Canais do You Tube: Estatísticas e regras

Discussão de filmes; a arte pela arte.

Moderadores: waltsouza, mansildv

Responder
dragoonfire
Iniciado
Iniciado
Mensagens: 148
Registado: março 7, 2011, 9:13 am
Localização: Lisboa, Portugal

Re: Canais do You Tube: Estatísticas e regras

Mensagem por dragoonfire » julho 13, 2018, 11:03 am

Olá
Qual o link do teu canal do youtube?

JoséMiguel
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3030
Registado: agosto 30, 2011, 9:33 pm
Localização: Lisboa

Re: Canais do You Tube: Estatísticas e regras

Mensagem por JoséMiguel » julho 14, 2018, 4:26 am

dragoonfire Escreveu:
julho 13, 2018, 11:03 am
Olá
Qual o link do teu canal do youtube?
https://www.youtube.com/channel/UCu0_TY ... cTl-KFw4fw

Eu parti do princípio que a malta do fórum poderia clicar num dos meus trailers, e que já todos o conheciam.

Mas faz sentido a pergunta para membros mais recentes ou ausentes do fórum (que pode não ser o caso do dragoonfire que é mais antigo do que eu no fórum). :lol:

Aproveito e faço um resumo histórico:

a) O meu canal actual You Tube listado acima, é a 2ª encarnação de suporte ao fórum DVD Mania. Perdi o anterior canal de suporte ao DVD Mania, por causa de um estúdio polaco, cujo director declarou em comunicado oficial de imprensa que autorizava clips como os meus. Passado um ano o director polaco desse estúdio foi despedido, e o novo director apresentou queixa contra o meu canal.

b) Tenho também um velho canal pessoal no You Tube, que apenas uso quando o meu canal principal está sob quarentena. Eu iria colocar aqui o link, mas acabei de descobrir que já houve nova festa de perseguição religiosa, contra esse canal, e terei primeiro de analisar o que se passa, já vi que o ataque foi contra os meus clips do cineasta francês Joel Seria, o realizador que fez mudar as leis religiosas de cinema num tribunal de França, no ano de 1971:

viewtopic.php?f=11&t=48894&p=597394
viewtopic.php?f=11&t=48757&p=613074

Eu tento mostrar o avanço da liberdade moral de cinema num país europeu como a França em 1971, e depois sou censurado moralmente no ano de 2018 por uma empresa norte-americana (Google).

c) No Vimeo nunca há chatices de pudor religioso, ou volte-faces de copyright, mas os donos do Vímeo mudam de regras como quem muda de cuecas, recentemente reduziram os Gigabytes de armazenamento, de modo que eu tive de criar um 2º canal no Vímeo apenas para ter mais espaço de armazém.

Canal Grande:

https://vimeo.com/user18952956/videos/

Canal pequeno novo:

https://vimeo.com/user82432043/videos/

O problema do Vimeo, é que tirando as partilhas aqui no fórum DVD Mania, ninguém mais vê os meus clips. :-(
O Vimeo não tem nenhum sistema interno de partilha e sugestões como o You Tube.

JoséMiguel
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3030
Registado: agosto 30, 2011, 9:33 pm
Localização: Lisboa

Re: Canais do You Tube: Estatísticas e regras

Mensagem por JoséMiguel » julho 14, 2018, 7:58 am

O meu primeiro rascunho de um trailer musical elegante...

Imagem

...e que não ofenda lá a religião dos funcionários do You Tube.

Todos os meus 3 excertos deste filme, em que montei legendas em inglês e traduzidas para PT-PT por mim, foram proibidos no You Tube por "motivos morais" (um eufemismo técnico para fanatismo religioso).

Embora nenhum deles merecesse ser proibido, de acordo com as regras oficiais do You Tube, a verdade é que os funcionários da Google que lidam com as queixas dos fanáticos religiosos (pessoas mentalmente doentes), nem sempre têm os mesmos conhecimentos e gosto em Cinema do que um qualquer membro do fórum DVD Mania.

Falarei sobre qual o argumento usado erradamente, para proibir os meus clips, noutro comentário mais tarde, mas quero primeiro agradecer a este fórum (em particular ao Rui Santos), pelo respeito de todos quando eu criei a ficha técnica em 2013, e mostrei os tais clips com teor erótico (apagados entretanto pelo You Tube, mas irei recarregá-los no Vimeo). Acho que toda a gente no fórum DVD Mania entendeu na altura, que se tratava de um filme de alta qualidade cinematográfica, e que havia plena justificação para eu "mostrar um vídeo com uma mulher nua".

Depois mais tarde é que me apercebi de que este cineasta Joel Seria, é que foi o gajo que foi ao tribunal em França defender os seus filmes proibidos pela lei religiosa francesa de 1971 e ganhou o processo no tribunal francês. Este Joel Seria foi um herói que correu o perigo pessoal de ser preso por fazer filmes que ofendiam a moral da religião cristã, crime religioso de cinema punível por lei em França no ano de 1971. A liberdade moral e ética do cinema europeu dos anos 1980, surgiu graças a heróis como o Joel Seria. Por exemplo os dois ex-países fascistas de Espanha e Portugal, guiaram-se em parte pela liberdade moral do cinema francês, após o fim do fascismo. Se o 25 de Abril tem ocorrido 3 anos antes em 1971, existiria o perigo de Portugal importar as leis religiosas de 1971 de Cinema, de França.

Como exemplo, abaixo deixo um scan do documento de 29 de Abril de 1971, decreto ou portaria que dá ordem de censura e proibição total de um filme deste cineasta, assinado pelo então Ministro de Assuntos Culturais de França, Jacques Duhamel:

Imagem

O cineasta Joel Seria foi recorrer a tribunal e as leis de censura religiosa do cinema em França, foram repelidas e eventualmente eliminadas.

Aqui está o meu primeiro rascunho. Isto é interno para esta secção do DVD Mania e o vídeo está muito longo com 12 minutos, mas reparem que eu fiz download das bandas sonoras do compositor francês Philippe Sarde, que é o Ennio Morricone de França e foi compositor da bonita banda sonora deste filme. Neste rascunho eu ainda estou a tentar sincronizar as músicas do Philippe Sarde com as cenas, antes de decidir que montagem publique no You Tube, para combater os fanáticos religiosos que não toleram nudez.

https://en.wikipedia.org/wiki/Philippe_Sarde



Observações sobre este rascunho de vídeo:

- Ao tempo 4m30s aparece a tal cena de nudez que ofende os puritanos religiosos.
- A partir do tempo 8m00s surgem as minhas cenas preferidas com músicas preferidas.
- Ao tempo 9m30s o caseiro (que cuida da vinha) saca a garrafa de aguardente e dois copos, antes disso podemos ver os petiscos típicos na mesa, como o pão caseiro e vinho tinto, só falta o queijo, que não surge no meu rascunho, mas está lá no filme. yes-) :-D

JoséMiguel
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3030
Registado: agosto 30, 2011, 9:33 pm
Localização: Lisboa

Re: Canais do You Tube: Estatísticas e regras

Mensagem por JoséMiguel » julho 18, 2018, 5:23 am

Preparativos para a minha queixa de recurso contra a Google Portugal

Como sabem, eu ganhei recentemente uma queixa de recurso, graças ao Fórum DVD Mania, no filme "Tankový prapor" (viewtopic.php?f=11&t=49984&p=637519).

Simplesmente expus a minha queixa aqui no fórum DVD Mania, incluindo o meu protesto contra a Google apenas permitir um campo com uma linha para eu poder escrever um recurso. Depois copiei o URL do tópico do DVD Mania e colei-o no formulário de recurso para a Google Portugal, fui dormir e quando acordei tinha o meu canal limpo de qualquer infracção e o meu vídeo restaurado.

Atenção que essa minha conta do You Tube está autenticada (com telemóvel) para Portugal, e por isso julgo que a reclamação foi tratada por um funcionário da Google Portugal, leiam mais sobre isso no tópico do filme listado acima.

Bem, agora o problema é na minha outra conta do You Tube, que não está autenticada e temo que possa não ser atendida por um funcionário português.

Podem ver o problema no meu tópico da Marie Poupée, que irá em breve ser usado como recurso em minha defesa, pois colocarei esse mesmo URL no recurso oficial do You Tube:

Logo no post de cabeçalho surge o vídeo em questão, onde podem ver o screenshot, mas se lá clicarem, diz que o vídeo foi removido por violação de política sexual.

viewtopic.php?f=11&t=48757&p=613074

Eu irei atacar esta questão em duas frentes:

1) Estou a preparar um trailer musical muito elegante, que inclui a cena erótica proibida, e já tenho aquela base de trabalho com 12 minutos, que mostrei no tópico anterior. Esta abordagem é baseada no sketch do Gato Fedorento intitulado "Agência publicitária de Chelas". O Ricardo Araújo Pereira é um homem muito inteligente e vou utilizar os ensinamentos dele para combater a censura moral da Google.



O dobro da prateleira... o dobro do requinte... :-P

No exemplo do Gato Fedorento, a Google é o cliente que pede mais requinte no vídeo publicitário.

Se é requinte que a Google quer, irei mostrar a mesma cena proibida, num novo vídeo com mais requinte.

Facto: O meu clip foi proibido (no meu primeiro canal) por violar políticas sexuais, quando o filme completo estava no You Tube, antes e após o meu excerto ser banido. A Google rege-se pela lógica Gato Fedorento e é isso que lhes irei dar.

2) Em paralelo, quero agarrar o touro de frente e tentar reverter a proibição do meu excerto com nudez da Marie Poupée, no meu 2º canal do You Tube, para isso terei de repôr os vídeos no meu tópico da Marie Poupée do DVD Mania.

Já comecei com este, que não é erótico, mas eu gosto muito dele pelo diálogo e alto Realismo de Cinema, anteontem estive a criar legendas PT-PT traduzidas por mim, que ficaram muito melhores e mais realísticas do que quaisquer legendas portuguesas, criada por profissionais. Por exemplo eu uso terminologia e expressões dos anos 70 (o filme é de 1975). Anteriormente apenas tinha as legendas oficiais inglesas.



Eu tinha três excertos nesse tópico, o primeiro foi agora bloqueado por motivos sexuais, mas os outros dois eram de uma conta muito antiga do You Tube que eu perdi e ainda não os tinha reposto.

Este excerto que mostro acima é o único sem nudez e por isso recarreguei-o no You Tube, os outros dois têm nudez e vou carregá-los no Vímeo. Só depois actualizo o tópico e procedo ao meu recurso oficial contra o You Tube.

Mas em todo o caso, antes de eu fazer o recurso, se calhar convém ter pronto o tal trailer com "Requinte" (O dobro da prateleira, o dobro do requinte, hehehe), e escrever alguma coisa no tópico do filme, acerca da proibição da Google.

Existe uma grande diferença entre este excerto proibido da Marie Poupée e o excerto do Batalhão de Tanques (onde ganhei o recurso) que poderá fazer ou não, com que eu perca o recurso. Mas só poderei explicar isso e relatar a mensagem oficial que recebi nesse clip (que foi diferente do Batalhão de Tanques), depois de o carregar no Vimeo e mostrá-lo aqui, posso adiantar que tem a ver com a Índia surgir em primeiro lugar nos meus clips eróticos do You Tube, mas depois nunca aparecer nos meus outros 99% de clips de Bom Cinema, em todo o caso, Portugal não pode ser castigado por causa de países atrasados como a Índia.

Observação: Eu divirto-me imenso com isto. :lol: Julgo que os meus relatos do Zé Portuga tentar obrigar a Google a repor os meus clips com mulheres nuas, também seja hilariante para os leitores do fórum, que acompanham estas aventuras. :-)

JoséMiguel
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3030
Registado: agosto 30, 2011, 9:33 pm
Localização: Lisboa

Re: Canais do You Tube: Estatísticas e regras

Mensagem por JoséMiguel » julho 18, 2018, 8:35 am

Marie Poupée - Vídeo proibido pelo You Tube

Vídeo com legendas PT-PT criadas por mim, cliquem no ícone CC para activá-las.



É este o famigerado vídeo de que tenho falado nos últimos posts, e que irá ser alvo de um recurso oficial da minha parte, junto da Google.

Conforme indiquei no final da mensagem anterior, irei agora explicar em detalhe a diferença entre este clip e o outro clip do Batalhão de Tanques onde eu ganhei o recurso contra a Google. Porque aqui o resultado será incerto.

Mas antes tenho de mostrar o clip onde fui vitorioso e onde o Zé Portuga calou os empregados de mau carácter e fanáticos religiosos, que trabalham para a Google.



O nosso planeta está infestado de fanáticos religiosos do tempo da Idade das Trevas, que já lá vai. Em Portugal existem muitos poucos, mas os que existem são em primeiro lugar portugas e nunca perderiam tempo a perseguir religiosamente os meus canais do You Tube, como faz a gente da Índia, Indonésia e vários países muçulmanos. Eu não estou a atacar os fanáticos religiosos portugueses, por exemplo eu tive duas colegas testemunhas de Jeová no Secundário e na Faculdade, e gostava muito das raparigas, elas eram giras e muito inteligentes, mas nunca aceitaram os meus convites para sairmos à noite à discoteca, eu sei que elas eram obrigadas a ir bater de porta em porta, na cidade de Lisboa, a tentar espalhar a propaganda religiosa que os paizinhos lhes incutiram, e que passavam grande vergonhas, mas uma comunidade de fanatismo religioso em Portugal como as Testemunhas de Jeová, não fazem mal a ninguém, não cometem crimes, agem dentro da lei portuguesa e são acima de tudo inofensivos.

Mas neste exemplo concreto (que eu conheço pessoalmente) uma Testemunha de Jeová da minha idade, nascida em Portugal cresceu com a mesma RTP com que eu cresci, que passava dezenas de filmes eróticos em sinal aberto, antes sequer de surgir TV da concorrência. Por isso nunca fará qualquer sentido para um fanático religioso português fazer queixas contra excertos meus do You Tube, de filmes de qualidade que contenham nudez.

Mas o caso muda de figura na Índia, Indonésia, Arábia Saudita, etc.

Irei falar do caso da Índia, que foi o que estudei melhor. Na Índia é proibida a pornografia por motivos religiosos, no entanto o governo indiano autoriza o acesso dos seus cidadão à plataforma You Tube, onde eu carrego os meus vídeos. Isto é dinamite quando uma ditadura impede todo o seu povo de aceder à pornografia, mas permite livre acesso ao You Tube. Pois bem, quando eu carrego um vídeo com nudez no You Tube vou lá ver as estatísticas passado uns meses e aquilo é só indianos, no entanto nunca vi nenhum indiano surgir nas estatísticas dos meus vídeos sem nudez, e olhem que a Índia é um país sobre-lotado com mesmo muita gente.
The Constitution of India guarantees freedom of expression but places certain restrictions on content, with a view towards maintaining communal and religious harmony, given the history of communal tension in the nation.[1] According to the Information Technology Rules 2011, objectionable content includes anything that “threatens the unity, integrity, defence, security or sovereignty of India, friendly relations with foreign states or public order".[2]

In 2018, the Freedom in the World report by Freedom House gave India a freedom rating of 2.5, a civil liberties rating of 3, and a political rights rating of 2, earning it the designation of free. The rating scale runs from 1 (most free) to 7 (least free).[3] Analysts from Reporters Without Borders rank India 8th in the world in their 2017 Press Freedom Index,[4] In 2016, the report Freedom of the Press by Freedom House gave India a press freedom rating of "Partly Free", with a Press Freedom Score of 41 (0-100 scale, lower is better).[5]
Laws
Obscenity

Watching or possessing pornographic materials is apparently legal, however distribution of such materials is strictly banned.[6] The Central Board of Film Certification allows release of certain films with sexual content (labelled A-rated), which are to be shown only in restricted spaces and to be viewed only by people of age 18 and above.[7] India's public television broadcaster, Doordarshan, has aired these films at late-night timeslots.[8] Films, television shows and music videos are prone to scene cuts or even bans, however if any literature is banned, it is not usually for pornographic reasons. Pornographic magazines are technically illegal, but many softcore Indian publications are available through many news vendors, who often stock them at the bottom of a stack of non-pornographic magazines, and make them available on request. Most non-Indian publications (including Playboy) are usually harder to find, whether softcore or hardcore. Mailing pornographic magazines to India from a country where they are legal is also illegal in India. In practice, the magazines are almost always confiscated by Customs and entered as evidence of law-breaking, which then undergoes detailed scrutiny.
Fonte: https://www.revolvy.com/main/index.php? ... in%20India

A palavra "obsceno" é uma palavra sem aplicação em Portugal após o 25 de Abril, tal como a palavra "blasfémia", essas duas palavras são vazias e desprovidas de significado no meu Portugal. Eu sei o que significavam no tempo da ditadura fascista-religiosa e também sei que apenas podiam ser usadas durante uma ditadura religiosa como o Salazarismo ou no tempo dos Reis portugueses. Mas em países como a Índia existem hoje leis de "obscenidade". Que nojo! Grr:-) Como é possível um governo restringir o livre acesso à nudez e sexualidade, utilizando o termo religioso e fascista "obsceno" (algo proibido por dogma religioso)?

Olhem, eu também andei a ler acerca das políticas jurídicas internacionais da Google, e a Google adapta-se às leis do país em questão, por exemplo censurando toda a oposição política a pedido do Governo Chinês, no motor de busca Google. Mas no caso do You Tube, uma queixa vinda de um maluco religioso na Índia, Arábia Saudita ou Indonésia, não deveria afectar a visualização de um vídeo carregado por mim, um cidadão português, pois tal queixa moral-religiosa não faz qualquer sentido em Portugal. Mas na prática o You Tube leva a sério as milhões de queixas vindas de fanáticos religiosos desses países atrofiados sem acesso ao XHamster, YouPorn, RedTube, etc. e no meio dessas milhões de queixas, aparece algum funcionário da Google de um desses países "merdosos" (desculpem a minha franqueza) que decide violar as regras do You Tube e impedir que o povo português possa ver os meus vídeos. Um funcionário desses estará a violar as próprias regras internas do You Tube e poderá ser despedido caso eu faça a minha queixa e recurso oficial.

Esse foi claramente o caso no filme "Batalhão de Tanques", mas não será o caso aqui, pois eu próprio admito que isto é uma área cinzenta.

As queixas sexuais contra o meu vídeo são uma espécie de fantochada da Google, fiz agora uma busca por "Tinto Brass", em que refinei a busca para mostrar apenas vídeos longos, este foi o resultado:

Imagem

O Tinto Brass é um realizador italiano de filmes eróticos de Sexploitation (Exploração Comercial da Sexualidade), esse gajo fazia filmes eróticos com enredos da treta como puro exploitation sexual. Epá! Eu admito que o homem tinha muito jeito e bom gosto em escolher actrizes europeias muito sexys, mas os filmes dele são apenas uma futilidade erótica de exploitation, sem qualquer conteúdo cinematográfico de enredo e argumento (com base no que eu espreitei no You Tube). Com realizadores europeus de exploitation como o Tinto Brass, não se podia aumentar a liberdade moral do cinema europeu, por outro lado os filmes do cineasta francês Joel Seria (o realizador da Marie Poupée), fizeram avançar as leis religiosas de censura de cinema na França, tal como o outro herói de cinema, o realizador Miklós Jancsó as fez avançar em Itália (viewtopic.php?f=11&t=50948&p=617389).

Os dois realizadores Joel Seria e Miklós Jancsó, foram a tribunal fazer mudar as leis de censura de Cinema em França e Itália, na década de 1970. A França e a Itália não era países com liberdade de Cinema na década de 1970, não é correcto um cinéfilo português da minha geração presumir que a liberdade moral da RTP e Cinema de Portugal na década de 1980 foi algo que chegou tarde a Portugal e que já os países livres de Itália e França a tinham à muito tempo. Na verdade foram estes dois realizadores que trouxeram a mesma liberdade moral portuguesa, com que eu cresci nos anos 80, à França e Itália, na década anterior. Os seus filmes não são de Exploitation e o seu objectivo não é o eroticismo.

Podem retirar e censurar toda a nudez e sexualidade aos filmes destes dois grandes realizadores Joel Seria e Miklós Jancsó, que o que sobram são grandes filmes que não se apoiam na nudez ou sexualidade como bengala, nem fazem exploração comercial disso. Agora por outro lado, imagine retirar essas cenas eróticas a filmes do Tinto Brass, ou àqueles conhecidos filmes eróticos como "O Último Tango em Paris", "Emanuelle", "Orquídea Selvagem", que se calhar o que sobra é lixo e sucata que não interessa a ninguém.

Conclusões

Quando o meu excerto foi inicialmente bloqueado pelo You Tube, a justificação dada era de que o meu clip era material masturbatório, e eu fiquei logo azedo com essa acusação, o texto estava em inglês e utilizavam termos refinados do estilo "video aimed at sexual arousement". Eu entendo que os milhões de homens indianos, que vivem sob um regime religioso que proíbe o acesso à pornografia, utilizem os meus clips eróticos para tal efeito. Já imaginaram se o Primeiro Ministro de Portugal aprovasse um decreto-lei a impedir o acesso a sites pornográficos em Portugal, em nome de Deus? O povo português linchava logo o ministro, quer fosse do PSD, PCP, PS ou CDS. Eu tenho imensa pena que o povo indiano viva oprimido sem nunca conhecer a liberdade moral de um cidadão de Portugal, decerto qualquer leitor português que esteja a ler este texto também terá pena do povo indiano e deseja que um dia a Índia possa integrar o grupo de países civilizados onde a pornografia é livre e autorizada por lei.

Mas o que eu não posso aceitar é que um excerto feito por mim, de um filme que estava completo no You Tube, antes e após a proibição do meu excerto por motivos sexuais, seja proibido quando o filme completo que contém a cena integral permanecia sossegado no You Tube. Aqui entramos na lógica do sketch do Gato Fedorento, em que o filme completo tinha requinte, mas o meu excerto de uma cena de 5 minutos já não possuía esse tal requinte.

Como protesto (e teste para averiguações), carreguei agora no You Tube, a cantora italiana Sabrina a cantar na RAI (TV italiana) com as maminhas ao léu. yes-) Eu tenho grande admiração por essa cantora. salut-) Isto é um isco meu para ver como os fanáticos religiosos da Google reagem... irão proibir o meu clip da Sabrina por ser conteúdo masturbatório, ou o quê? :biggrin:



Daqui a uns meses (ou talvez antes), contarei o que se irá passar com esse clip, mas esperem sentados, pois embora o ataque religioso seja imediato e comece hoje mesmo, em média terão de passar uns meses para que surja um funcionário desonesto e corrupto da You Tube, que proíba o meu vídeo. Inicialmente irão cair queixas religiosas oriundas de vários países, que serão anuladas e arquivadas pelos funcionários honestos do You Tube, mas água mole em pedra dura, tanto bate até que fura, e provavelmente daqui a uns 3-9 meses, algum empregado corrupto e criminoso do You Tube, irá proibir este clip da Sabrina por algum motivo moral saído da Idade Média. Grr:-)

JoséMiguel
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3030
Registado: agosto 30, 2011, 9:33 pm
Localização: Lisboa

Re: Canais do You Tube: Estatísticas e regras

Mensagem por JoséMiguel » julho 18, 2018, 11:49 am

O meu canal alternativo do You Tube

Eu já não acedia a esse canal há mais de 1 ano, mas quando o membro Dragonfire fez umas perguntas aqui no tópico, sobre qual o meu canal, eu queria ter postado lá também o endereço dele.

Mas eu detectei o ataque moral contra o meu clip da Marie Poupée, que tive de resolver primeiro. Fiz um recurso que está neste momento em estudo.

O canal é este: https://www.youtube.com/channel/UCnmOYW ... mj0om_512A

Aquilo tem lá pouca coisa, e há mais de 1 ano que não carrego lá nada, mas curiosamente agora que acedi ao canal "abandonado", vejo lá 43 novos subscritores nos últimos 28 dias.

Isso são mais subscritores do que eu ganho mensalmente no meu canal principal do You Tube! :o

Tenho alguns clips que foram carregados em 2014, antes de certos estúdios proibirem o carregamento de todos os clips, excepto os que foram carregados até 2014 (neste caso por mim), devido aos empregados dos estúdios malandros serem imbecis, acontecem coisas insólitas destas, como no caso do episódio "Soldier" da série Outer Limits.

Mas o exemplo de que mais gostei (e que faz parte do espírito dos meus canais do You Tube) foi ler um comentário de um velhinho inglês que cresceu durante a 2ª Guerra Mundial, que tem a idade do meu falecido pai, e que é cinéfilo e que tal como o meu pai gostava de procurar clips de filmes antigos no You Tube, e trocar impressões por lá.

Imagem
Foto (perfil do You Tube) do velhote inglês Ron Shears que comentou no meu canal

O velhote comentou o western "Lawman" (filme da Golden Age ideológica norte-americana de cinema), e explicou "I grew up in Bomb Alley during WW2. Watching films after was a great relief. I fondly remember the great actors of those days Ryan amongst many. Now, all sadly missed, I cannot think of many who can stand alongside these, I google many of the clips like this. Thanks for replyinh".

Eu como português sou inculto nestas expressões inglesas de "Bomb Alley" e tive de ir pesquisar na net:

http://www.bbc.co.uk/history/ww2peoples ... 4391.shtml

O velhote cresceu no corredor em Inglaterra, por onde sobrevoavam os bombardeiros e mísseis alemãos, a caminho de Londres. É isso o "Bomb Alley" que ele refere.

Eu adoro ouvir estes velhotes a contarem os seus relatos de vida. Se ele morasse perto até lhe pagava vinho, queijo e chouriço numa taberna portuguesa (ou o equivalente de petiscos num pub inglês), só para o ouvir contar histórias do antigamente. :-)

Aqui está o meu excerto onde ele comentou:



O meu tópico do filme: viewtopic.php?f=11&t=49374&p=627166

dragoonfire
Iniciado
Iniciado
Mensagens: 148
Registado: março 7, 2011, 9:13 am
Localização: Lisboa, Portugal

Re: Canais do You Tube: Estatísticas e regras

Mensagem por dragoonfire » julho 18, 2018, 1:29 pm

Oi.
porque teimas em carregar nudez? para ver se o youtube cede? :)

JoséMiguel
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3030
Registado: agosto 30, 2011, 9:33 pm
Localização: Lisboa

Re: Canais do You Tube: Estatísticas e regras

Mensagem por JoséMiguel » julho 20, 2018, 8:55 am

Resultado: Proibição do meu clip da Marie Poupée

Isto eleva o resultado futebolístico para Zé: 1; Google: 1 - Estamos agora empatados 1 a 1, é um X no Totobola.
dragoonfire Escreveu:
julho 18, 2018, 1:29 pm
Oi.
porque teimas em carregar nudez? para ver se o youtube cede? :)
O dragoonfire levanta uma questão inteligente e pertinente, de que gostei e rei responder enquanto analiso o último resultado do Zé contra os funcionários puritanos da Google.

Mas começo por mostrar as estatísticas do filme checo, onde eu ganhei a queixa contra o You Tube, houve um funcionário do You Tube, que por ser uma pessoa vil, mesquinha, de mau carácter e fanática religiosa, violou deliberadamente as regras oficiais do You Tube, para me castigar pessoalmente por eu ter colocado um clip com nudez, que viola a moralidade religiosa doentia da mente psicopata desse funcionário, mas não viola nenhuma regra do You Tube. Esse funcionário tem o mesmo mau carácter dos clérigos da Santa Sé que queimavam pessoas na fogueira, ou de um comandante de um campo de concentração nazi. Gente como essa tem de ser combatida. Vejam as estatísticas do clip banido injustamente e agora reposto:

Imagem

Pumba! Aparece logo a Índia em primeiro lugar nas visualizações do último ano! E provavelmente foi um gajo indiano que andou a fazer queixas morais infundadas contra esse clip, e se calhar foi também um funcionário indiano do You Tube, que lhe deu razão "à má fila", sabendo que estava a violar as regras da sua entidade laboral. Apenas posso especular...

Reparem também na Indonésia e Malásia, outros dois países dessa região que vão pelo mesmo caminho de proibir pornografia aos seus cidadãos (nunca fui estudar as leis desses dois países, mas com base em anos de estatísticas dos meus vídeos, deve ser a mesma cagada de fanatismo religioso a lixar as leis dos países).

O meu clip da Marie Poupée foi proibido com legitimidade

Eu já antecipava que a minha queixa fosse infrutífera, mas quis testar os limites (com um funcionário da Google Portugal a analisar o recurso) e ao mesmo tempo dar a informar o processo aos leitores do DVD Mania, em tempo real.

De acordo com as regras, o meu vídeo foi proibido pelo motivo do "erotismo pelo erotismo, sem eu ter sido capaz de demonstrar o interesse artístico ou histórico dessas imagens". Isto é uma área cinzenta, mas a verdade é que quando criei esse clip eu nem tinha ainda descoberto o editor Movie Maker, e foi o melhor que pude fazer. Quem tropeçar nesse clip, não conhece o contexto histórico do filme (ao contrário de um membro do DVD Mania, que pode ler o meu tópico a enquadrar a situação).

Na realidade eu ainda tive a esperança de que fosse um português com veia cinéfila, e acima de uma certa idade, a analisar o meu recurso, e que ao ler o que escrevi no DVD Mania, se apercebesse de que este realizador fez mudar as leis de França, na década de 1970.

Solução: Método do Gato Fedorento

Conforme expliquei atrás (quando mostrei o vídeo do Gato Fedorento), irei mais tarde com calma, criar um vídeo que não viola as regras do You Tube (com base naquele rascunho musical com 12 minutos que eu fiz recentemente) e que ao mesmo tempo contém a cena erótica agora proibida. Não será apenas um vídeo com Requinte artístico (Uma gaja com o dobro da prateleira, o dobro do Requinte!), vou ter mesmo de escrever texto em inglês a demonstrar a importância histórica do realizador e incluir este scan que o coitado do realizador mostra na sua página pessoal, do tempo em que foi vítima de perseguição religiosa e moral pelo governo de França:

Imagem

Eu convido os membros do fórum a espreitarem a página oficial/pessoal do cineasta Joel Seria (usem o Google Translate para traduzir o site inteiro para PT ou EN, se precisarem):

http://www.joel-seria.fr/

O gajo escreve isto, sobre o seu primeiro filme, censurado pelo Ministro de Assuntos Culturais de França:
Ecrit son premier long métrage MAIS NE NOUS DELIVREZ PAS DU MAL d’après des souvenirs personnels.
Le film produit avec très peu d’argent et une coopérative d’acteurs et de techniciens,
totalement interdit par la censure pendant 7 mois pour subversion, sélectionné à la quinzaine des réalisateurs à Cannes en 1971, le fait connaître.
Finalement libéré, le film sort et marche très bien dans son circuit.
Chamo a atenção para a frase "totalement interdit par la censure pendant 7 mois pour subversion", totalmente interdito pela censura por ser um filme subversivo, que brincadeira fascista vem a ser esta pelo governo francês em 1971? Isso são termos dos regimes fascistas de 1971 em Portugal e Espanha! Não deveria ter acontecido em França. Grr:-)

O cineasta Joel Seria, é agora um velhinho com 82 anos de idade, que na sua página pessoal mostra scans de recortes de jornais sobre os filmes dele, com muito orgulho, em particular o grande orgulho de ter questionado as portarias e decretos do governo francês que censuraram os filmes dele, por puritanismo religioso católico. O Estado francês devia ter sido laico e não foi, o ministro da cultura de França cometeu abusos ao censurar filmes por motivos religiosos ilegais. De certeza que o velhote ficaria muito contente, caso eu consiga que o meu próximo clip do Marie Poupée seja aceite no You Tube. :twisted:

Até pensei em utilizar o mail pessoal dele para fazer uma entrevista de texto aqui para o fórum, mas aposto que ele não percebe nada de inglês (um francês nascido em 1936!!!??) e eu não percebo quase nada de francês... :oops: A página dele está toda em francês e o homem já tem 82 anos, não me atrevo a escrever-lhe um email em inglês. :lol:

Vídeo da Sabrina

Imagem

Em dois dias já tem 159 visualizações, o que não tem nada a ver com os meus outros clips carregados há dois meses.

Eu carreguei este vídeo como averiguação estatística futura para este tópico. Não existe nada no meu vídeo que viole alguma regra do You Tube.

Irei relatar informação de tempos a tempos, sempre que suceda algo importante, como um indiano fazer queixa religiosa contra a Sabrina cantar em topless na televisão RAI de Itália.

Respostas ao dragoonfire e Samwise

O dragoonfire e o Samwise questionaram porque eu insisto em carregar filme com nudez no You Tube "quando sei que eles não são permitidos". A vossa dúvida parte de um pressuposto errado, ou seja parte do pressuposto de que o You Tube não aceita nudez, o que é falso.

Vídeos com nudez são permitidos sim.

A vossa dúvida é pertinente e inteligente, pois é vinda de quem presumo que não carrega clips com nudez no You Tube e que não está familiarizado com as regras oficiais deles.
Políticas de Nudez e Conteúdos de Natureza Sexual

Se um vídeo pretender ser sexualmente provocante, a probabilidade de ser considerado aceitável para o YouTube é mais reduzida.
O que é e o que não é permitido

Não é permitido conteúdo sexualmente explícito, como pornografia. Os vídeos que apresentem conteúdo fetichista serão removidos ou terão restrições de idade, dependendo da severidade do ato em questão. Na maioria dos casos, a apresentação de fetiches violentos, explícitos ou humilhantes não é permitida no YouTube.

Um vídeo que apresente nudez ou outro conteúdo de natureza sexual poderá ser permitido se o seu objetivo principal for didático, informativo, científico ou artístico, e não for injustificadamente gráfico. Por exemplo, um documentário sobre cancro da mama seria adequado, mas publicar clipes do documentário fora de contexto poderá não ser. Lembre-se que indicar o contexto no título e na descrição ajudará a Google e os seus visitantes a determinar o objetivo principal do vídeo.
Conteúdo com restrição de idade

Nos casos em que os vídeos não ultrapassam os limites, mas ainda assim apresentam conteúdo de natureza sexual, poderemos aplicar restrições de idade para que apenas os visitantes de determinada idade possam visualizar o conteúdo.

Poderão ser aplicadas restrições de idade aos vídeos que apresentam nudez ou conduta sexual dramatizada quando o contexto determinado for didático, informativo, científico ou artístico. Também poderão ser aplicadas restrições de idade a vídeos que apresentem pessoas com vestuário reduzido ou revelador, uma vez que estas pretendem ser sexualmente provocadores ainda que não apresentem conteúdo explícito.
Estes são os fatores que temos em conta ao aplicar restrições de idade a um vídeo:

Se os seios, as nádegas ou os órgãos genitais (vestidos ou despidos) forem o ponto focal do vídeo.
Se o cenário do vídeo tiver conotação sexual (por exemplo, um local geralmente associado a atividades sexuais, como uma cama);
Se a pessoa for retratada numa pose destinada a estimular sexualmente o visitante;
Se a linguagem utilizada no vídeo é vulgar e/ou obscena;
Se as ações apresentadas no vídeo sugerirem uma predisposição para participar em atividades sexuais (por exemplo, beijos, danças provocantes, carícias); e
Se a pessoa tiver um vestuário reduzido, ainda que tal vestuário possa ser considerado aceitável em contextos públicos adequados (por exemplo, fato de banho ou lingerie).
Outros fatores incluem:
O período de tempo durante o qual uma imagem é apresentada no vídeo
Uma exposição rápida ou prolongada relativamente à duração total do vídeo.
O ângulo da câmara e a focagem
A nitidez relativa das imagens no vídeo
A miniatura do vídeo; consulte a nossa Política de Miniaturas Enganadoras

Denunciar nudez e conteúdo de natureza sexual:

Denunciar o vídeo: pode denunciar vídeos que considera violarem esta Política ou que poderão não ser adequados para todas as idades. Basta denunciar o vídeo.

Se pretender evitar deparar-se com conteúdo com restrição de idade, considere ativar o Modo restrito do YouTube.


Fonte: https://support.google.com/youtube/answ ... 2?hl=pt-PT
Eu tenho 42 anos de idade e cresci com uma televisão portuguesa estatal, financiada pelo governo português que passava filmes como "O Último Tango em Paris", "A Orquídea Selvagem", "O Império dos Sentidos", filmes do Pedro Almodôvar, etc. Não posso aceitar ou tolerar puritanismo moral/religioso que considera a nudez e o sexo um pecado, tabu, ou um acto vergonhoso, fenómeno que se tem vindo a agravar desde a década de 1980 até hoje em Portugal, devido a influências e pressões externas dos EUA e Reino Unido, em particular no Cinema.

Tenho a sorte do dono do DVD Mania ser o Rui Santos, um cinéfilo mais velho do que eu, que não impõe tabus morais ou de pudor na liberdade de expressão do fórum. Frequentemente eu escrevo à bruta, mas não o faço em má fé, por exemplo num post acima eu chamei à Índia de "pais merdoso", o que não fica muito bem, pois eu deveria ter escrito antes "país retrógado". Peço desculpa por isso e fica aqui o lembrete para eu próprio editar essa frase. :-?

Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 4428
Registado: fevereiro 19, 2009, 9:07 pm
Contacto:

Re: Canais do You Tube: Estatísticas e regras

Mensagem por Samwise » julho 20, 2018, 12:08 pm

Para mim é muito simples. Se o teu interesse é realmente promover a arte/cultura -whatever- de obras/autores menos famosos, fazes uma verão sem nudez e colocas no youtube e outra com o que quiseres de adicional e colocas no vimeo (e outros que não tenham regras de censura). Tudo o resto para mim na tua cruzada de "denúncia" me parece realmente inconsequente e em grande parte infundado (isto é, sem qualquer base de certeza ou informação), incluindo os juízo de de valor sobre os funcionário das empresas em questão. Li o teu texto na diagonal - é muito repetitivo face a outros posts anterires, pois estás sempre a bater nas mesmas teclas, a dizer as mesmas coisas e a fazer os mesmos juízos de valor. Já desisti de ler o que escreves pois perdi completamente o interesse e não aprecio o discurso de ódio recorrente. Estou ao comentar isto porque vi o meu nick a bold no meio do bloco...
«The most interesting characters are the ones who lie to themselves.» - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

«One is starved for Technicolor up there.» - Conductor 71 in A Matter of Life and Death

Câmara Subjectiva

No Angel
Especialista
Especialista
Mensagens: 1705
Registado: abril 2, 2012, 9:58 pm

Re: Canais do You Tube: Estatísticas e regras

Mensagem por No Angel » julho 20, 2018, 12:55 pm

Eu acho que apesar de podermos não concordar com x regra do Youtube, no fim de contas é uma empresa privada, não é do Estado, então não tem obrigações para connosco... se não existissem outras alternativas para pôr os videos na internet eu entenderia perfeitamente a revolta! Mas tendo em conta que existem o vimeo, o dailymotion e outros que posso não conhecer, porquê continuar com o youtube como se fosse o único site?! Porque não privilegiar os outros que tem regras com as quais nos identificamos mais? Acho que tanto fica a ganhar a pessoa que põe o vídeo como a empresa que é mais liberal nesses assuntos, não acham?

JoséMiguel
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3030
Registado: agosto 30, 2011, 9:33 pm
Localização: Lisboa

Re: Canais do You Tube: Estatísticas e regras

Mensagem por JoséMiguel » agosto 4, 2018, 2:28 am

O retorno de um dos meus subscritores do You Tube

O meu antigo canal do You Tube tinha mais de mil subscritores e era patrocinado internamente por funcionários da Google, que gostavam dos meus clips e os destacavam, apenas porque sim porque os empregados da Google achavam graça a certos vídeos meus (o caso mais flagrante foi o das mulheres-soldado soviéticas a operarem uma bateria de defesa anti-aérea).

Há uma semana atrás, um sujeito escreveu o seguinte num vídeo meu:
Thank you so much for uploading this! I saw it for the first time a couple of years ago, but YT took it down for some reason.
Por acaso o vídeo era um dos mais populares do meu antigo canal, onde eu presenciei discussões super-interessantes, mas nunca interferi ou apaguei nenhum comentário.



É por causa de cinéfilos como esse, que eu faço trailers com texto em inglês, e depois fico muito triste nas situações em que o meu clip não é aceite no You Tube e acabo por carregá-lo no Vimeo.

Eu falei com ele (podem ler a minha conversa nos comentários do vídeo acima) e depois apercebi-me de que ele era um dos subscritores do meu antigo canal do You Tube.

No meio da conversa, acabei por escrever a explicação de eu ter perdido o meu 1º canal do You Tube, de forma sensata, calma e sem palavrões. Aqui no DVD Mania acho que chamei filho da puta ao novo director do estúdio KADR, e com muita razão da minha parte, disso não me arrependo e agora em 2018 faço questão de continuar a chamar-lhe de filho da puta, tenho as minhas razões para fazê-lo, com o devido respeito ao Rui Santos, que já sei que prefere uma maior moderação da minha linguagem.

Decidi recarregar os meus clips do filme polaco Faron, no Vimeo. Na altura eu tive imenso trabalho para preparar legendas em inglês e PT-PT (escritas por mim) para o primeiro vídeo, cliquem em CC para activar as legendas portugas escritas por mim ("Um burro nunca será faraó." diz o sacerdote para o jovem faraó :badgrin: ).

Este filme polaco possui a mítica cinematografia e encenação do cinema soviético, filmado mesmo no Egipto, com consultadoria de historiadores egípcios.





Nunca criei tópico para esta maravilha de filme, e apenas o mencionei no tópico das parcerias de estúdios com o You Tube.

Mais tarde, o novo director do estúdio polaco KADR deu ordens para banir o meu canal, em contradição com o que o seu antigo homólogo tinha declarado em comunicado de imprensa.

Deixo um link sobre o assunto:

http://inside-poland.com/t/polish-movie ... n-youtube/

dragoonfire
Iniciado
Iniciado
Mensagens: 148
Registado: março 7, 2011, 9:13 am
Localização: Lisboa, Portugal

Re: Canais do You Tube: Estatísticas e regras

Mensagem por dragoonfire » agosto 14, 2018, 12:45 am

E entao?

Ganhou mais batalhas contra o Youtube?

JoséMiguel
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3030
Registado: agosto 30, 2011, 9:33 pm
Localização: Lisboa

Re: Canais do You Tube: Estatísticas e regras

Mensagem por JoséMiguel » agosto 18, 2018, 7:59 am

dragoonfire Escreveu:
agosto 14, 2018, 12:45 am
E entao?

Ganhou mais batalhas contra o Youtube?
Trata-me por tu. Por agora já chega, ganhei uma e perdi outra... não me meto noutra batalha tão cedo... :lol:

A título de curiosidade, tenho trocado de comentários com um velhote romeno, na esperança que ele me ensine alguma acerca do cinema romeno, que eu já apresentei aqui no fórum. Acho que ficaria sempre bem um comentário de um cinéfilo romeno como acrescento aos meus antigos tópicos, onde eu estava como boi a olhar para palácio, sem saber bem como analisar a coisa.

Eu descobri o velhote numa filmagem que ele fez em Óbidos (ele veio a Portugal fazer turismo) e de fez em quando falamos em inglês (ele gostou do meu vídeo da Sabrina com as maminhas ao léu e também dos meus trailers dos filmes históricos espanhóis).

No mês passado ele foi fazer turismo ao Uzbequistão, e filmou aquilo, eu aproveitei e tentei fazer-lhe algumas perguntas sobre o cinema (e política) das ex-repúblicas soviéticas da Pérsia Antiga (é uma lacuna no meu tópico do cinema de leste), mas o senhor romeno ficou um bocado intimidado com as minhas perguntas.

Ele depois respondeu que o Uzbequistão é um país medieval que celebra Timur Lenk. Por sorte, em 2013 eu criei um tópico no DVD Mania onde falo do Timur, o Côxo (um general mongol que invadiu o Império Otomano):

viewtopic.php?f=11&t=48547&p=594573

Imagem

E por isso eu sabia de que raios o velhote romeno estava a falar... :o

Aqui está a filmagem do velhote no Uzbequistão:



Na prática ainda não aprendi nada com ele, que me possa ajudar a enriquecer os meus tópicos do cinema romeno, mas gostei de ver a filmagem acima, só para eu ter uma ideia de como é o Uzbequistão. salut-) yes-)

Responder