Sorcerer (1977) - William Friedkin

Discussão de filmes; a arte pela arte.

Moderadores: waltsouza, mansildv

Evil_Djinn
Fanático
Fanático
Mensagens: 601
Registado: novembro 28, 2006, 1:40 pm

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por Evil_Djinn » dezembro 11, 2013, 12:39 am

JoséMiguel Escreveu:Adicionados à watch list, tanto a versão francesa como a americana. yes-)

Tantas sugestões de filmes antigos obscuros aqui no fórum, nesta última semana... Não é habitual...

Em relação à dúvida do Evil_Djinn sobre a palavra portuguesa "comboio":

Tive essa dúvida quando vi "O comboio dos duros" ("Convoy") em criança na RTP 1, filme acerca de camiões.

Entretanto percebi que Comboio não significa um veículo ferroviário, mas sim uma fila de veículos. Comboio pode ser um comboio de caravanas de camelos, um comboio de carroças, um comboio de camiões, ou até um comboio de naves espaciais como na série Battlestar Galactica. :-D
Bom, assim sendo tenho de me remeter a minha ignorância, mas de qualquer forma a tradução em PT foi uma tradução livre nada tendo haver com o título original, o que também já não me surpreende porque os Espanhois deram o Título de "Carga Maldita" e de certa forma todos os títulos estão correctos.

Cumps e obrigado pelo esclarecimento.

lud81
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 5376
Registado: março 16, 2001, 6:56 pm
Localização: Portugal

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por lud81 » abril 9, 2015, 12:47 am

Alguém interessado em ir ver este à sessão de meia noite na 6a feira na cinemateca? Altamente recomendado yes-)
Imagem

Avatar do Utilizador
Cabeças
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 6342
Registado: dezembro 26, 2000, 9:58 pm
Localização: Portugal

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por Cabeças » junho 13, 2017, 11:51 pm

Imagem

Tenho a emblemática banda sonora há anos, mas nunca vi o filme, é uma das minhas lacunas em termos cinematográficos.

Comprei hoje na Fnac do Colombo a edição bluray espanhola com legendas em pt (14,90). Vi ainda só a primeira meia-hora, mas fiquei muito bem impressionado com a imagem. Comprei o filme como referi por nunca o ter visto e andar há anos para o ver... estava à espera de uma cópiazita medíocre em termos de imagem, mas garanto-vos que foi uma óptima surpresa... a imagem está mesmo MUITO BOA! :-D E não nos esqueçamos que este filme faz este ano 40 anos! salut-)

Sinceramente, recomendo! yes-)

http://www.imdb.com/title/tt0076740/?ref_=nv_sr_4
Cabeças
Imagem

technicolor
Entusiasta
Entusiasta
Mensagens: 325
Registado: março 2, 2016, 9:00 pm

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por technicolor » junho 14, 2017, 10:54 am

Excelente filme/compra, desconhecia essa edição espanhola BD que deve ser a versão restaurada. Eu comprei-o no mês passado (edição da WB em BD com legendas em espanhol 8) ) mas como estava a bom preço (10.86€ c/ port) e o filme começa agora a despertar o interesse de uma nova geração de cinéfilos, aparece com uns preços brutais. O top é mesmo a edição The Sorcerer - Atemlos vor Angst - Directors Cut Ultimate Edition a 299€ :shock:
Os "flops" do passado regressam à vida em grande estilo yes-)
Última edição por technicolor em junho 14, 2017, 11:32 am, editado 1 vez no total.

lud81
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 5376
Registado: março 16, 2001, 6:56 pm
Localização: Portugal

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por lud81 » junho 14, 2017, 11:06 am

Deve ser a versão remasterizada que vi há uns anos na Cinemateca. Acho que William Friedkin supervisionou uma nova transferência do filme a partir do negativo.
Imagem

JoséMiguel
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3039
Registado: agosto 30, 2011, 9:33 pm
Localização: Lisboa

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por JoséMiguel » janeiro 8, 2018, 9:38 pm

Imagem

https://en.wikipedia.org/wiki/Sorcerer_(film)
http://www.imdb.com/title/tt0076740/

Trailer oficial



Opinião

Imagem

Já chego tarde para a festa (no fórum), pois só agora vi este filme. Se repararem num post mais atrás, escrito por mim há quatro anos, eu indiquei que tinha colocado este filme na minha watch list. Aliás, são várias a sugestões do fórum que estão na minha watchlist há anos (como o "Heaven's Gate" que é citado na wikipedia deste filme, a propósito da Primeira Golden Age americana dos anos 70, ou "New Hollywood, sometimes referred to as the "American New Wave").

Imagem

Eu gostei deste filme e tentarei descrever os meus pensamentos e reacções, enquanto o visualizava, mas vou aproveitar esta oportunidade de ouro de termos um filme norte-americano, que muita gente do fórum já viu e aprecia, para esclarecer os mal-entendidos desde que eu sou membro do estilo de eu dizer mal de "Hollywood", durante um comentário a um filme soviético, em que sou mal interpretado.

Este filme faz parte da primeira golden age dos anos 70 (do cinema norte-americano), que é um termo cunhado por mim, aqui no fórum, mas reparem que depois de eu ter cunhado o termo, perante as minhas razões, vim a descobrir que existe consenso entre muita gente que também valoriza este estilo de cinema, mas utilizam outras designações como "New Hollywood" ou "American New Wave", existe um artigo sobre isso:

https://en.wikipedia.org/wiki/New_Hollywood

Imagem

Irei tentar falar disto, à medida que comento o filme...

Começando pela cena de abertura, o screenshot acima está em plena violação do Production Code.
Imagem
A famous shot from the 1903 film, The Great Train Robbery. Scenes where criminals aimed guns at the camera were considered inappropriate by the New York state censor board in the 1920s, and usually removed.

Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Motion_Pi ... ction_Code

Artigo 8: The flaunting of weapons by gangsters, or other criminals, will not be allowed.

Fonte: http://productioncode.dhwritings.com/mu ... oncode.php
Fiquei surpreendido com a intensidade de violência neste filme, e não me refiro a este exemplo ridículo de uma pistola apontada à câmera, que antes da Golden Age era proíbido por motivos religiosos, por causa de um padre jesuíta fundador do Production Code, que malandro como era, tentou que o povo não soubesse que o Production Code de Hollywood era o retorno da censura religiosa europeia da Idade Média, que tanto mal fez na Europa. Ele tentou ocultar a natureza religiosa do Production Code. Aqui está o malandro do fanático religioso, inimigo da liberdade do Cinema, para toda a gente do fórum ver:
Imagem
Daniel Aloysius Lord, S.J. (23 April 1888 – 15 January 1955) was a prolific and popular American Catholic writer. His most influential work was possibly in drafting the 1930 Production Code for motion pictures.

Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Daniel_A._Lord
Imagem

A violência neste filme é tecnicamente muito bem feita e muito importante para determinar se um filme possui qualidade ou não, filmes como "O Pianista" de Polanski precisam de violência bem executada, para causar impacto ao espectador, sem essa violência o filme não seria eficaz. O "Sorcerer" é um filme intenso, com temas não triviais, que até contém "gore". Talvez se muitos filmes de exploitation, tivessem um argumento de qualidade e fossem tecnicamente bem executados, como o "Sorcerer", se calham teriam sido grandes obras da 7ª Arte, em vez de "Euro Trash" e vigarice para intrujar adolescentes.

Imagem

O prólogo deste filme consiste em quatro cenas, filmadas com grande realismo em países diferentes, para apresentar os quatro personagens principais, que fogem para a América Latina, antes de se cruzarem. Os protagonistas são todos malandros e não há nenhum com que o espectador simpatize, este aspecto é muito bom, pois foge ao conceito estúpido da fórmula matemática com enredo previsível de Hollywood. Vamos a ver:

O primeiro personagem é um hitman mexicano (conforme o screenshot da pistola apontada à câmera), o segundo personagem é um fanático terrorista israelita que mata uns árabes (transeuntes inocentes que iam a passar) à bomba em Jerusalém (conforme as duas imagens acima, numa cena que me surpreendeu tecnicamente).

Imagem

Já o terceiro personagem é o único que não é assassino, mas diz respeito a um tema quente em Portugal. Trata-se de um banqueiro que fez investimentos de risco com o dinheiro dos depositantes, e que vai ser preso pelas autoridades francesas. É curioso que na recente crise financeira os criminosos malandros da banca não foram presos em Portugal ou nos EUA, e no caso português os criminosos ficaram com imunidade jurídica, tendo sido o governo e o povo português a pagar uma tal de dívida da banca, se bem me recordo o único governo que prendeu os malandros foi a Islândia.

No filme, o sócio do banqueiro mata-se com um tiro na cabeça, enquanto este foge para a América Latina.

Imagem

Chegamos ao quarto protagonista malandro, que é um membro do crime organizado de Nova Jersey, que dá um golpe infortuno a outro grupo de mafiosos, que tem de fugir com a cabeça a prémio.

Imagem

A minha reacção ao ver este prólogo deixou-me intrigado, confuso e perplexo. Eu não sabia o que se estava a passar (vantagem de um filme de autor, que não está limitado à fórmula pobrezinha de enredo de Hollywood) e julgava que estava a ver um filme francês, em que a certa altura filmaram uma cena realística nos EUA (Nova Jersey), sem artificialismo/incompetência de Hollywood.

Imagem

Só desconfiei que o filme era norte-americano e não francês, mais tarde, quando o idioma dominante se torna o inglês.

A propósito disto, vejam o que os norte-americanos tiveram de colocar nas salas de cinema:
YOUR ATTENTION, PLEASE. To dramatize the diverse backgrounds of the principal characters in 'Sorcerer', two of the opening sequences were filmed in the appropriate foreign languages – with sub-titles in English. Other than these opening scenes, 'Sorcerer' is an English language film.
— Disclaimer put on Sorcerer lobby placards.
Nem sei bem o que pensar dos povos que dobram filmes e não gostam de ler legendas, mas os nossos vizinhos espanhóis ainda são piores do que os americanos, pois aposto que eles dobraram tanto o inglês como o francês, e foi tudo à vida (será que os espanhóis também dobram a língua Klingon para castelhano nos filmes do Star Trek?).

Imagem

Após o prólogo (que ainda é longo), o segundo acto do filme estabelece a premissa da acção principal (transporte de nitroglicerina em camiões, pelo meio da selva), que só chegará na segunda parte do filme.

Neste segundo acto vemos a miséria de uma república das bananas da América Latina, o velhote dono do bar é um Reichsführer-SS, que também está escondido na América Latina. Neste vilarejo o único emprego é para uma petrolífera americana que explora a mão de obra local, de forma literalmente sanguinária, a cena mais violenta do filme, que a meu ver me causou mais impacto, ocorre quando estão a descarregar os corpos dos trabalhadores, após um acidente, e a seguir aos cadáveres começam a dar sacos com pedaços de pessoas aos familiares.

Imagem

Isto é pertinente porque eu vi um documentário recente acerca da Coca Cola na Colômbia, onde os patrões na sede nos EUA, permitem aos directores da Colômbia, o recurso a assassinato e tortura a membros sindicais dos trabalhadores colombianos da Coca Cola, que reclamam condições mínimas de trabalho (eles vivem como os camponeses portugueses, durante o feudalismo).



Imagem

Para quem ainda não viu o "Sorcerer", este filme é dos géneros aventura e survival, que eu aprecio bastante. Não se trata de um filme de crime ou policial, isto é muito mais próximo de um "Papillon" do que de um "O Padrinho". No fundo é uma aventura na selva, muito bem filmada e com grande realismo, em que dois camiões transportam caixotes de dinamite, cuja nitroglicerina pingou para fora das barras.

É um filme muito adulto e maturo, que aborda o tema aventura e survival, com seriedade e não deixando de focar temas importantes. Recomendo bastante o filme.

Imagem

Para quem já viu o filme, e sei que são muitos, quero dizer algumas coisas acerca das minhas atitudes de quando falo de cinema.

Em muitos casos em que eu tenho elogiado um filme soviético, e para o fazer digo mal da maneira artificial, incompetente ou puritana de Hollywood fazer as coisas, isso trata-se de uma generalização à grande massa dos filmes americanos, que por exemplo utilizam a fórmula matemática de enredo, por causa dessa quantidade parva de filmes que utilizam fórmula trancada e limitada de enredo (que não existe na literatura do século XIX por exemplo), vejo pessoal aqui no fórum a lamentar-se de que todas as histórias já foram contadas no cinema, e já não existe nada de novo para contar, por isso está justificada a necessidade de remakes, por falta de alternativa. Eu não estou a inventar o discurso que eu li neste fórum, escrito por bons rapazes. Não sei o que se passa com quem pensa assim... mas suspeito que terão visto poucos filmes sem fórmula, e terão uma visão limitada apenas aos filmes a que foram expostos, quase todos criados com fórmula.

Para este filme eu utilizo a mesma retórica que eu possa utilizar num filme soviético de que eu goste. A grande diferença será que o cinema soviético é mais desconhecido e precisa de um esforço de divulgação maior da minha parte, do que este filme americano que já muita gente do fórum viu e gostou.

Imagem

Eu aconselharia a quem defenda o comercialismo e fórmula estagnada de Hollywood do presente, a ver este filme, por ser um bom exemplo de um filme livre da fórmula estagnada e limitante de Hollywood, tendo um elevado entretenimento, pela intensidade da história e aventura na selva. O filme em si julgo ser um remake (o realizador diz que não, eventualmente será uma segunda adaptação de um livro, eu não sei, pois não vi o filme francês de 1953), mas quando se fala de um remake deste gabarito, em plena Golden Age norte-americana nos ano de 1977, não é a mesma coisa que falarmos no Star Trek do J.J. Abrams, em que o espírito do original é totalmente trucidado e estupidificado em nome da ganância do lucro.

Filme francês de 1953:

Imagem
https://en.wikipedia.org/wiki/The_Wages_of_Fear

Espero que tenham gostado dos screenshots que tirei, quanto ao texto não digo nada porque já sei que eu arrelio o pessoal todo, pela forma bruta com que escrevo (muitas vezes parvoíces).

lud81
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 5376
Registado: março 16, 2001, 6:56 pm
Localização: Portugal

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por lud81 » janeiro 9, 2018, 10:20 am

Gostei do texto, JoséMiguel. É de facto um grande filme que tive o prazer de ver pela primeira vez há dez anos (documentado neste tópico na 1ª página) e há 2 ou 3 revi-o em sala de cinema, na Cinemateca de Lisboa, numa cópia recentemente restaurada e colour corrected directamente a partir do negativo e supervisionada por William Friedkin. Restauro esse que de certeza é a base desta edição Blu-ray.
Imagem

rui sousa
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3965
Registado: setembro 6, 2008, 12:05 pm
Localização: Lisboa
Contacto:

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por rui sousa » janeiro 11, 2018, 8:25 am

José, o Production Code há muito tempo que não estava em vigor aquando a produção do Sorcerer. Daí que nos anos anteriores tenham surgido obras tão controversas na indústria americana, com novas maneiras de abordar a violência no ecrã, como Bonnie and Clyde, Taxi Driver, etc.

JoséMiguel
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3039
Registado: agosto 30, 2011, 9:33 pm
Localização: Lisboa

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por JoséMiguel » janeiro 13, 2018, 12:32 am

rui sousa Escreveu:
janeiro 11, 2018, 8:25 am
José, o Production Code há muito tempo que não estava em vigor aquando a produção do Sorcerer. Daí que nos anos anteriores tenham surgido obras tão controversas na indústria americana, com novas maneiras de abordar a violência no ecrã, como Bonnie and Clyde, Taxi Driver, etc.
Rui, :-) na 2ª parte do meu texto já não tive tempo para usar essa informação do Production Code, que tanto cuidado e trabalho tive em expor. Eu estava a preparar o terreno para explicar porque chamo de PRIMEIRA Golden Age ao cinema americano pós-Production Code (196x-198x), é que antes desta liberdade religiosa, o cinema norte americano era uma cagada de propaganda religiosa, muito limitada intelectualmente e muito ofensiva moralmente para um ateu. Existiam bons filmes sim, mas era preciso dar o desconto e considerar os EUA um país do 3º mundo, sem liberdade de cinema, que era ditado pela religião cristã, conforme a desgraça que o Vaticano fez na Idade Média na Europa, como a Inquisição. Exemplo: "Ben-Hur". Claro que eu teria tentado escrever isto de forma mais diplomática, mas já não tive tempo.

Portanto, essa secção sobre o Production Code, era destinada a mostrar este filme como exemplo da primeira Idade de Ouro livre da censura do Clero (está comprovado que o Production Code foi criado pelo Clero, como forma de impôr censura religiosa ao povo norte-americano). Se depois existem cinéfilos que chamam Golden Age aos anos 40 e 50, isso é malta que gosta de censura religiosa e fascismo no Cinema, e contra essa época eu tenho as minhas objecções muito fortes e chamo-lhe Idade das Trevas. :roll: Obviamente, não estou a contemplar características técnicas ou artísticas dos filmes, e refiro-me a questões éticas de liberdade moral e censura.

rui sousa
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 3965
Registado: setembro 6, 2008, 12:05 pm
Localização: Lisboa
Contacto:

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por rui sousa » fevereiro 5, 2018, 10:42 am

Ontem tive sessão dupla de William Friedkin. À tarde revi o French Connection em DVD e continua um grande filme, com algumas das melhores sequências de acção que já vi até hoje.

À noite, e depois de ter visto há uns dias o Salaire de lá Peur, decidi ver o Sorcerer. Bem... Que filmaço! Uma obra prima e o melhor do realizador entre os filmes dele que vi. Há muito tempo não via um filme que não me deixava assim, arrepiado e embasbacado pela quantidade de cenas excepcionais, planos, interpretações... muito diferente do original (daí que o próprio Friedkin não o considera um remake) e, na minha opinião, muito superior. Em tudo.

E recomendo muito a edição bluray do UK, que tem só um único extra mas que vale por muitos discos cheios deles de outras edições: uma conversa de 70 e tal minutos moderada pelo Refn. Que histórias de bastidores e que lição de cinema numa caixa!

É mesmo para dar 10/10 ou 20/20 ou 5/5 e etc. yes-)

mansildv
Moderador
Mensagens: 7514
Registado: fevereiro 25, 2014, 6:30 pm

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por mansildv » fevereiro 5, 2018, 1:56 pm

rui sousa Escreveu:
fevereiro 5, 2018, 10:42 am
É mesmo para dar 10/10 ou 20/20 ou 5/5 e etc. yes-)
Agora vou ter de ver isto :-))) yes-)

p_alucinado
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Mensagens: 2484
Registado: março 3, 2005, 11:52 pm
Localização: Braga City!

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por p_alucinado » fevereiro 15, 2018, 3:16 pm

Um enorme filme que vi há pouco tempo pela primeira vez. Gosto imenso da realização despida de artifícios do Friedkin e das interpretações também despidas e frias dos actores. Naturalmente, já não é um tipo de cinema de fácil consumo para esta geração que sofre de défice de atenção, mas é importante que esteja a ser redescoberto e que chegue aos olhos de um novo público. Gosto imenso do final, ainda que achasse que também poderia não ter terminado assim. Há algo de expurgatório, de condenatório ali. Em todo o filme, aliás. E, acima de tudo, nota-se o à vontade para experimentar, para se correr riscos. Mais uma obra de eleição numa década que só pode deixar saudades.
Um clássico por semana, visto pela primeira vez, em UMA PARAGEM NO DRIVE-IN (http://umaparagem.blogspot.pt)

mansildv
Moderador
Mensagens: 7514
Registado: fevereiro 25, 2014, 6:30 pm

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por mansildv » março 15, 2018, 9:37 pm

Inside the Forgotten Movie Masterpiece Sorcerer

https://www.esquire.com/entertainment/m ... -friedkin/

https://hips.hearstapps.com/esq.h-cdn.co/assets/cm/15/06/640x320/54d40c66809f9_-_esq-sorcerer-pp.jpg?resize=980:*

mansildv
Moderador
Mensagens: 7514
Registado: fevereiro 25, 2014, 6:30 pm

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por mansildv » março 15, 2018, 9:38 pm

Director William Friedkin on How He Conjured 1977’s ‘Sorcerer’

http://variety.com/2016/voices/columns/ ... 201770806/

https://pmcvariety.files.wordpress.com/2016/05/william-friedkin-2.jpg?w=1000&h=563&crop=1

mansildv
Moderador
Mensagens: 7514
Registado: fevereiro 25, 2014, 6:30 pm

Re: Sorcerer (1977) - William Friedkin

Mensagem por mansildv » março 15, 2018, 9:39 pm

Sorcerer review – a cinematic concerto of pessimism worthy of Herzog

https://www.theguardian.com/film/2017/n ... -rerelease

https://i.guim.co.uk/img/media/6d26d467c0940d7fe568d48a5c3fe5ecf6f38d03/0_299_3280_1968/master/3280.jpg?w=620&q=55&auto=format&usm=12&fit=max&s=20edff895647f43aac0268c98e4c13cd

Responder