver a reacção das pessoas ao Red Wedding.

Se seguir à letra essa tal definição, podia-te colocar aqui uma lista infinita de filmes que de terror não têm nada, mas que no fundo podem causar todos esses sentimentos. Aliás, bastava haver uma cena puxada psicologicamente em que ficamos com o coração nas mãos para saber o que vai acontecer a seguir e com medo que aquela personagem possa sofrer alguma coisa, ou até mesmo vindo da atmosfera ou maneira de fotografar a dita cuja, que provoque esse tal medo mas não é por isso que o filme é terror.

3) Em relação aos sites especializados de cinema, e se te lembras da outra thread, o Django Unchained era suposto ser uma homenagem do Tarantino aos spaghetti western, mas para mim de homenagem não teve grande coisa. É o mesmo que me disseres que um filme é bom porque tem 90% no RT e 80 no MC. Passa-me ao lado.

@THX

Depois desse teu ultimo post, mais convicto fiquei que irias gostar bastante do It Follows. É pena que já estejas com ideias feitas, mesmo sem o teres visto.

1) É claro que cada um nós é diferente, e nem todos temos medo ou nos assustamos com as mesmas coisas. Mas se fores por esse caminho vais tornar esta questão ainda mais complicada. Uma pessoa que não se assuste com filmes sobre demónios, que os ache uma "comédia", dificilmente vai achar que o Exorcista de 1973 seja um filme de terror.


2) Mas é isso que retira ao It Follows o "terror"? Suspense? Junção de suspense com psicológico? Podemos começar por tentares-me explicar o que é para ti um filme de terror psicológico. Sim, porque eles existem, há filmes que se enquadram dentro do terror psicológico. Ou será que para ti esses filmes não existem? Já viste o Repulsion do Roman Polanski com a Catherine Deneuve? Como é que classificas esse filme? Somente como drama? Fala sobre uma mulher que começa aos poucos a isolar-se e a entrar num estado de paranoia. Uma confrontação com os seus próprios medos e "demónios"- É um dos exemplos clássicos de terror psicológico dos anos 60.

Mas se calhar também haverá pessoas que não o classificam como terror, não tem sangue, não tem gore, é mais simplista não considera-lo como um filme de terror psicológico. É apenas um drama.

Eu falei-te de "The Entity". Vê o filme e depois diz-me como o classificarias.


3) Afinal o que é uma homenagem? Podemos também falar sobre essa definição. Eu vejo o Django Unchained como um filme que tem referências a outros filmes do género mais decalcadas do filme de 1966 de Sérgio Corbucci, passando igualmente pela BSO, que bebe do Django original mas não só. E Tarantino introduz elementos novos, dá o seu toque, está presente a sua forma de filmar, e de fazer cinema. Mas se Tarantino não quisesse prestar uma homenagem ao Western-Spaghetti não teria pegado em Django, teria feito um Western 100% original, sem nenhuma referência que fosse palpável. Mas as referências estão lá, para quem as quiser ver e ouvir. Em prícipio, quando um realizador faz um filme com um argumento escrito por si, como é o caso de Django Unchained, em que se inspira noutro filme, e vai beber algumas referências a ele, é óbvio que está-se a prestar uma homenagem, ao filme original, ao género... Se tu queres chamar-lhe uma outra coisa, isso é lá contigo. :wink:

http://spinoff.comicbookresources.com/2 ... unchained/
http://www2.correiodopovo.com.br/ArteAg ... -spaghetti


Caro PanterA, o único grande problema que eu vejo na forma como tu encaras o cinema de terror é que ainda o tornas mais ambíguo. Acho que existe demasiada relatividade na forma como encaras o terror. Pouca coisa é dada como certa, está tudo na forma como cada pessoa sente cada filme, portanto, o terror no fundo, para ti é mais ou menos como um estado de espírito. A menos que tenha sangue que se veja, ou gore. Eu respeito mas mesmo que quisesse, não consigo concordar. O ponto em que estamos de acordo é que existe uma certa dificuldade para classificar certos filmes, mas pelos vistos vamos discordar na classificação de muitos filmes que são tidos como de terror , não será seguramente só com o It Follows. Não vás mais longe, eu já vi o Los Ojos de Julia e também o considero um filme de terror. E não estou de certeza sozinho. :p
No Angel
Especialista
Especialista
Posts: 1815
Joined: April 2nd, 2012, 9:58 pm

Re: The Witch (2015) - Robert Eggers

Post by No Angel »

Eu não estou a perceber este debate sinceramente, acho que é bem fácil de ver quando um filme é de terror ou não! A única dificuldade seria separar o terror psicológico do thriller psicológico, pois acho que os dois gêneros sao quase gêmeos, mas no fundo é tudo uma questão de semântica. Por exemplo, o Black Swan e o Psycho tanto podem ser considerados thriller psicológico como de terror psicológico, e no pertencem aos os dois gêneros. Mas no geral é fácil de se ver se um filme cabe na categoria de terror ou não, e um filme pode caber em 2 ou 3 gêneros simultaneamente.
Post Reply