Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Discussão de filmes; a arte pela arte.

Moderators: mansildv, waltsouza

Post Reply
pmjferreira
Entusiasta
Entusiasta
Posts: 193
Joined: April 22nd, 2004, 10:25 am

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by pmjferreira »

Bladder wrote:Primeiras críticas tugas jornalísticas: João Lopes

Que está a acontecer para que haja cineastas, ou pelo menos filmes, que já não se preocupam em que possamos VER CLARAMENTE VISTO o que está acontecer?

.
O meu sentimento em relação a este e muitos dos blockbusters de hoje.
Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 5776
Joined: February 19th, 2009, 9:07 pm
Contact:

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by Samwise »

pmjferreira wrote:
Bladder wrote:Primeiras críticas tugas jornalísticas: João Lopes

Que está a acontecer para que haja cineastas, ou pelo menos filmes, que já não se preocupam em que possamos VER CLARAMENTE VISTO o que está acontecer?

.
O meu sentimento em relação a este e muitos dos blockbusters de hoje.
X 2

O segundo Star Trek, que era o filme que eu aguardava com muito mais expectativa do que o MOS, já entrou um pouco por este caminho, infelizmente. A utilização de uma câmara em movimento, colocada demasiado "em cima" da acção, e com movimentos bruscos que pretendem acompanhar ou reajir às peripécias encenadas (como se fosse o POV de uma personagem), torna impossível que se perceba o que se está a passar com clareza.

THX - essa dos melhores FX de sempre é discutível. O CGI pode estar na sua melhor fase, mas o efeito final do seu uso em larga escala para simular a realidade é um artificialismo que não me convence, nem de longe nem de perto.

Em todo o caso, não sei o que a "alma" de um filme tenha a ver com o facto deste ser de entretenimento ou não.
«The most interesting characters are the ones who lie to themselves.» - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

«One is starved for Technicolor up there.» - Conductor 71 in A Matter of Life and Death

Câmara Subjectiva
Bladder
Especialista
Especialista
Posts: 1593
Joined: January 16th, 2006, 8:29 pm
Location: Aveiro

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by Bladder »

A propósito de "alma".

Existe um filme de FC que se chama "The Man From Earth" (2007) e que considero excelente, apenas com diálogos e zero FX consegue ser mais estimulante e excitante do que muito filme carregadinho de FX que já vi.

À custa de sobrecarregarem o ecran de FX e movimentos de câmera rápidos (e isto preocupa-me bastante em termos de tendência) acaba por se tornar muito difícil e cansativo de seguir, provocando desinteresse no espectador.

Quero ver como se saiem no Elysium.
Disclaimer: As opiniões aqui expressas são de minha inteira responsabilidade e não refletem, necessariamente, a opinião do Fórum.
No Fate
Especialista
Especialista
Posts: 1281
Joined: September 3rd, 2003, 11:16 pm
Location: Algures entre o alentejo e a metrópole =P

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by No Fate »

Espectacular homenagem e subtil ao mesmo tempo!
http://filmdrunk.uproxx.com/2013/06/chr ... perman-gif
Image
pmjferreira
Entusiasta
Entusiasta
Posts: 193
Joined: April 22nd, 2004, 10:25 am

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by pmjferreira »

THX wrote: Eu vou este fim de semana curtir um bom filme de aventura e AÇAO, e nao estou á espera de muito mais do que isso.
Aventura e ação!!!
A minha intenção sempre foi ver um bom filme de aventura e de acção e foi isso que aconteceu, aliás este era o filme que eu mais ansiava ver este ano mas sinceramente estava á espera de muito mais do que isso.
A minha critica em relação ás recentes tendências de edição dos chamados "blockbusters" pode ser uma coisa muito pessoal.
Não sei se é da idade mas tenho alguma dificuldade em me concentrar em todos os pormenores.
Bladder
Especialista
Especialista
Posts: 1593
Joined: January 16th, 2006, 8:29 pm
Location: Aveiro

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by Bladder »

Ninguém consegue concentrar-se... o problema é esse.

A diferença é que a malta mais nova NÃO SE IMPORTA e não se preocupa em saltar partes dos filmes, já vi nas salas a falarem entre si e só tomarem atenção quando as coisas aquecem.

É disso que falo quando refiro não gostar desta tendência, estão a ser feitos filmes para pessoas com deficit de atenção.

Um dia só conta se provocar ataques epilépticos.
Disclaimer: As opiniões aqui expressas são de minha inteira responsabilidade e não refletem, necessariamente, a opinião do Fórum.
Lay_Z_Boy
Fanático
Fanático
Posts: 556
Joined: July 27th, 2004, 11:36 am

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by Lay_Z_Boy »

E mais reviews do IMAX? Estava a pensar ir ver para a semana, mas queria saber mais opiniões, se perde-se muito da acção por ser num ecran muito grande, etc.
Elliot
Especialista
Especialista
Posts: 1024
Joined: November 7th, 2005, 11:42 pm

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by Elliot »

DarkPhoenix wrote:Elliot e Trinity, acham que MOS possa beneficiar da previsível extended cut, com mais meia hora de cenas que equilibrem o filme?

Afinal, 140 minutos em ritmo frenético com CG às paletes, fazem salivar por cenas mais "humanas" que tenham ficado de fora na montagem.

Olá Dark,
antes de mais espero que a tua cirurgia tenha corrido bem e que estejas agora em amena recuperação.
Deixa-me dizer-te também que ontem, enquanto assistia ao MOS, me lembrei várias vezes de ti e da tua impossibilidade de, pelo menos por agora, assistir ao filme como gostarias.
Relativamente ao MOS tenho lido por essa net fora que o Snyder teria perdido uma boa oportunidade em nos ofertar uma obra prima e é com algum amargo de boca que tenho de concordar. Como já disse sou um fan acérrimo daquilo que ele fez com o Watchmen, daí ter entrado na sala com uma expectativa a roçar o sobrenatural.
O MOS tem tudo para ser um filmão mas, por algum motivo, não chega bem lá. Antes de tentar responder ao que perguntas deixa-me acrescentar aos meus contras a total ausencia de empatia para com as personagens. Dou-te um exemplo, para o final há uma jornalista que fica encurralada nuns destroços correndo risco de vida. Ora se mais de metade de Metropolis havia sido destruida que preocupação é que poderia eu nutrir por essa moça? Zero! Aliás nem entendi bem se a ideia era provocar no espetador algum tipo de emoção ou apenas contrapor o maná de destruição que se vive nesse momento. Uma outra coisa que me incomodou é que (ALERTA POSSIVEL SPOILER) a Lois Lane passa por tanto mas por tanto neste MOS que não evitei pensar nos problemas existencias do Iron Man no 3º tomo após a batalha que colocou o Stark e restantes Avengers contra os alienigenas. Se ele que é o Iron Man ressentiu-se, ela teria seguramente de ser internada num hospicio. O que deixa uma interessante questão para um 2º MOS; como vão os argumentistas coloca-la numa situação de maior perigo? A viver em Portugal desempregada? Na Grécia? Veremos.
Se me é permitido, e quem sabe se o Goyer não lerá estas minhas palavras, a jornalista que passa pelo que ela passou não deveria ter sido a Lois Lane mas sim uma outra reporter do Daily Planet. Uma reporter que iniciaria o encalço ao Super-Homem, como esta fez, investigando o seu passado até chegar a ele e até mesmo apaixonando-se pelo seu "Steel" e que, durante o conflito que se afigura, falece, vitima da destruição provocada pelo ZOD. E seria graças a este falecimento que o Clark, completamente de rastos, iria no futuro conhecer a Lois Lane, colega da falecida, quem sabe até no próprio funeral desta, o que iria deixar para a sequela toda uma mitologia intacta e pronta para ser explorada deixando os fans mais sensiveis (olá THX) descansados. Esta opinião será melhor integrada por quem já tiver visto o filme (axu).
Dark, houve um outro momento em que me lembrei de ti; é impossivel não recordarmos o Avatar em determinadas cenas nos momentos iniciais em Krypton que são, a meu ver, magnificos. Tu como fan do filme do Cameron irás certamente partilhar desta opinião.
Chegando (finalmente) à tua questão, não sei se o filme beneficiará com mais meia hora. Deixa-me dizer-te também que o MOS não tem assim tanta destruição na primeira parte. É um filme que chega a ser parado, vê lá tu, e, sem duvida, mais organico e interesante nesses momentos. Eu acho que o Snyder tem nas suas mãos material para compor um filme melhor do que aquele que foi apresentado e nesta minha percepção não fica a ideia de que se ADICIONARMOS material ao filme, ele melhora. Talvez até se se REDUZISSE alguma coisa ao produto final, o objeto filmico melhorasse substancialmente, equilibrando-o. Dou-te outro exemplo - CONTÉM LEVES SPOILERS - A primeira vez que vemos o Kal-El na terra é a bordo do barco de pesca que aparece no trailer. Ele é um outsider, um anónimo que por ali anda. Se se tivesse "perdido" mais algum tempo com ele no barco, em conversa com os outros pescadores, cada um falando das suas motivações e ele tentanto esquivar-se às perguntas pessoais e ao seu passado ficávamos imediatamente entregues a um personagem à deriva (quase como um John Rambo no 1º First Blood) e além disso ajudava ao Henry Cavill construir o seu personagem com palavras e menos testas franzidas. Ao invés disso o barco recebe um pedido de socorro de uma plataforma petrolifera (axu) e o nosso herói voa a salvar a malta (tb visto no trailer onde ele parece mais o Wolverine (barba) do que o Super-homem). Quero dizer com isto que o Goyer foi preguiçoso em determinados momentos preterindo a construção das personagens em prol de irrelevancias que em nada contribuem para o desenvolvimento da história.
Concluindo deixa-me dizer-te que gostei do filme (6 em 10 é um Bom) mas por saber que havia condições para um Super-Homem 9 em 10 ou 10 em 10 não consigo deixar de me sentir um pouco desiludido.
Mas já estou ansioso pela sequela e com a mesma equipa!
nails-) yes-)
2016

2015

2014

2013

2012

2011: forum.dvdmania.org/viewtopic.php?f=11&t=43969

2010: forum.dvdmania.org/viewtopic.php?f=11&t=42282&p=517518

2009: forum.dvdmania.org/viewtopic.php?f=11&t=41185
Argaroth01
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 3178
Joined: August 11th, 2003, 9:00 pm
Location: Portugal

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by Argaroth01 »

É um conjunto de vários factores, da pirotecnia excessiva à saturação narrativa, aliado ao excesso de oferta. Sinto falta do "toque Amblin" nos blockbusters actuais.

Enfim, não sei que Super-Homem as pessoas desejam ou precisam. É um pouco frustrante. A cena final com toda a sua destruição, leva críticas de que o Homem do Amanhã não se preocupou em garantir a segurança dos cidadãos de Metrópolis. Relembro-me da situação semelhante em "Superman Returns" onde só se queria que o herói deixasse de salvar pessoas e esmurrasse algo ou alguém. Depois são as críticas que leio aos filmes de super-heróis no geral, de como se deve abandonar o esquema narrativo da origem. Tanto quanto sei, "Man of Steel" evita muito disso, ficando-se apenas pelos elementos necessários à história (o prólogo em Krypton, por exemplo), porque quase todo o mundo sabe as origens deste Moisés intergaláctico. Depois o que se vai lendo é que o filme salta etapas da origem. Afinal, em que é que ficamos ? Uns queixam-se que o personagem é um típico queixo-quadrado, bom samaritano sem uma pinga de ironia, outros acham que ele não deve ser cínico. Devo lembrar que o personagem quando estreou era um socialista empedernido que não tinha grandes problemas em terminar com a vida de alguns malfeitores, algo que o relançamento da revista "Action Comics" pela mão do Grant Morrison tentou trazer de volta (pelo menos nos primeiros números). Estou a pensar que o melhor era mesmo tornar tudo isto um drama, onde um super-herói começa a dar em doido com os comuns mortais que tenta proteger, porque nenhum deles sabe que porra de ideia ter dele.

PS - Acho que a destruição desmedida do final é o cartão de visita perfeito para um certo cientista/homem de negócios com problemas capilares fazer a sua entrada em cena (e em perfeita sintonia com a melhor representação que já foi feita dele nos comics: http://en.wikipedia.org/wiki/Lex_Luthor:_Man_of_Steel)
Elliot
Especialista
Especialista
Posts: 1024
Joined: November 7th, 2005, 11:42 pm

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by Elliot »

E deve ser mesmo isso tendo em conta as referencias ao Lex neste MOS.

http://25.media.tumblr.com/f15a279f4b22 ... 1_1280.jpg

E no final um camião que andou por lá aos tombos que tb dizia LexCorp.
2016

2015

2014

2013

2012

2011: forum.dvdmania.org/viewtopic.php?f=11&t=43969

2010: forum.dvdmania.org/viewtopic.php?f=11&t=42282&p=517518

2009: forum.dvdmania.org/viewtopic.php?f=11&t=41185
Enigma
Fanático
Fanático
Posts: 739
Joined: May 17th, 2001, 11:21 pm

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by Enigma »

Achei que MOS sobressai como um hibrdo de vários mundos.

Por um lado temos uma realização pontuada com estilização visual de talento, que se nota mais em vários momentos (principalmente nos flashbacks) da construção mitológica, bem conseguida; temos a parte do excesso de maquinaria sci-fi, que transmite um conceito mais "terreno" e tecnológico; e temos a narrativa dramática, o elo mais fraco, nos limites da razoabilidade (tirando o período Kevin Costner e um Carl Kent mais novo, que ficou muito bem).

Tudo junto termina num ruido excessivo para os sentidos, realçado no climax apoteótico e caótico (excelente CGI, como seria de esperar), em que não há especial ligação emocional ao destino de Metrópolis e seus habitantes.

Parece-me ainda claramente que este MOS foi pensado e estruturado como inicio de saga e ponte para um Justice League, o que lhe retira bastante força.

8/10, apesar de tudo.
Enigma Files
Kimosabe
Novato
Posts: 35
Joined: November 1st, 2012, 12:28 am

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by Kimosabe »

Bladder wrote:Também gostava de saber, para mim ver um filme do Super também é entrar numa experiência de humanidade e vá lá também de nobreza para com os semelhantes, para mim isso é mais importante do que ver cenas xpto de pancada e FX senão peca por desequilibrado. Aquilo que faz do Super Super é a sua capacidade de sacrifício e dedicação à humanidade além de uma humildade interior tudo isto apesar dos poderes que tem e que fácilmente podia pender para o campo da maldade. O Reeve incorporava bem estes sentimentos, tanto como Kent como uniformizado.

É precisamente sobre isso que versa o lado mais humano do filme, a busca pela resposta às perguntas "quem sou eu?" e "por que é que sou diferente dos outros?", a procura pelo seu lugar no mundo, o conflito de identidade alicerçado no dilema de manter a lealdade às suas origens por oposição ao abraçar de um novo mundo e, com ele, de uma nova família, tudo questões que levam a que a personagem tome a última das decisões que marcará o rumo futuro do planeta.

Acho que enquanto conceito, acertaram no tema, até porque se trata de um filme de origens. A execução é que talvez fique um pouco a desejar. Apesar do bom trabalho que fazem na primeira parte do filme - surpreendente até diria, por comparação com a versão de 79 - em que a história sente-se, de facto, que foi pensada, que há uma vontade de a fazer sentir lógica, de enriquecer a sua mitologia, de consubstanciá-la e aos seus personagens em motivações, razões e detalhes suficientes para evitar aquele sentimento de que "as coisas caem do nada e são assim, só porque sim", o nível de pirotecnia e destruição na segunda parte é tão avassalador que, no final, fica um sentimento de desequilíbrio. Para a personagem que nos foi apresentada na primeira parte com uma dimensão humana interior tão grande, por vezes, roça o gratuito e chega a incomodar. Aqui dou um pouco a mão à palmatória a um argumento que, antes de ver o filme, pensei que fosse de crítico intelectualoide que não sabe relaxar numa sala de cinema. Acho que é um claro efeito The Avengers: em vez de só se preocuparem em fazer o seu filme, não resistiram à tentação de fazer peito àquele em jeito de desafio "faz lá melhor do que isto!".

Respondendo de forma mais objectiva à vossa questão: claramente, há ali pelo meio um director's cut que pode melhorar o filme. A primeira parte, embora boa, sente-se a espaços cortada abruptamente em algumas cenas, e outras há em que o salto entre elas é demasiado brusco, deixando a nítida sensação de que alguma fita ficou no chão da sala de edição. Cenas mais extensas em Krypton e mais cenas de interacção entre os Kent podem ajudar a restaurar algum do equilíbrio. Mas o DC ideal, na minha opinião, exigiria um "baixar de volume" na segunda parte e isso com certeza, nunca irá acontecer, nem é fácil de executar, pois é algo intrínseco à estrutura das cenas de acção.


Sou mais um que "comprou" o filme pelo preço a que os "trailers" o venderam e que agora se sente um pouco desapontado. Prometeram-me um filme-evento (a expectativa era tão grande que este foi o primeiro filme em 10 anos que fiz questão de ir ver no dia de estreia!) e um evento ele não é. Os trailers cumpriram e bem a sua função, mas sejamos realistas, longe de se tratar de um "Prometheus", também seria terrivelmente difícil de corresponder à dimensão do hype criado.

Gostei do filme e penso que é um bom recomeço mas, longe de achar uma oportunidade perdida, creio que com os conceitos criados, os twists que deram à história e os meios à disposição, ficou por ali um filme melhor escamoteado por algum excesso de espalhafato.
User avatar
DarkPhoenix
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 4022
Joined: February 13th, 2004, 2:58 pm
Location: Norte

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by DarkPhoenix »

...bem, a tónica dominante parece ser a desilusão em relação aos trailers majestosos.
E também o "excesso" de destruição.

Ainda não apareceu ninguém que o considere mau, ou mesmo medíocre.

E comparativamente ao SR, que tal?



Em relação à minha cirurgia, o médico disse que "correu muito bem!", mas eu já não acredito sem sentir as melhoras.
E o que se sente depois de uma operação destas, é dores profundas e uma grande incapacidade.
Nos primeiros dias, ainda internado, senti grande desespero, 4 noites seguidas sem dormir, dores e mal-estar constantes.
Em casa há 3 dias, divido o meu tempo entre as camas e cadeiras, com umas "mini-caminhadas" através dos corredores apertados do meu apartamento de 100m2.
Só o futuro dirá até que ponto valeu a pena este calvário.
Esperança.
Lorde X
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2052
Joined: September 19th, 2003, 1:27 pm
Location: Moonbase Alpha

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by Lorde X »

Bladder wrote:Ninguém consegue concentrar-se... o problema é esse.

A diferença é que a malta mais nova NÃO SE IMPORTA e não se preocupa em saltar partes dos filmes, já vi nas salas a falarem entre si e só tomarem atenção quando as coisas aquecem.

É disso que falo quando refiro não gostar desta tendência, estão a ser feitos filmes para pessoas com deficit de atenção.
Completamente de acordo! É algo que me faz alguma confusão, ver pessoas a sair do cinema ainda o filme está no início, pelo facto de o mesmo estar um pouco "parado". Não dão tempo para o filme crescer... Já agora gostava de saber como são elas no sexo... :twisted: Será que também saltam os preliminares e vão directo aos finalmentes... :lol:
Bladder wrote: A propósito de "alma".

Existe um filme de FC que se chama "The Man From Earth" (2007) e que considero excelente, apenas com diálogos e zero FX consegue ser mais estimulante e excitante do que muito filme carregadinho de FX que já vi.
Vi esse filme há cerca de um ano e acompanhou os meus pensamentos durante vários dias após o visionamento. Essa é que é para mim a boa FC. A que nos carreia para novos mundos e alarga os horizontes da nossa mente.
Infelizmente, a meu ver por culpa da facilidade da execução dos efeitos especiais digitais (o que não é sinónimo da sua qualidade), e consequente descida dos preços cobrados pelas empresas que os criam, cada vez é dada menor atenção ao argumento em detrimento do "fogo de artifício" de efeitos e explosões, que desempenham a função de isco nos trailers.
Sinceramente não tive capacidade de prever esta evolução quando há uns anos presenciei a evolução dos efeitos especiais. Pensei que tal levaria a uma época de ouro dos filmes de FC e foi precisamente o contrário...
Image

Walk on the Sun! Dream on the Dark Side of the Moon!
User avatar
wavey
Especialista
Especialista
Posts: 1885
Joined: December 1st, 2004, 10:27 am

Re: Man of Steel (2013) - Zack Snyder

Post by wavey »

Como prenda de aniversário, recebi um bilhete para ver o tão aguardado filme Man of Steel na nova sala de cinema do C.C. Colombo, de seu nome IMAX.
Como posso classificar esta experiência? Alucinante, surreal, incomodativa, caótica e dolorosa. Provavelmente muitos não concordarão com estes adjectivos, mas foi o que senti ao ver este filme nesta sala.
A sala não é assim tão grande e possui um sistema de som capaz de rebentar com os nossos tímpanos, para além das cadeiras provocarem dores aos nossos rabiosques por serem rijas que nem cornos! Mas enfim…todos estes pormenores ficam relegados para segundo plano quando este filme começa. Só consigo adjectivar este filme de uma só forma: delírio visual!
O filme é simplesmente um festim de efeitos visuais que, apesar de brutais e extremamente bem-feitos, acabam por deixar as nossas mentes em estado caótico. Eu senti-me perdida no meio de tanto barulho, de tanto efeito e de tanto excesso.

Atenção…o filme não é mau. Tem os seus aspectos positivos e negativos, mas no cômputo final acaba por se revelar uma desilusão.
Pontos positivos: Gostei de algumas interpretações, sendo a melhor a de Michael Shannon, como o General ZOD. Nesta história conseguimos perceber os motivos que levam ZOD a querer destruir o Super-homem, coisa que não acontecera nos filmes anteriores. ZOD é um autêntico monstro, mas a sua maldade é justificada. Gostei do Henry Cavill como Kar-El, mas não consegue fazer esquecer-me o charme que Christopher Reeve imprimiu a este papel. Cavill é muito sério (a história assim o obriga), o que faz com que não haja uma grande empatia com o público. Estranhamente não senti empatia pelo herói.
Os efeitos especiais neste filme são grandiosos, espectaculares e muito bem-feitos…já que se paga um bom dinheiro para ir ao IMAX, é sempre bom vermos algo que nos dê uma volta enorme aos sentidos e com este filme, isso resulta.
Pontos negativos: Como já falei, o filme ultrapassa todos os limites imagináveis na parte dos efeitos especiais. A uma certa altura, todo esse conjunto de efeitos especiais acaba por deixar o espectador confuso e meio perdido no meio de tanto delírio visual. A história deixa de ter importância para dar espaço ao CGI entrar em ação.
Nota-se claramente neste filme duas formas de contar histórias: uma sombria, cinzenta, com muita tragédia e revelações (o dedo de Nolan) e outra que dá ênfase ao colorido dos efeitos especiais (o dedo de Snyder). A partir de certa altura, os efeitos especiais remetem o argumento para um segundo plano e o espectador acaba por se sentir perdido no meio de tanto delírio visual. Eu senti-me assim…perdida e cansada de tanta explosão. É aqui que o filme vai se desequilibrando.
Achei bem mais interessante os “surroundings” do ZOD do que do Kar-EL, pelo menos eram justificados e faziam sentido. Já toda a história em volta do Super-homem foi mal desenvolvida, é muito sombria e sem muitos recortes humorísticos.
No cômputo final, Man of Steel é um filme muito bom tecnicamente, mas fraco no argumento. Nolan quis fazer um novo Batman com o Super-Homem, mas muito sinceramente não sei se conseguiu fazê-lo totalmente.
Para quem quer regressar ao esplendor do passado, visite:
http://cinemasparaiso.blogspot.com
Post Reply