Desabafos... (Off-TopiC)

Discussão de filmes; a arte pela arte.

Moderator: waltsouza

Post Reply
User avatar
waltsouza
Moderador
Posts: 3698
Joined: Sat Mar 19, 2005 8:26 am
Location: Sobreda, Terra dos cães e dos gatos
Contact:

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by waltsouza » Wed Sep 28, 2016 8:41 am

JoséMiguel wrote:Walt, eu estou de acordo e compreendo a tua análise correcta dos estúdios de Hollywood do século XXI, conforme a descreveste no teu comentário anterior. Mas estes problemas actuais do século XXI, onde também faço minhas as palavras "esterco imundo" do outro comentador, não existiam no cinema norte-americano entre 1970-1985, posso apontar exemplos, mas ainda não tenho nenhuma teoria sobre o assunto.
Vou passar a discussão deste assunto para aqui porque já nada tem a ver com o novo "Blair Witch". E vamos lá ver se vais ter paciência para ler até ao fim a minha tentativa de explicação sobre este tema, porque eu, ao contrário de ti, tenho uma teoria sobre o assunto.

Se pensares um pouco, se recuares cerca de 30 anos para trás (durante a década de 80), ou mesmo 40 anos (durante a década de 70), existiam na altura muitos mais filões e caminhos por explorar, e posso dar-te vários exemplos, que percorrem praticamente todos os tipos e géneros de filmes.

Já existem filmes de super-heróis há mais tempo mas foi durante o final da década de 80 que começaram a aparecer os primeiros "Blockbusters" de super-heróis, e foi aí que se percebeu que esse tipo de filmes resultava muito bem nas bilheteiras de cinema. Durante a década de 90 esse filão começou a ser explorado de forma exponencial, já que esse tipo de filmes, normalmente, conseguem quase sempre bilheteiras que os colocam como os filmes mais vistos do ano. E a partir do século XXI os filmes de super heróis têm sido um filão que tem vindo a massificar-se, todos os anos saem filmes de super-heróis cá para fora, e enquanto eles forem rentáveis, muitos mais irão sair.

Outro exemplo bem demonstrativo, é o "found-footage", inserido no género do terror. Ele já existia antes de 1999 mas foi a partir daí, e com o "The Blair Witch Project" de Daniel Myrick e Eduardo Sánchez, e com o sucesso tremendo desse pequeno filme, que o conceito começou a despertar o interesse de Hollywood (e não só), e daí para a frente vários filmes, mais do que seria desejável na minha opinião, usam e abusam do "found footage" para tentar obter, pelo menos, um pedaço do sucesso que o filme de 1999 obteve.

E posso prosseguir nos exemplos, indo aos filmes de ação, scifi, comédia, e por aí fora. Antigamente, e andando várias décadas para trás, Hollywood não era bem aquilo que é hoje porque nessa altura havia mais para mostrar, para explorar, do que há hoje. Mas já nessa altura muitos dos filmes que surgiam baseavam-se em filmes de décadas passadas, como por exemplo o "Indiana Jones" de Steven Spielberg, profundamente inspirado no cinema de aventura das décadas de 40 e 50. Nota que a partir desse filme de 1981 começam a sair cá para fora vários filmes similares, e estamos a falar da década de 80. Fenómenos brejeiros como "American Pie" não trouxeram de certeza nada de novo (e de aliciante) para a comédia mas a verdade é que a partir de "American Pie", além das inevitáveis sequelas, começaram a surgir um monte de comédias sexuais similares, tudo à procura de viver à conta do sucesso comercial do filme de 1999.

E é assim que Hollywood funciona, e sempre funcionou. Com algumas diferenças, entre diferentes épocas, é certo, mas a génese sempre foi a procura do lucro fácil, de obter um sucesso comercial e de tentar rentabiliza-lo. O que mudou para os dias de hoje é que começou a existir uma massificação, um certo abuso no explorar de certas fórmulas e filões, e ao mesmo tempo, começou a existir cada vez mais a falta de temas, a repetição e a recorrência começou a ser uma constante, em doses muito maiores. E isso acaba por saturar de certa forma, e começa aos poucos a existir um certo sentimento de vazio, por entre os cinéfilos um bocadinho mais exigentes. É verdade que nos últimos anos, e vai continuar a aumentar, tem havido um abuso no uso dos remakes e das sequelas mas isso é fruto da forma simplória como Hollywood olha para o cinema, o lucro para esta indústria é muito mais importante do que o conteúdo dos filmes que saem cá para fora. O que importa é que esses filmes vão tendo saída e espetadores. Isso basta-lhes.

E pelos vistos por isso é que, por exemplo, o JoãoMX5 não entende Hollywood. Ele mostra-me (pela sua permanente repetição nos seus comentários, a mesma repetição de que acusa Hollywood, é engraçado), de que não conhece Hollywood, ou que nunca a pretendeu conhecer. Se ele conhecesse minimamente Hollywood não estaria permanentemente a queixar-se do mesmo. E nem perderia muito tempo com isso. Eu se não gosto de sopa não vou estar para sempre a dizer que não gosto de sopa, ponho a sopa de lado e dedico-me a comer outras coisas. Até porque chega a uma certa altura e já toda a gente percebeu que eu não gosto de sopa. E com isto não quero insinuar de que o JoãoMX5 deixe de escrever neste fórum de cinema, nem por sombras, podia é tentar que os seus comentários fossem mais interessantes, menos repetitivos, estar sempre a dizer a mesma coisa. Já que ele não gosta de Hollywood (tal e qual como ela é) podia tentar comentar outro tipo de filmes, ou de cinema. Podia pelo menos tentar. Mas na volta o JoãoMX5 queixa-se mas não consegue deixar de ver filmes de Hollywood. Não sei, só ele o sabe. Como deve ser do teu conhecimento, apesar de Hollywood produzir um cinema comercial de alcance planetário, a sétima arte está muito longe de confinar-se apenas a Hollywood. Existem imensas cinematografias pelo mundo que se desviam nitidamente do modelo mais comercial norte-americano, do modelo das "fórmulas", e que nos presenteiam com imensos filmes de qualidade.

Em relação a Hollywood não há muita volta a dar(-lhe). Quem define o que Hollywood produz são os espetadores. E se estes querem mais filmes de super-heróis, pois é mais filmes de super-heróis que irão ter. É claro que Hollywood anda sempre à procura da última "Coca-Cola no deserto". As fórmulas que eles utilizam não crescem nas árvores. Existe assim um olhar atento por aquilo que os rodeia, por outros filmes de sucesso, de outras paragens, por outros realizadores, atores, e sempre que lhes convém, acabam por tomar (sempre) o caminho mais fácil, que é apropriarem-se dos direitos daquilo que lhes interessa, que é "raptar" realizadores ou atores de outras nacionalidades, sempre que existe uma forte possibilidade de lucro no horizonte.

That's Hollywood as We Know It... Like it, or Not...

JoséMiguel
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2564
Joined: Tue Aug 30, 2011 9:33 pm
Location: Lisboa

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by JoséMiguel » Wed Sep 28, 2016 3:06 pm

Walt, o que escreveste já eu sei perfeitamente e concordo a 100%, mas parabéns pela exposição bem elaborada, pois tens mais facilidade do que eu para comunicar as tuas ideias, já que eu me atrapalho ou disperso mais. O que eu não entendo é outra coisa em que nem sei bem para onde apontar o dedo, mas talvez seja a minha impressão de uma progressiva maior falta de diversidade e de maneiras de fazer cinema, que sinto que se tem vindo a agravar desde as décadas de 1970 e 1980.

O problema não é a existência ou predominância dos filmes de acção com cgi, porque se dá dinheiro e muita gente gosta, por mim tudo bem, quando eu tinha 12 anos teria adorado em ver essa onda de filmes, se na altura existissem. O cinema, tal como a literatura, tem muitos géneros e para todos os gostos e idades.

O problema (para mim pessoalmente) é outro que agora nem estou a conseguir identificar bem, tenho de pensar melhor nisso...

nimzabo
Especialista
Especialista
Posts: 1471
Joined: Tue Jul 16, 2013 9:16 pm

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by nimzabo » Tue Oct 04, 2016 4:24 pm


JoaoMX5
Entusiasta
Entusiasta
Posts: 249
Joined: Thu Dec 11, 2008 3:43 pm

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by JoaoMX5 » Thu Oct 06, 2016 1:03 pm

waltsouza wrote:
E posso prosseguir nos exemplos, indo aos filmes de ação, scifi, comédia, e por aí fora. Antigamente, e andando várias décadas para trás, Hollywood não era bem aquilo que é hoje porque nessa altura havia mais para mostrar, para explorar, do que há hoje. Mas já nessa altura muitos dos filmes que surgiam baseavam-se em filmes de décadas passadas, como por exemplo o "Indiana Jones" de Steven Spielberg, profundamente inspirado no cinema de aventura das décadas de 40 e 50. Nota que a partir desse filme de 1981 começam a sair cá para fora vários filmes similares, e estamos a falar da década de 80. Fenómenos brejeiros como "American Pie" não trouxeram de certeza nada de novo (e de aliciante) para a comédia mas a verdade é que a partir de "American Pie", além das inevitáveis sequelas, começaram a surgir um monte de comédias sexuais similares, tudo à procura de viver à conta do sucesso comercial do filme de 1999.
Amigo, vais desculpar-me mas o que escreves (cingido-me a este parágrafo) é contraditório. Eu acho que o American Pie trouxe, sim, algo de novo e de aliciante para o mundo da comédia (goste-se ou não do estilo... e eu nem gosto).

Até à altura era um nicho de mercado que estava por explorar (ok, tinhas os horríveis Porkys) e com o boom da internet, das webcams, da sexualidade massificada, o American Pie ocupou, e bem, o seu espaço. Naturalmente, tudo o que se seguiu, como dizes, tentou viver à conta do sucesso do American Pie e a qualidade veio por aí a baixo.

rui sousa
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 3644
Joined: Sat Sep 06, 2008 12:05 pm
Contact:

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by rui sousa » Thu Oct 06, 2016 3:22 pm

As Aventuras de Paulo Branco nas garras do fisco (1976-...)

Não sei se este post deveria estar aqui mas achei que seria de interesse geral conhecerem a nova peripécia do sr. Paulo Branco.

Depois de anos e anos de embróglios, bem resumidos num artigo revelador do Público (que agora não encontro), e em tantas outras pequenas e grandes polémicas (que ocorreram com realizadores tão diversos como Larry Clark, David Cronenberg ou Raoul Ruiz), chegou agora a vez do projecto "The Man Who Killed Don Quijote" não avançar, ao contrário do que tinha sido publicitado, com grande pompa e circunstância, por Branco.

Terry Gilliam explica porquê: "Tinha este produtor, um tipo português, que disse que arranjava todo o dinheiro a tempo, mas há poucas semanas provou-se que afinal não tinha o dinheiro."
https://www.publico.pt/culturaipsilon/n ... am-1745909

Alguns dias depois, decidiu partilhar isto na sua página de facebook, acompanhado da legenda:

HOW FILMS GET DELAYED, LESSON 1.
Be Careful Who You Choose To Believe.


Image

Nada de novo, para quem conhece um pouco do mundo do cinema português. Mas achei curiosa a persistência de Gilliam em divulgar isto (que, infelizmente, parece ser algo que só os portugueses conhecem bem, já que temos, por outro lado, alguns realizadores a defenderem sempre Paulo Branco, como Wim Wenders).

User avatar
waltsouza
Moderador
Posts: 3698
Joined: Sat Mar 19, 2005 8:26 am
Location: Sobreda, Terra dos cães e dos gatos
Contact:

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by waltsouza » Fri Oct 07, 2016 12:41 pm

JoaoMX5 wrote:
Amigo, vais desculpar-me mas o que escreves (cingido-me a este parágrafo) é contraditório. Eu acho que o American Pie trouxe, sim, algo de novo e de aliciante para o mundo da comédia (goste-se ou não do estilo... e eu nem gosto).

Até à altura era um nicho de mercado que estava por explorar (ok, tinhas os horríveis Porkys) e com o boom da internet, das webcams, da sexualidade massificada, o American Pie ocupou, e bem, o seu espaço. Naturalmente, tudo o que se seguiu, como dizes, tentou viver à conta do sucesso do American Pie e a qualidade veio por aí a baixo.
Não precisas de pedir desculpa mas eu continuo à procura da minha contradição em relação a American Pie, e não a encontro.

Quando me referi a algo de novo (ou aliciante) referia-me (naturalmente) em relação à qualidade da coisa, não me referi a nenhum nicho do mercado em especial. Visto por qualquer que for o prisma, American Pie não passa de uma franchise brejeira, que em termos concretos (repito) não trouxe nada de realmente novo à comédia.

Eu até acho que um dos maiores trunfos de American Pie reside no seu elenco (Jason Biggs e amigos), a coisa se pegou também foi muito por aí, não foi de certeza pelo conteúdo.

JoaoMX5
Entusiasta
Entusiasta
Posts: 249
Joined: Thu Dec 11, 2008 3:43 pm

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by JoaoMX5 » Fri Oct 07, 2016 7:51 pm

Ora... se não trouxe nada de novo (eu acho que trouxe) jamais teria sido seguida de todo o género de clones.

Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 3771
Joined: Thu Feb 19, 2009 9:07 pm
Contact:

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by Samwise » Fri Oct 07, 2016 8:33 pm

Na rábula do Gilliam, vejam só a delícia do pormenor no motto da MGM: "ARSE GRATIA ARTIS"

:lol: :lol: :lol: :lol:
"The most interesting characters are the ones who lie to themselves." - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

Câmara Subjectiva

User avatar
waltsouza
Moderador
Posts: 3698
Joined: Sat Mar 19, 2005 8:26 am
Location: Sobreda, Terra dos cães e dos gatos
Contact:

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by waltsouza » Fri Oct 07, 2016 11:33 pm

JoaoMX5 wrote:Ora... se não trouxe nada de novo (eu acho que trouxe) jamais teria sido seguida de todo o género de clones.
A partir do momento em que eu me refiro a "qualidade" acho que fica bem explícito aonde é que eu quero chegar. Parece que o que está aqui a fazer alguma confusão no meio disto é o "algo de novo". Esquece o "algo de novo". Queres um exemplo de uma boa comédia sexual, mais inteligente e que é bem capaz de valer por toda a franchise "American Pie"? The 40-Year-Old Virgin. Ok, não se destinam propriamente ao mesmo tipo de público, é uma comédia um pouco mais adulta do que "American Pie" mas o factor sexual está na mesma presente, e Steve Carell brilha a seu belo prazer. E claro, isto é apenas e somente uma opinião, há quem possa achar o oposto, aqui estaremos sempre no campo das razões relativas (de cada um de nós).

Sexta-Feira 13 também foi uma franchise que teve bastante sucesso no inicio dos anos 80 mas em termos práticos (relativos a qualidade) o que trouxe realmente de novo (lá estou eu outra vez com a ir buscar o novo/novidade :-))) ) ao terror? Nada. Zero. Foi o sucesso que fez com que aprecessem uma infinidade de sequelas e imitações.

A fórmula de American Pie não é nova, existem outras comédias sexuais na década de 80 e 90. Com temáticas mais ou menos parecidas, com grupos de jovens do sexo masculino sedentos por sexo. Algumas dessas comédias fora do circuito de Hollywood.

http://www.esquire.com/entertainment/mo ... -comedies/

Volto a frisar que a meu ver um dos segredos do sucesso de American Pie (talvez a maior razão de todas) está no seu elenco. Não é de certeza pelas histórias que se contam, pela forma, ou pelo conteúdo. Mas sim, o filme de 1999 teve sucesso e a partir daí surgiram as inevitáveis sequelas e clones. Mas ter sucesso nas bilheteiras enquanto filme , haver por essa razão sequelas de um determinado filme, não é sinónimo de qualidade, acho que nisso estaremos de acordo. É sinónimo (ou sinal) de que alguém faturou bastante com um filme e de que a partir daí se tenta rentabiliza-lo. É a mesma história de sempre e o tal ciclo que tu tanto criticas em Hollywood. Sucesso é uma coisa, qualidade (ou trazer algo de novo, no sentido qualitativo) é outra coisa completamente diferente.

nimzabo
Especialista
Especialista
Posts: 1471
Joined: Tue Jul 16, 2013 9:16 pm

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by nimzabo » Thu Oct 27, 2016 8:34 pm

Vi isto no doclisboa:
http://counter-lesson.com/watch.html
Era do Charlie Hebdo...
yes-)

User avatar
waltsouza
Moderador
Posts: 3698
Joined: Sat Mar 19, 2005 8:26 am
Location: Sobreda, Terra dos cães e dos gatos
Contact:

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by waltsouza » Thu Jan 12, 2017 5:53 pm

Governo sul-coreano admite existência de uma lista negra com 9 mil artistas

Image

A ministra da Cultura da Coreia do Sul, Cho Yoon-sun, admitiu finalmente a existência de uma lista negra criada pelo governo com mais de 9 mil nomes ligados às artes. Cho fez o pedido de desculpas durante uma avaliação parlamentar ligada ao escândalo político que levou ao impeachment da presidente sul-coreana, Park Geun-hye, no mês passado.

«Como a ministra encarregada das políticas culturais, sinceramente peço desculpas por ter provocado tanta dor (...) Tanto quanto sei, existe uma lista negra criada para classificar artistas específicos e excluí-los de receberem fundos de apoio do governo», afirmou, acrescentando que não tem consciência de quando esse documento foi criado ou distribuído. Cho disse ainda que nunca viu a lista e que não tem mais nada a dizer sobre o assunto.

No passado domingo (8 de janeiro), uma equipa de conselheiros independentes confirmou que a lista que contém os nomes de cerca de 9.000 artistas existe realmente e que Cho e Kim Ki-choon, ex-chefe de gabinete da presidente sul-coreana, estavam envolvidos na sua criação.

Recorde-se que os primeiros relatos da existência desta lista surgiram em outubro de 2016 [leiam o nosso artigo sobre o assunto]. Entre os nomes que fazem parte desse documento estão os realizadores Park Chan-wook (The Handmaiden) e Bong Joon-ho (Snowpiercer), e atores como Song Kang-ho (Snowpiercer).

http://www.c7nema.net/fun-geek-gossip/i ... istas.html
Não fazia ideia que isto era possível na Coreia do Sul, estamos em presença de uma democracia, um sistema de República Presidencialista.
Isto são procedimentos de um país onde acontece uma ditadura, ou quanto muito, uma democracia de fachada.

JoséMiguel
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2564
Joined: Tue Aug 30, 2011 9:33 pm
Location: Lisboa

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by JoséMiguel » Thu Jan 12, 2017 10:17 pm

Perante a notícia do Waltzsousa sobre o cinema sul-coreano, escrevi o seguinte artigo relacionado. Podem mover isto para o tópico da política se assim o entenderem, mas o meu texto é on-topic de Cinema, pois aborda interferência diplomática de uma potência militar externa, no cinema da Coreia do Sul e da União Europeia

Cinema da Coreia do Sul arruinado pelo Presidente Barrack Obama dos EUA

Image
Legenda da fotografia acima: O Presidente Obama, no dia 4 de Dezembro de 2010, faz revisões finais no discurso que anuncia o Acordo de Comércio Livre entre a Coreia do Sul e os EUA, causando uma crise do cinema sul-coreano, a favor de Hollywood.

Antes de mais, nós portugueses e europeus, devemos estar muito agradecidos ao governo da França, que fez frente à corrupção geral dos chefes de estado da UE, que estavam prestes a assinar um tratado de vassalagem (em nome de Portugal) perante a monstruosidade dos EUA, foi o cinema francês que salvou literalmente o vinho do Porto português, nos mais altos círculos da política internacional.

Mas antes de nós portugueses enquanto povo, agradecermos ao governo de França, e sentirmos alívio por ainda termos o vinho do Porto (estivemos a um fio de ficarmos sem Vinho do Porto), temos de olhar com tristeza e pena para a Coreia do Sul, vítima de um tratado de vassalagem.

Image
Fealty comes from the Latin fidelitas and denotes the fidelity owed by a vassal to his feudal lord. "Fealty" also refers to an oath that more explicitly reinforces the commitments of the vassal made during homage. Such an oath follows homage.[22]

Once the commendation ceremony was complete, the lord and vassal were in a feudal relationship with agreed obligations to one another

From the late 1990s, South Korean cinema managed to attain domestic box office success exceeding that of Hollywood blockbuster movies due largely to laws placing limits on the number of foreign films able to be shown per theatre per year.[24] This government-enforced screen quota system has stood since 1967, and limits the number of days per year non-domestic movies can be shown on any one movie screen in South Korea. This practice has come under fire from non-Korean film distributors as unfair. As a prerequisite to open negotiations with the United States for the Free Trade Agreement, the Korean government cut the screen quota for domestic films in half (from 146 days to 73 days per year), thus allowing more foreign films to enter the market.[25] In February 2006, South Korean movie workers staged mass rallies to protest a quota cut resulting from a deal with the United States.[26] Today, according to Kim Hyun, "South Korea's movie industry, like that of most countries, is grossly overshadowed by Hollywood. The nation exported US$2 million-worth of movies to the United States last year and imported $35.9 million-worth".

Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Cinema_of ... present.29
Impacto e detalhes do Acordo de Comércio Livre (eufemismo para contrato de Vassalagem) entre os EUA e a Coreia do Sul:

https://en.wikipedia.org/wiki/United_St ... _Agreement

Antes de comentar a situação da União Europeia, chamo a atenção para a seguinte definição:

Definição de Pau-Mandado no Wikcionário: aquele que faz tudo o que quer a vontade alheia.

Antes de explicar e agradecer pessoalmente a forma de como Portugal foi salvo pela França, muito recentemente (devido ao cinema francês), quero contar a história política do vinho do Porto...

Image

Até à entrada de Portugal da C.E.E. em 1986, o nosso vinho do Porto era vítima de um monopólio inglês, em resultado de algum bullying ou ultimato de Inglaterra contra Portugal, possivelmente semelhante ao infame Ultimato britânico de 1890 contra Portugal. Segundo o que me lembro de ler, até 1986, Portugal estava proibido de exportar vinho do Porto, e apenas a Inglaterra o podia fazer...

Image

Perante a entrada de Portugal na C.E.E. o monopólio inglês sobre a exportação do vinho do Porto foi abolido, por tal ser ilegal entre estados membros da C.E.E.

Agora avançamos 30 anos para a frente, e olhamos para eventos recentes:

Os EUA, na qualidade de senhores feudais militarmente poderosos, tentaram impor Contrato de Vassalagem sobre (e contra) os povos da União Europeia, situação muito grave e muito sinistra. A designação deste Contrato de Vassalagem é Acordo de Comércio Livre UE-EUA.

Uma das cláusulas do acordo senhorial que pretendia vitimar e prejudicar o povo português, era específica acerca do nosso vinho do Porto. Vocês julgam que uma super-potência militar como os EUA olha para Portugal como um parceiro igual, com o qual estabelecem relações de comércio justas?

Primeiro vamos ver o que diz a versão inglesa do Wikipedia acerca do vinho do Porto (informação crucial omissa na versão portuguesa):
Under European Union Protected Designation of Origin guidelines, only the product from Portugal may be labelled as port or Porto.[2] In the United States, wines labelled "port" may come from anywhere in the world,[3] while the names "Oporto", "Porto", and "Vinho do Porto" have been recognised as foreign, non-generic names for Port wines originating in Portugal.[4]
A tal cláusula do Free Trade Agreement entre a UE e os EUA, impunha a abolição da denominação de origem do nosso vinho do Porto, para que os EUA inundassem a Europa com vinho do porto feito na Califórnia, com rolha de plástico, e assim levando à falência os produtores portugueses. Quem for palerma e ache que os americanos são nossos amigos, que ponha a mão no ar!

Image

Antes de mais, eu condeno a imprensa portuguesa, de não ter chamado a atenção ao povo português para esta questão. Tal conivência ou incompetência da imprensa portuguesa, permitiu ao governo português aceitar ser explorado pelo senhor feudal das "stars and stripes", sem que o povo português se apercebesse do que os nossos governantes estavam a tentar fazer.

O que nos salvou a nós foi o povo francês, para salvar o Cinema de França contra a agressividade de Hollywood, quando o resto dos líderes dos países da UE estavam já ajoelhados, prestes a fazer o juramento de vassalagem, a França faz Veto!

Image
France is the third biggest film market in the world both in terms of admissions (after the United States and India) and revenues (after the United States and Japan).[9][10] It is the most successful film industry in Europe in terms of number of films produced per annum, with a record-breaking 300 feature-length films produced in 2015.[11] France is also one of the few countries where non-American productions have the biggest share: American films only represented 44.9% of total admissions in 2014. This is largely due to the commercial strength of domestic productions, which accounted for 44,5% of admissions in 2014 (35.5% in 2015; 35.3% in 2016).[8] Also, the French film industry is closer to being entirely self-sufficient than any other country in Europe, recovering around 80–90% of costs from revenues generated in the domestic market alone.[12]

In 2013, France was the 2nd largest exporter of films in the world after the United States.[13]

A study made in April 2014 shows the excellent image which French cinema maintains around the world, being the most appreciated cinema after American cinema.[13]
Image

Epá! Grande é o povo francês, sempre com atenção e de olho nos seus representantes, que não se atrevem a portarem-se mal, pois sabem que o povo anda de olho neles. A França fez um veto com uma grande pinta, que me trouxe grande alívio pessoal, mas lamento que a maioria do povo português "estivesse a dormir" e a cagar para o nosso governo tentar retirar-nos a nossa herança regional e histórica do Vinho do Porto.

Image

No acordo de Comércio Livre entre a UE e os EUA, os americanos estudaram e planearam bem como explorar e prejudicar individualmente cada país estado-membro da UE, contra Portugal era a abolição da região DOC do vinho do Porto, contra a França em particular, mas contra todo o cinema europeu no seu todo, era a abolição de taxas sobre os filmes de Hollywood.

Image

Entretanto eu quero lançar um aviso aqui no fórum!

O antigo EU–US Free Trade Agreement agora chama-se Transatlantic Trade and Investment Partnership, e está em negociações secretas clandestinas e sem acesso pelo povo, para evitar um futuro veto salvador, como o veto da França que elogiei. Quer os povos europeus, quer o povo norte-americano estão aflitos com o secretismo e a falta de transparência deste Contrato de Vassalagem entre a casa senhorial dos EUA e as vítimas exploradas dos vassalos europeus.

Image
Entrega de mais de 3 milhões de assinaturas contra o novo acordo secreto USA-EU, ao então presidente do Parlamento Europeu, em 2015

https://en.wikipedia.org/wiki/Transatla ... objections

Se forem ler o artigo actual, podem constatar que a França conseguiu o que queria:
At French insistence, trade in audio-visual services was excluded from the EU negotiating mandate.[125]
Mas Portugal fodeu-se* e vai ficar mesmo sem vinho do Porto, e a culpa é da imprensa portuguesa que não alerta o nosso povo para estes assuntos importantes. Olhem que o povo francês anda de olho no governo, e não dá muita margem de manobra para fazerem asneiras contra o país.

*É necessário o palavrão em bom português, perante esta situação.

Chamo a atenção para a definição do Wikcionário que indiquei ao início... Grr:-)
The reports on the ongoing negotiations and the contents of the negotiated TTIP proposals are classified from the public, and can be accessed only by authorised persons.[5] Multiple leaks of proposed TTIP contents into the public caused controversy.[6]
Esse secretismo é uma vergonha para os povos europeus, pois não dá oportunidade aos eleitores dos diversos países da Europa de correrem com políticos, que se pretendem associar aos EUA. Grr:-) Em cima da mesma estão questões muito mais graves do que a nossa perda do vinho do Porto, nomeadamente operações de espionagem em massa contra o próprio povo (PIDE, STASI). E claro a imprensa portuguesa despediu os jornalistas sérios, para poupar dinheiro, e só temos uns rapazinhos estagiários, que andam a dormir e apenas fazem copy/paste/translate de sites estrangeiros.

Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 3771
Joined: Thu Feb 19, 2009 9:07 pm
Contact:

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by Samwise » Fri Jan 13, 2017 3:12 pm

José Miguel, a propósito do acordo em questão, estou 1000% de acordo contigo.

É uma falta gravíssima perante os valores democráticos que os termos de acordo não sejam conhecidos publicamente, e publicamente submetidos a um período de auscultação e debate. Mesmo que os decisores possam ser os representantes que democraticamente elegemos nas urnas, a opinião pública tem o direito de saber o que está a ser negociado às escondidas e porque é que está a ser negociado às escondidas.
"The most interesting characters are the ones who lie to themselves." - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

Câmara Subjectiva

drakes
Fanático
Fanático
Posts: 967
Joined: Wed Jun 10, 2015 11:44 pm

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by drakes » Fri Feb 10, 2017 3:53 pm

Sobre bilheteria, o cinema coreano vem muito bem até aqui, no ano 2016 dos 10 filmes top de bilheterias, eles colocaram oito, as vendas de bilhetes também foram muito bem.

http://www.koreanfilm.or.kr/jsp/news/bo ... ountry=ALL

drakes
Fanático
Fanático
Posts: 967
Joined: Wed Jun 10, 2015 11:44 pm

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by drakes » Mon Feb 13, 2017 4:47 pm

Para dar uma ideia como foram as bilheterias pelo mundo, escolhendo quatro países:

Top 10 bilheterias Brasil

Posição - FIlme - Distribuidora - arrecadação em Reais - Público.
1 Capitão América: Guerra Civil Disney/Buena Vista 143.508.000 9.605.100
2 Batman vs Superman: A Origem da Justiça Warner Bros. 132.460.000 8.561.200
3 Esquadrão Suicida Warner Bros. 118.010.000 7.883.600
4 Os Dez Mandamentos - O Filme Downtown Filmes / Paris Filmes 116.409.000 11.259.000
5 Minha Mãe É Uma Peça 2 Downtown Filmes / Paris Filmes 116.037.187 8.769.695
6 Procurando Dory Disney/Buena Vista 113.499.000 8.197.900
7 Deadpool Fox Film do Brasil 81.927.000 6.043.000
8 Doutor Estranho Disney/Buena Vista 75.970.000 4.821.122
9 A Era do Gelo: O Big Bang Fox Film do Brasil 71.273.000 5.262.600
10 X-Men: Apocalipse Fox Film do Brasil 67.372.000 4.288.400

fonte :https://pt.wikipedia.org/wiki/Bilheteri ... il_em_2016

- Os Dez Mandamentos - O Filme - é uma produção nacional inspirada na Biblia, a realizadora é ligada a uma igreja Universal que é proprietária da Record, foi o filme de maior número de pagantes.
- Minha Mãe É Uma Peça 2 - é uma produção da Globofilmes do grupo da TV Globo.
- A Era do Gelo: O Big Bang como o produtor é brasileiro tem muita propaganda aka, nos programas das tardes bate-se muito como se animação fosse quase nacional :-)))
- São seis filmes de super-heróis.

TOP 10 dos filmes mais vistos em Portugal (2016)

1 A Vida Secreta dos Nossos Bichos NOS Audiovisuais 604 055
2 Esquadrão Suicida NOS Audiovisuais 449 018
3 À Procura de Dory NOS Audiovisuais 423 815
4 Zootrópolis NOS Audiovisuais 393 635
5 Deadpool Big Picture 361 637
6 Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los NOS Audiovisuais 319 094
7 The Revenant: O Renascido Big Picture 311 751
8 Cantar! NOS Audiovisuais 301 738
9 Batman v Super-Homem: O Despertar da Justiça NOS Audiovisuais 291 891
10 Vaiana NOS Audiovisuais 288 470

- Cinco animações no top 10
- Três filmes de super-heróis
-

Fonte : http://www.rtp.pt/cinemax//?t=Box-offic ... ut=8&tm=40

TOP 10 BOX OFFICE HITS, SPAIN, 2016

1.”A Monster Calls,” Universal, €26.1 million ($27.5 million);
2.”The Secret Life of Pets,” Universal, €21.3 million ($22.5 million);
3.”Finding Dory,” Disney, €17.6 million ($18.6 million);
4.”The Jungle Book,” Disney, €16.8 million ($17.7 million);
5.”The Revenant,” Fox, €14.2 million ($15.0 million);
6.”Zootopia,” Disney, €13.4 million ($14.1 million);
7.”Fantastic Beasts and Where To Find Them,” Warner Bros., €13.1 million ($13.8 million);
8.”Palm Trees in the Snow,” Warner Bros., €12.2 million ($12.8 million);
9.”Rogue One: A Star Wars Story,” Disney, €11.4 million ($12.0 million);
10.”Suicide Squad,” Warner Bros., €11.3 million ($11.9 million)

http://variety.com/2017/film/global/spa ... 201950985/

Duas produções espanholas no top 10, apenas um filme de super-herói e três animações.

Japão
rank - nome - distribuidor - bilheteria.
1- Your Name (Kimi no na wa.) Toho $207,022,654
2 Shin Godzilla Toho $75,398,709
3 Zootopia Disney $70,127,286
4 Finding Dory Disney $65,982,721
5 Fantastic Beasts and Where To Find Them WB $63,700,000
6 Detective Conan: The Darkest Nightmare (Meitantei Konan: Junkoku no naitomea) Toho $57,064,997
7 One Piece Film Gold Toei $47,824,455
8 The Secret Life of Pets UPI $41,733,387
9 Rogue One: A Star Wars Story Disney $38,641,217
10 Nobunaga Concerto: The Movie Toho $36,187,594

http://www.boxofficemojo.com/intl/japan/yearly/

Post Reply