Desabafos... (Off-TopiC)

Discussão de filmes; a arte pela arte.

Moderator: waltsouza

Post Reply
drakes
Especialista
Especialista
Posts: 1108
Joined: Wed Jun 10, 2015 11:44 pm

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by drakes » Tue Oct 10, 2017 1:29 am

Perguntinha, muito se fala no Brasil do sistema político de Portugal, sempre se disse como Parlamentarista (eu mesmo sempre considerei assim), agora vieram com a ideia que é semipresidencialista, vcs se consideram o regime como?

JoséMiguel
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 2653
Joined: Tue Aug 30, 2011 9:33 pm
Location: Lisboa

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by JoséMiguel » Tue Oct 10, 2017 2:42 am

drakes wrote:
Tue Oct 10, 2017 1:29 am
Perguntinha, muito se fala no Brasil do sistema político de Portugal, sempre se disse como Parlamentarista (eu mesmo sempre considerei assim), agora vieram com a ideia que é semipresidencialista, vcs se consideram o regime como?
Grande amigo Drakes! Uma excelente e grande pergunta, que por si só revela grande inteligência, curiosidade e desejo de conhecimento da tua parte.

Não sei se as respostas dos membros portugueses do DVD Mania serão compatíveis umas com as outras, ou se nós os portugueses nos iremos entender uns com o outros, mas digo-te já o seguinte:

Essa é uma questão que não ocorre ao povo português, pela razão de ser uma questão nunca levantada no nosso país, pois como sabes em 1910, o Rei foi morto e o povo português correu de vez com essa Merda (Merda com letra maiúscula) dos senhorios, que se julgavam homens acima dos outros homens, que pelo Direito Divino de Deus, com o apoio da Igreja Católica, ao serviço da Ditadura Monástica, impunham esse regime de Merda sobre o povo.

A partir daí sempre tivemos o sistema parlamentar (com excepção da longa ditadura salazarista), em que o Presidente da República é apenas um boneco que faz veto ou não, mas que nada decide, estilo um árbitro de um jogo de futebol. O que é o oposto do sistema ditatorial dos EUA e do Brasil (muito gostam os brasileiros de copiarem os anormais do gringos americanos), onde o chefe de estado é uma espécie de Monarca Absoluto, estilo o Luís XIV de França, o Rei Sol.

Talvez o melhor seja explicar ao meu amigo Drakes, que é brasileiro, como se formou o actual governo de Portugal, para ele perceber a diferença entre Parlamentarista e semipresidencialista (o sistema português é parlamentarista, mas o sistema francês é presidentalista, estilo a estupidez dos gringos americanos, não percebo como, vindo de quem vem e de quem gilhotinou a nobreza).

Nas últimas eleições, existiu uma coligação entre dois partidos de extrema-direita PSD e CDS (Paulo Portas), que recebeu a maioria dos votos. Perante isso, e já depois das eleições, juntaram-se 3 partidos, que no conjunto tinham ainda mais votos, que eram o partido de direita (e capitalista do American Way of Life and Business as Usual) PS (financiado pela agência secreta CIA norte-americana, para combater o apoio soviético ao PCP, no tempo do Salazarismo), o PCP (Partido Comunista Português, outrora financiado pelo KGB, mas a URSS deixou de o fazer, aquando da Perestroika, no início dos anos 80) e o partido dos verdes/ecologia/natureza...

Esta configuração é muito interessante e vantajosa para o povo português, pois é composta por outrora inimigos da Guerra Fria (muito forte em Portugal nos anos 70), um financiado pela CIA e outro pelo KGB, um dos resultados foi o aumento brutal do ordenado mínimo português, em tempo de crise, nunca antes visto enquanto eu fui vivo...

Infelizmente os efeitos da propaganda norte-americana, via Igreja Católica, e RTP (a única estação de TV em Portugal, que bloqueava conteúdo soviético) e afins, sobre o povo português foram tantos, que a massa popular dos zombies e carneirada do povo português, não dá valor ao aumento do salário mínimo e continua a achar que a "Esquerda Política" é o Demónio contra Deus e contra a Igreja, e a minha mãe contou-me que na minha rua em Lisboa, existe uma vizinha da idade dela, com quem mais nenhum vizinho do bairro falava ou dava-se, por suspeitarem da senhora ser comunista. Os meus pais eram os únicos vizinhos que falavam à senhora.

Espero ter ajudado o Drakes. oops:)

EDIT:

Visto este ser um fórum de cinema, vou aqui ilustrar este problema de manipulação social e política, pelo governo e Media portugueses, na década de 1980, que fez com que os portugueses da minha idade tivessem pavor da União Soviética que era vista como um bicho-papão, pelo povo português.

Como sabem e eu já tenho explicado, denunciado e testemunhado vezes sem conta, o único país europeu que bloqueou e proibiu a televisão soviética, foi Portugal, devido ao director de informação da RTP ser um fanático de extrema direita. Vou mostrar novamente a canção "Beautiful Faraway", da série infantil soviética de 1984, que passou em Espanha, Reino Unido e demais países europeus da NATO, entitulada "Guest from the Future", cujos actores eram crianças da minha idade e que eu teria adorado ver em 1984, caso eu fosse espanhol ou inglês e vivesse num país europeu da NATO livre do extremismo de Direita que bloqueava e censurava todas as produções televisivas europeias do bloco soviético! Um director de informação da RTP que age assim, é um fanático asqueroso, que tem medo que o povo português descubra a verdade. Esta série seria perigosa para as crianças portuguesas da minha idade porque iríamos descobrir que a propaganda anti-soviética do governo português era enganosa.

Nos anos 80 era "Amerikka Ubber Alles" a palavra de ordem do governo de Portugal, e a RTP contribuía para tal.


drakes
Especialista
Especialista
Posts: 1108
Joined: Wed Jun 10, 2015 11:44 pm

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by drakes » Tue Oct 10, 2017 1:56 pm

JoséMiguel wrote:
Tue Oct 10, 2017 2:42 am
drakes wrote:
Tue Oct 10, 2017 1:29 am
Perguntinha, muito se fala no Brasil do sistema político de Portugal, sempre se disse como Parlamentarista (eu mesmo sempre considerei assim), agora vieram com a ideia que é semipresidencialista, vcs se consideram o regime como?
Grande amigo Drakes! Uma excelente e grande pergunta, que por si só revela grande inteligência, curiosidade e desejo de conhecimento da tua parte.

Não sei se as respostas dos membros portugueses do DVD Mania serão compatíveis umas com as outras, ou se nós os portugueses nos iremos entender uns com o outros, mas digo-te já o seguinte:

Essa é uma questão que não ocorre ao povo português, pela razão de ser uma questão nunca levantada no nosso país, pois como sabes em 1910, o Rei foi morto e o povo português correu de vez com essa Merda (Merda com letra maiúscula) dos senhorios, que se julgavam homens acima dos outros homens, que pelo Direito Divino de Deus, com o apoio da Igreja Católica, ao serviço da Ditadura Monástica, impunham esse regime de Merda sobre o povo.

A partir daí sempre tivemos o sistema parlamentar (com excepção da longa ditadura salazarista), em que o Presidente da República é apenas um boneco que faz veto ou não, mas que nada decide, estilo um árbitro de um jogo de futebol. O que é o oposto do sistema ditatorial dos EUA e do Brasil (muito gostam os brasileiros de copiarem os anormais do gringos americanos), onde o chefe de estado é uma espécie de Monarca Absoluto, estilo o Luís XIV de França, o Rei Sol.

Talvez o melhor seja explicar ao meu amigo Drakes, que é brasileiro, como se formou o actual governo de Portugal, para ele perceber a diferença entre Parlamentarista e semipresidencialista (o sistema português é parlamentarista, mas o sistema francês é presidentalista, estilo a estupidez dos gringos americanos, não percebo como, vindo de quem vem e de quem gilhotinou a nobreza).

Nas últimas eleições, existiu uma coligação entre dois partidos de extrema-direita PSD e CDS (Paulo Portas), que recebeu a maioria dos votos. Perante isso, e já depois das eleições, juntaram-se 3 partidos, que no conjunto tinham ainda mais votos, que eram o partido de direita (e capitalista do American Way of Life and Business as Usual) PS (financiado pela agência secreta CIA norte-americana, para combater o apoio soviético ao PCP, no tempo do Salazarismo), o PCP (Partido Comunista Português, outrora financiado pelo KGB, mas a URSS deixou de o fazer, aquando da Perestroika, no início dos anos 80) e o partido dos verdes/ecologia/natureza...

Esta configuração é muito interessante e vantajosa para o povo português, pois é composta por outrora inimigos da Guerra Fria (muito forte em Portugal nos anos 70), um financiado pela CIA e outro pelo KGB, um dos resultados foi o aumento brutal do ordenado mínimo português, em tempo de crise, nunca antes visto enquanto eu fui vivo...

Infelizmente os efeitos da propaganda norte-americana, via Igreja Católica, e RTP (a única estação de TV em Portugal, que bloqueava conteúdo soviético) e afins, sobre o povo português foram tantos, que a massa popular dos zombies e carneirada do povo português, não dá valor ao aumento do salário mínimo e continua a achar que a "Esquerda Política" é o Demónio contra Deus e contra a Igreja, e a minha mãe contou-me que na minha rua em Lisboa, existe uma vizinha da idade dela, com quem mais nenhum vizinho do bairro falava ou dava-se, por suspeitarem da senhora ser comunista. Os meus pais eram os únicos vizinhos que falavam à senhora.

Espero ter ajudado o Drakes. oops:)

EDIT:

Visto este ser um fórum de cinema, vou aqui ilustrar este problema de manipulação social e política, pelo governo e Media portugueses, na década de 1980, que fez com que os portugueses da minha idade tivessem pavor da União Soviética que era vista como um bicho-papão, pelo povo português.

Como sabem e eu já tenho explicado, denunciado e testemunhado vezes sem conta, o único país europeu que bloqueou e proibiu a televisão soviética, foi Portugal, devido ao director de informação da RTP ser um fanático de extrema direita. Vou mostrar novamente a canção "Beautiful Faraway", da série infantil soviética de 1984, que passou em Espanha, Reino Unido e demais países europeus da NATO, entitulada "Guest from the Future", cujos actores eram crianças da minha idade e que eu teria adorado ver em 1984, caso eu fosse espanhol ou inglês e vivesse num país europeu da NATO livre do extremismo de Direita que bloqueava e censurava todas as produções televisivas europeias do bloco soviético! Um director de informação da RTP que age assim, é um fanático asqueroso, que tem medo que o povo português descubra a verdade. Esta série seria perigosa para as crianças portuguesas da minha idade porque iríamos descobrir que a propaganda anti-soviética do governo português era enganosa.

Nos anos 80 era "Amerikka Ubber Alles" a palavra de ordem do governo de Portugal, e a RTP contribuía para tal.

Ajudou sim, amigo JoséMiguel,a discussão aqui sobre o regime em Portugal começou quando um dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, tribunal constitucional brasileiro, empresário e que tem imóvel em Portugal, patrocinou seu evento anual de juristas em Portual , e voltou dizendo que o Brasil deveria passar do Presidencialismo para Semipresidencialismo como Portugal. Como ele voltou agora de Portugal, ficou a dúvida em todos será que os portugueses pensam que não são mais parlamentaristas?

Todo o brasileiro que pergunta para português diz que é parlamentarista, acho curioso que em encontro de juristas brasileiros e portugueses tenha saído essa ideia e justificação de um regime para 200 milhões de pessoas sem perguntar aos interessados que pagam os tributos e financiam até de forma indireta o dito seminário.

No Angel
Especialista
Especialista
Posts: 1495
Joined: Mon Apr 02, 2012 9:58 pm

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by No Angel » Tue Oct 10, 2017 6:38 pm

Que eu saiba Portugal tem um sistema semipresidencialista...

https://pt.wikipedia.org/wiki/Portugal

O que isto quer dizer na prática é que quem manda é o Primeiro Ministro (tem o poder executivo), o Parlamento faz as leis e o Presidente tem alguns poderes mas muito limitados (pode vetar uma lei por exemplo, mas apenas 1 vez e se voltar de novo do Parlamento é obrigado a assinar; e pode dissolver o Parlamento e convocar eleições antecipadas se assim o decidir, como fez por exemplo o Jorge Sampaio, mas isto é algo raro de acontecer). O Presidente serve essencialmente como um representante do País lá fora, e como mediador das forças políticas, fazendo "trabalho de bastidores" digamos assim.

Enfim, corrijam-me se estiver errado mas é isto que eu acho que está certo...

User avatar
Rui Santos
Site Admin
Posts: 5259
Joined: Mon Jun 04, 2001 11:42 pm
Location: Portugal - Lisboa / MAC
Contact:

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by Rui Santos » Tue Oct 10, 2017 10:58 pm

No Angel wrote:
Tue Oct 10, 2017 6:38 pm
Que eu saiba Portugal tem um sistema semipresidencialista...

https://pt.wikipedia.org/wiki/Portugal

O que isto quer dizer na prática é que quem manda é o Primeiro Ministro (tem o poder executivo), o Parlamento faz as leis e o Presidente tem alguns poderes mas muito limitados (pode vetar uma lei por exemplo, mas apenas 1 vez e se voltar de novo do Parlamento é obrigado a assinar; e pode dissolver o Parlamento e convocar eleições antecipadas se assim o decidir, como fez por exemplo o Jorge Sampaio, mas isto é algo raro de acontecer). O Presidente serve essencialmente como um representante do País lá fora, e como mediador das forças políticas, fazendo "trabalho de bastidores" digamos assim.

Enfim, corrijam-me se estiver errado mas é isto que eu acho que está certo...
Concordo contigo No Angel.
Portugal tem um regime semipresidencialista.
O poder legislativo está na assembleia da república
A Assembleia da república elege o governo (o povo apenas vota para a eleição dos deputados da assembleia da república)
A AR tem também o pode legislativo.
O Primeiro Ministro e o Governo tem o poder executivo

O Presidente da República além dos poderes enunciados, funciona um pouco como um contra poder. É eleito diretamente pelo Povo, e funciona como um escape quando algo corre mal. Quando tudo corre bem, é uma espécie de figura de estado, quanto corre mal é o árbitro pois tem o poder de demitira a assembleia e convocar eleições antecipadas. Aquilo que se chama em Pt a bomba atómica.
Curiosamente acho que é um sistema extremamente equilibrado e bem pensado.

Nota final: O PR é também o comandante supremo das forças armadas, é meramente simbólico mas importante para o equilíbrio.

O atual regime em Pt vem do pós 25 abril, e o poder do PR foi reduzido até aos poderes atuais.
Rui Santos - 47 Anos | 16 Anos DVDMania
DVD/BR | Jogos | Life is Short, Play More | Facebook DVDMania

User avatar
Rui Santos
Site Admin
Posts: 5259
Joined: Mon Jun 04, 2001 11:42 pm
Location: Portugal - Lisboa / MAC
Contact:

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by Rui Santos » Tue Oct 10, 2017 11:16 pm

JoséMiguel wrote:
Tue Oct 10, 2017 2:42 am

Grande amigo Drakes! Uma excelente e grande pergunta, que por si só revela grande inteligência, curiosidade e desejo de conhecimento da tua parte.

Não sei se as respostas dos membros portugueses do DVD Mania serão compatíveis umas com as outras, ou se nós os portugueses nos iremos entender uns com o outros, mas digo-te já o seguinte:

Essa é uma questão que não ocorre ao povo português, pela razão de ser uma questão nunca levantada no nosso país, pois como sabes em 1910, o Rei foi morto e o povo português correu de vez com essa Merda (Merda com letra maiúscula) dos senhorios, que se julgavam homens acima dos outros homens, que pelo Direito Divino de Deus, com o apoio da Igreja Católica, ao serviço da Ditadura Monástica, impunham esse regime de Merda sobre o povo.

A partir daí sempre tivemos o sistema parlamentar (com excepção da longa ditadura salazarista), em que o Presidente da República é apenas um boneco que faz veto ou não, mas que nada decide, estilo um árbitro de um jogo de futebol. O que é o oposto do sistema ditatorial dos EUA e do Brasil (muito gostam os brasileiros de copiarem os anormais do gringos americanos), onde o chefe de estado é uma espécie de Monarca Absoluto, estilo o Luís XIV de França, o Rei Sol.

Talvez o melhor seja explicar ao meu amigo Drakes, que é brasileiro, como se formou o actual governo de Portugal, para ele perceber a diferença entre Parlamentarista e semipresidencialista (o sistema português é parlamentarista, mas o sistema francês é presidentalista, estilo a estupidez dos gringos americanos, não percebo como, vindo de quem vem e de quem gilhotinou a nobreza).

Nas últimas eleições, existiu uma coligação entre dois partidos de extrema-direita PSD e CDS (Paulo Portas), que recebeu a maioria dos votos. Perante isso, e já depois das eleições, juntaram-se 3 partidos, que no conjunto tinham ainda mais votos, que eram o partido de direita (e capitalista do American Way of Life and Business as Usual) PS (financiado pela agência secreta CIA norte-americana, para combater o apoio soviético ao PCP, no tempo do Salazarismo), o PCP (Partido Comunista Português, outrora financiado pelo KGB, mas a URSS deixou de o fazer, aquando da Perestroika, no início dos anos 80) e o partido dos verdes/ecologia/natureza...

Esta configuração é muito interessante e vantajosa para o povo português, pois é composta por outrora inimigos da Guerra Fria (muito forte em Portugal nos anos 70), um financiado pela CIA e outro pelo KGB, um dos resultados foi o aumento brutal do ordenado mínimo português, em tempo de crise, nunca antes visto enquanto eu fui vivo...

Infelizmente os efeitos da propaganda norte-americana, via Igreja Católica, e RTP (a única estação de TV em Portugal, que bloqueava conteúdo soviético) e afins, sobre o povo português foram tantos, que a massa popular dos zombies e carneirada do povo português, não dá valor ao aumento do salário mínimo e continua a achar que a "Esquerda Política" é o Demónio contra Deus e contra a Igreja, e a minha mãe contou-me que na minha rua em Lisboa, existe uma vizinha da idade dela, com quem mais nenhum vizinho do bairro falava ou dava-se, por suspeitarem da senhora ser comunista. Os meus pais eram os únicos vizinhos que falavam à senhora.

Espero ter ajudado o Drakes. oops:)

EDIT:

Visto este ser um fórum de cinema, vou aqui ilustrar este problema de manipulação social e política, pelo governo e Media portugueses, na década de 1980, que fez com que os portugueses da minha idade tivessem pavor da União Soviética que era vista como um bicho-papão, pelo povo português.

Como sabem e eu já tenho explicado, denunciado e testemunhado vezes sem conta, o único país europeu que bloqueou e proibiu a televisão soviética, foi Portugal, devido ao director de informação da RTP ser um fanático de extrema direita. Vou mostrar novamente a canção "Beautiful Faraway", da série infantil soviética de 1984, que passou em Espanha, Reino Unido e demais países europeus da NATO, entitulada "Guest from the Future", cujos actores eram crianças da minha idade e que eu teria adorado ver em 1984, caso eu fosse espanhol ou inglês e vivesse num país europeu da NATO livre do extremismo de Direita que bloqueava e censurava todas as produções televisivas europeias do bloco soviético! Um director de informação da RTP que age assim, é um fanático asqueroso, que tem medo que o povo português descubra a verdade. Esta série seria perigosa para as crianças portuguesas da minha idade porque iríamos descobrir que a propaganda anti-soviética do governo português era enganosa.

Nos anos 80 era "Amerikka Ubber Alles" a palavra de ordem do governo de Portugal, e a RTP contribuía para tal.

Permite-me lembrar-te que nem tudo é 100% como dizes, ou como costumo dizer, tens uma visão algo P/B de um assunto que é cinzento no mínimo.
Não me lembro o presidente(s) da RTP, mas lembro-me muito bem de ver a RTP.
E uma televisão como dizes, não passaria um filme como jogos de guerra, ou teria anos a fio desenhos animados soviéticos, e do bloco de lesta a anteceder todos os desenhos animados dos EUA. Havia um herói como Vasco Granja que educou uma geração inteira com a diversidade de animação por essa europa fora. E se hoje sabemos muitos desenhos animados soviéticos, checoslovacos, hungaros, japoneses e americanos a ele o devemos agradecer.
Da mesma forma não podes esquecer que em Portugal havia apenas televisão pública, quando em toda a Europa já havia vários canais privatizados. Por isso a comparação com outros países da Europa é tremendamente enviesada.

Posso-te também garantir, que havia censura é certo, mas muito menos que antes do 25 Abril, mas ao menos (e ai ao contrário de toda a Europa) as séries e filmes eram passados no seu formato original e não dobrado.
Hoje temos 100 canais de televisão e a juventude sente-se muito menos atraída pela televisão porque tem o poder de ver o que quer com o Youtube e internet.
Mas a minha geração, por causa da televisão e dos videojogos bem pode agradecer todo o bom cinema que viu, variado e multicultural na sua língua original.

E finalmente nos anos 80 fomos governados pela direita e pela esquerda. (nos anos 80 só não fomos pela extrema esquerda)
Foram Primeiros Ministros, Sá Carneiro, Freitas do Amaral, Pinto Balsemão, Mário Soares e Cavaco Silva. Mário Soares terá lá estado uns dois anos (o tempo da segunda intervenção do FMI) não será de certeza alguém de direita.
A seguir foi uma maioria relativa de Cavaco, seguida de uma maioria absoluta. Foi democraticamente eleito, goste-se ou não.

Não esquecer também que na década de 80 as comissões de trabalhadores ainda mandavam e muito na RTP.

Por isso posso-te dizer que a situação que falas e referes está demasiado empolada, pois não éramos nem de perto vitimas de lavagens cerebrais...
Dito isto, posso-te dizer que me lembro de várias séries francesas, alemãs, australianas, americanas. É desse tempo a extraordinária série Hill Street Blues, que não é propriamente um hino ao capitalismo.
Para não falar nas centenas de filmes não censurados que passaram na RTP, como Caçador, Apocalipse Now, e tantos outros que criticam o estado americano.

Quanto ao poder da igreja católica é verdade. Mas isso é fruto de 50 anos a pensar com mentalidade salazarista, do somos pobres mas honrados. Ou na sua versão mais atual do verme coelho.... vivemos acima das nossas possibilidades. São anos a sermos vitimas de lavagens cerebrais.
Ainda assim, certamente que menores que as que vejo na Coreia do Norte, ou na Rússia Estalinista, ou no McCartismo. Isso sim autênticas lavagens cerebrais que foram levadas a cabo, e que ainda hoje o são no caso da Coreia.
Rui Santos - 47 Anos | 16 Anos DVDMania
DVD/BR | Jogos | Life is Short, Play More | Facebook DVDMania

Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 3906
Joined: Thu Feb 19, 2009 9:07 pm
Contact:

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by Samwise » Tue Oct 10, 2017 11:23 pm

Também queria deixar um apontamento de sugestão ao José Miguel, e para que o Drakes fique um pouco menos horrorizado com a macacada política que aparentemente tomou conta de Portugal desde a revolução de 74:

O PSD e CDS não são partidos de Extrema-Direita, e nunca foram. São partidos mais próximos do Centro Direita. Mesmo apesar de alguma deriva liberal (para emagrecer o aparelho estatal) tentada nos últimos anos pelo ex-Primeiro Ministro Pedro Passos Coelho, e que puxou o PSD ligeiramente (reforço o ligeiramente) mais para a direita.

O PS não é um partido de Direita. É actualmente, e praticamente desde os tempos do PREC, há 40 anos atrás, um partido de Centro Esquerda, embora por esses dias tenha sido "obrigado" pelos amigos americanos da CIA a "clarificar" a sua posição política face ao Partido Comunista, uma vez que o marxismo foi uma das influências que estiveram na sua génese. Foi por esta altura também que se definiu uma fronteira clara entre socialistas e comunistas em Portugal, limite esse que só foi atenuado com a situação política actual, através de um governo socialista apoiado por comunistas (e que está neste momento em funções).

Mais à esquerda estão o Bloco de Esquerda e o Partido Comunista. Eu diria que estes sim são de extrema-esquerda (querem enterrar o capitalismo e provavelmente a democracia), mas é algo não se nota na mensagem que passam cá para fora, pois só falam praticamente nos "direitos dos trabalhadores", uma causa nobre que facilmente entra pelos ouvidos do povo.
«The most interesting characters are the ones who lie to themselves.» - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

«One is starved for Technicolor up there.» - Conductor 71 in A Matter of Life and Death

Câmara Subjectiva

User avatar
Rui Santos
Site Admin
Posts: 5259
Joined: Mon Jun 04, 2001 11:42 pm
Location: Portugal - Lisboa / MAC
Contact:

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by Rui Santos » Tue Oct 10, 2017 11:34 pm

Samwise wrote:
Tue Oct 10, 2017 11:23 pm
Também queria deixar um apontamento de sugestão ao José Miguel, e para que o Drakes fique um pouco menos horrorizado com a macacada política que aparentemente tomou conta de Portugal desde a revolução de 74:

O PSD e CDS não são partidos de Extrema-Direita, e nunca foram. São partidos mais próximos do Centro Direita. Mesmo apesar de alguma deriva liberal (para emagrecer o aparelho estatal) tentada nos últimos anos pelo ex-Primeiro Ministro Pedro Passos Coelho, e que puxou o PSD ligeiramente (reforço o ligeiramente) mais para a direita.

O PS não é um partido de Direita. É actualmente, e praticamente desde os tempos do PREC, há 40 anos atrás, um partido de Centro Esquerda, embora por esses dias tenha sido "obrigado" pelos amigos americanos da CIA a "clarificar" a sua posição política face ao Partido Comunista, uma vez que o marxismo foi uma das influências que estiveram na sua génese. Foi por esta altura também que se definiu uma fronteira clara entre socialistas e comunistas em Portugal, limite esse que só foi atenuado com a situação política actual, através de um governo socialista apoiado por comunistas (e que está neste momento em funções).

Mais à esquerda estão o Bloco de Esquerda e o Partido Comunista. Eu diria que estes sim são de extrema-esquerda (querem enterrar o capitalismo e provavelmente a democracia), mas é algo não se nota na mensagem que passam cá para fora, pois só falam praticamente nos "direitos dos trabalhadores", uma causa nobre que facilmente entra pelos ouvidos do povo.
Temos um partido de extrema direita também.
O Partido Nacional Renovador. Lá por não ter votos não deve ser ignorado. Esses sim tem os ideias clássicos da extrema direita. :wink:
E um partido que ainda vive. O cómico (por causa da mais recente guerra Arnaldo Matos / Garcia Pereira) PCTP/MRPP que é de extrema esquerda, mas de inspiração maoista.
Reparem que o cómico não é sobre os ideias do partido, mas o ridículo do que Arnaldo Matos anda a fazer a Garcia Pereira no Twitter. Leram bem... Twitter... uma ferramenta usada por 0.1% do eleitorado do PCTP/MRPP. Mas isto é só para quem gosta de uma novela tenebrosa, onde um líder de 40 anos é queimado em lume brando ao estilo das piores ditaduras. Felizmente que somos uma democracia senão Garcia Pereira já tinha sido fuzilado. grr-)
Rui Santos - 47 Anos | 16 Anos DVDMania
DVD/BR | Jogos | Life is Short, Play More | Facebook DVDMania

Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 3906
Joined: Thu Feb 19, 2009 9:07 pm
Contact:

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by Samwise » Tue Oct 10, 2017 11:43 pm

Rui Santos wrote:
Tue Oct 10, 2017 11:34 pm
Samwise wrote:
Tue Oct 10, 2017 11:23 pm
Também queria deixar um apontamento de sugestão ao José Miguel, e para que o Drakes fique um pouco menos horrorizado com a macacada política que aparentemente tomou conta de Portugal desde a revolução de 74:

O PSD e CDS não são partidos de Extrema-Direita, e nunca foram. São partidos mais próximos do Centro Direita. Mesmo apesar de alguma deriva liberal (para emagrecer o aparelho estatal) tentada nos últimos anos pelo ex-Primeiro Ministro Pedro Passos Coelho, e que puxou o PSD ligeiramente (reforço o ligeiramente) mais para a direita.

O PS não é um partido de Direita. É actualmente, e praticamente desde os tempos do PREC, há 40 anos atrás, um partido de Centro Esquerda, embora por esses dias tenha sido "obrigado" pelos amigos americanos da CIA a "clarificar" a sua posição política face ao Partido Comunista, uma vez que o marxismo foi uma das influências que estiveram na sua génese. Foi por esta altura também que se definiu uma fronteira clara entre socialistas e comunistas em Portugal, limite esse que só foi atenuado com a situação política actual, através de um governo socialista apoiado por comunistas (e que está neste momento em funções).

Mais à esquerda estão o Bloco de Esquerda e o Partido Comunista. Eu diria que estes sim são de extrema-esquerda (querem enterrar o capitalismo e provavelmente a democracia), mas é algo não se nota na mensagem que passam cá para fora, pois só falam praticamente nos "direitos dos trabalhadores", uma causa nobre que facilmente entra pelos ouvidos do povo.
Temos um partido de extrema direita também.
O Partido Nacional Renovador. Lá por não ter votos não deve ser ignorado. Esses sim tem os ideias clássicos da extrema direita. :wink:
Este é um exemplo claro daquilo que é realmente a Extrema Direita, com sudações nazis e suásticas tatuadas pelo meio - para relativizar a posição do PSD e o CDS. É que não há comparação possível. Felizmente que não tem votos suficiente para chegarem à representação parlamentar.
E um partido que ainda vive. O cómico (por causa da mais recente guerra Arnaldo Matos / Garcia Pereira) PCTP/MRPP que é de extrema esquerda, mas de inspiração maoista.
Reparem que o cómico não é sobre os ideias do partido, mas o ridículo do que Arnaldo Matos anda a fazer a Garcia Pereira no Twitter. Leram bem... Twitter... uma ferramenta usada por 0.1% do eleitorado do PCTP/MRPP. Mas isto é só para quem gosta de uma novela tenebrosa, onde um líder de 40 anos é queimado em lume brando ao estilo das piores ditaduras. Felizmente que somos uma democracia senão Garcia Pereira já tinha sido fuzilado. grr-)
E tão amigos que eles eram...

Quanto ao twitter, bom, até as ideologias paleolíticas têm de saber adaptar-se aos canais de comunicação modernos, ainda que... de recorte capitalista!
«The most interesting characters are the ones who lie to themselves.» - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

«One is starved for Technicolor up there.» - Conductor 71 in A Matter of Life and Death

Câmara Subjectiva

drakes
Especialista
Especialista
Posts: 1108
Joined: Wed Jun 10, 2015 11:44 pm

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by drakes » Wed Oct 11, 2017 3:35 am

Agradeço ao Rui Santos , Samwise, Angel pelas respostas, por que eu me lembro que além de ter apreendido na escola que
Portugal seria parlamentarismo presidencial e até no plebiscito foi informado assim, na época o Mário Soares apareceu em alguns programas de tv comentando o assunto já que ele apoiava que o Brasil fosse Parlamentarista; mas também vi agora no link que foi posto do wikipedia, que o conceito é de 1978, portanto deve ter demorado um pouco para chegar nos livros escolares brasileiros.

Como ganhou o Presidencialismo, acredito que foi em 1993, agora como querem retornar, vieram com semipresidencialismo, que não precisaria para implementar de consulta popular, já que seria expandir o poder do parlamento, e como citei veio a ideia de informar sobre as raízes apareceu depois de uma seminário em Portugal (mesmo os comentaristas políticos ficaram surpresos) .

Só um aparte, não conheço em detalhes sobre os políticos e partidos portugueses tenho uma ideia até por que gostava do programa Gato Fedorento, e teve um especial sobre sufrágio de 2010.

User avatar
Rui Santos
Site Admin
Posts: 5259
Joined: Mon Jun 04, 2001 11:42 pm
Location: Portugal - Lisboa / MAC
Contact:

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by Rui Santos » Wed Oct 11, 2017 11:23 am

Drakes, Portugal julgo já teve 3 referendos, 2 sobre o aborto e um sobre a regionalização.
Foi uma emenda feita à constituição de 1974, julgo que em 1998. Ainda assim não é um instrumento muito usado em Portugal...

Em relação aos Gato Fedorento, excelente gosto. Infelizmente o humor em Portugal é muito fraco na maioria dos casos. Tens o fenómeno dos Gato Fedorento que durou uns 2/3 anos, e Herman José nos anos 80 com 2/3 programas de qualidade excepcional, que só não te recomendo muito porque terias de conhecer melhor a televisão portuguesa da altura.
Os gato fedorento fazem (faziam) um humor mais non sense que é quase universar. O Ricardo Araujo Pereira continua a trabalhar no mesmo registo, mas muito menos.
Isso sim, recomendo-te que procures as dezenas de sketches que há por esse youtube sobre as 3 séries do Gato Fedorento.

Infelizmente não são um sinónimo do humor nacional... que é muito mais brejeiro e de fraca qualidade que os Gatos. (na minha opinião)
É muito conhecido um trabalho deles sobre o Aborto, este sketche maravilhoso que mudou de certeza o resultado do segundo referendo. (RAP, o da direita está a imitar o na altura comentador político Marcelo Rebelo de Sousa (de direita) agora Presidente da Republica)


No fundo, com este texto o Ricardo parte completamente muita da argumentação da altura...
Saliento também que RAP (Ricardo Araujo Pereira) nunca escondeu as suas orientações de esquerda, tendo inclusive sido membro em jovem do PCP. Agora abandonou à anos a vida política e é apenas um humorista de qualidade excepcional, e inteligência argumentativa brilhante.
Rui Santos - 47 Anos | 16 Anos DVDMania
DVD/BR | Jogos | Life is Short, Play More | Facebook DVDMania

drakes
Especialista
Especialista
Posts: 1108
Joined: Wed Jun 10, 2015 11:44 pm

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by drakes » Thu Oct 12, 2017 12:41 am

Sobre filmes americanos muitos críticos que passaram nos anos 1970 ou 1980, muitas vezes são um modo de demostrar que não havia alinhamento com Washington, a censura na maioria dos países se deveu mais a motivos morais (religiosos), até por que os filmes são de indústria com grande poder de lobby na terra do Jimmy Carter.

Tomo certa liberdade para os casos que pode ter havido estratagema de culpar os americanos de medidas impopulares e estava tudo acertado com eles, transcrevo um desses episódios bizarros, onde eu sei que existiu:

"Quem assitiu recentemente alguma das palestras do ex-minitro do STF, Nelson Jobim, provavelmente escutou um história interessante. O ex-ministro conta uma historia que escutou do saudoso economista Roberto Campos quando este era assessor do Ministro da Fazenda do Presidente Jânio Quadros, Clemente Mariani.

"Roberto Campos mostrou certa ocasião para o Ministro Clemente Mariani a necessidade da Petrobras aumentar o preço da gasolina. O ministro falou que ele, Roberto Campos, deveria fazer uma apresentação e convencer o presidente Jânio Quadros da necessidade de tal medida.

"Roberto Campos foi com o Ministro da Fazenda ao Presidente da República Jânio Quadros e fez a apresentação da necessidade de aumentar o preço da gasolina. Em certo momento, achou que o presidente Jânio Quadros não estava muito interessado e concentrado no assunto e, assim, resolveu pular parte da apresentação.

"No final, o presidente Jânio Quadros perguntou exatamente pontos da parte que Campos havia pulado e, para supresa ainda maior do economista, fez uma pergunta inusitada: “professor, quem são os inimigos?” Campos não soube reponder e, o presidente, pediu que ele pensasse no assunto. No dia seguinte, como Roberto Campos não encontrou a resposta, o presidente Jânio Quadros pediu que ele o escutasse na rádio em cadeia nacional às 18:00 hs.

"Roberto Campos, no Rio de Janeiro, pediu ao taxista que ligasse o rádio na hora marcada e, para sua surpresa, escutou o presidente Jânio Quadros falar por mais de 30 minutos contra os EUA e os interesses imperialistas dos americanos que queriam quebrar todas as companhias de petróleo e dominar a energia do mundo. Assim concluiu o presidente Jânio Quadros, para ir contra os interesses americanos, o Brasil aumentaria o preço da gasolina.

"O taxista se virou para Roberto Campos e falou: “Está vendo doutor. Esses americanos são de lascar. É ruim aumentar o preço da gasolina, mas o presidente está correto em fazer isso para barrar os interesses desses americanos no mundo”.

"O presidente Jânio Quadros, espertamente, criou um inimigo imaginário para tornar viável uma medida impopular. Aqui, ao invés de criarmos inimigos imaginários para justificar as reformas necessárias, estamos assistindo uma parte da esquerda criar inimigos imaginários para não fazer nada. Antes a culpa da recessão era do Joaquim Levy, agora é da China, tem também as multinacionais que querem se apropria do pré sal, etc".

https://mansueto.wordpress.com/2016/02/ ... -gasolina/

Mereceria um curta de ficção e poucos acreditariam que isso pode ser possível.
Last edited by drakes on Thu Oct 12, 2017 3:22 pm, edited 1 time in total.

No Angel
Especialista
Especialista
Posts: 1495
Joined: Mon Apr 02, 2012 9:58 pm

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by No Angel » Thu Oct 12, 2017 11:14 am

Samwise wrote:
Tue Oct 10, 2017 11:23 pm

Mais à esquerda estão o Bloco de Esquerda e o Partido Comunista. Eu diria que estes sim são de extrema-esquerda (querem enterrar o capitalismo e provavelmente a democracia), mas é algo não se nota na mensagem que passam cá para fora, pois só falam praticamente nos "direitos dos trabalhadores", uma causa nobre que facilmente entra pelos ouvidos do povo.
Eu não quero estar a entrar em guerras politicas, mas sinceramente não acho nada que o BE queira acabar com a Democracia, o partido sempre foi democrático... em relação ao PCP já percebo as reservas, devido ao PREC e ao apoio a ditaduras comunistas... ainda assim duvido que conseguissem acabar com a democracia se chegassem ao poder, penso que já houverem outros paises democráticos com governos de partido comunista e a democracia não acabou por causa disso.

Quanto ao capitalismo, também não acho que a Esquerda queira acabar com ele (no máximo o PCP, e mesmo esse acho que é mais uma utopia que outra coisa), o que querem é refrear os seus efeitos nefastos, aumentar os direitos sociais da população, aumentar o poder do estado, mais nacionalizações, etc. Essas coisas pra mim não são acabar com o capitalismo, apenas refrea-lo.

Eu acho que temos que contextualizar as coisas, nós vivemos numa democracia europeia, felizmente já bem enraizada. O Comunismo como Estado na europa morreu apos a dissolução da URSS.

Samwise
DVD Maníaco
DVD Maníaco
Posts: 3906
Joined: Thu Feb 19, 2009 9:07 pm
Contact:

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by Samwise » Fri Oct 13, 2017 12:30 am

No Angel wrote:
Thu Oct 12, 2017 11:14 am
Samwise wrote:
Tue Oct 10, 2017 11:23 pm

Mais à esquerda estão o Bloco de Esquerda e o Partido Comunista. Eu diria que estes sim são de extrema-esquerda (querem enterrar o capitalismo e provavelmente a democracia), mas é algo não se nota na mensagem que passam cá para fora, pois só falam praticamente nos "direitos dos trabalhadores", uma causa nobre que facilmente entra pelos ouvidos do povo.
Eu não quero estar a entrar em guerras politicas, mas sinceramente não acho nada que o BE queira acabar com a Democracia, o partido sempre foi democrático... em relação ao PCP já percebo as reservas, devido ao PREC e ao apoio a ditaduras comunistas... ainda assim duvido que conseguissem acabar com a democracia se chegassem ao poder, penso que já houverem outros paises democráticos com governos de partido comunista e a democracia não acabou por causa disso.

Quanto ao capitalismo, também não acho que a Esquerda queira acabar com ele (no máximo o PCP, e mesmo esse acho que é mais uma utopia que outra coisa), o que querem é refrear os seus efeitos nefastos, aumentar os direitos sociais da população, aumentar o poder do estado, mais nacionalizações, etc. Essas coisas pra mim não são acabar com o capitalismo, apenas refrea-lo.

Eu acho que temos que contextualizar as coisas, nós vivemos numa democracia europeia, felizmente já bem enraizada. O Comunismo como Estado na europa morreu apos a dissolução da URSS.

hmm, ok, acho que as tuas dúvidas são as dúvidas de muita gente: o que sucederia se o PCP e o BE chegassem ao poder numa formulação que lhes permitisse governar com maioria? Não tenho resposta para isso (acho que ninguém tem), mas tenho algumas certezas sobre aquilo que gostariam de levar a cabo.

A forma mais simples de mostrar isto é através dos estatuto de cada um dos partidos.

Os estatutos do PCP dizem o seguinte:
Artº 5º
O PCP tem como objectivos supremos a construção em Portugal do socialismo e do comunismo que permitirão pôr fim à exploração do homem pelo homem e assegurar ao povo português o efectivo poder político, o bem estar, a cultura, a igualdade de direitos dos cidadãos e o respeito pela pessoa humana, a liberdade e a paz. A acção e a identidade do Partido são inseparáveis destes objectivos e do ideal comunista.
Ora, o Comunismo tem como principal alvo a abater a propriedade privada. A propriedade privada é um pilar fundamental e necessário a qualquer sistema Capitalista. Capitalismo é um antónimo de Comunismo. Onde há um, não pode haver o outro, por definição.

Os do BE dizem o seguinte:
Artigo 1º
Definição e objetivos
1 - O Bloco de Esquerda é um movimento político de cidadãs e cidadãos que assume a forma legal de partido político.
2 - O Bloco de Esquerda, adiante também referido como Movimento, inspira-se nas contribuições convergentes de cidadãos, forças e movimentos que ao longo dos anos se comprometeram e comprometem com a defesa intransigente da liberdade e com a busca de alternativas ao capitalismo. Pronuncia-se por um mundo ecologicamente sustentável. Combate as formas de exclusão baseadas em discriminações de caráter étnico, de género,
de orientação sexual, de idade, de religião, de opinião ou de classe social.
3 - O Bloco de Esquerda defende e promove uma cultura cívica de participação e de ação política democrática como garantia de transformação social, e a perspetiva do socialismo como expressão da luta emancipatória da Humanidade contra a exploração e opressão.
Aqui quase que está preto no branco: quais são as "alternativas ao capitalismo" que conheces?

---

Agora pegando noutra questão que colocaste:
penso que já houverem outros paises democráticos com governos de partido comunista e a democracia não acabou por causa disso.
Já houve participação de partidos e personalidades comunistas em soluções de governo noutros países democráticos, mas em nenhum deles os comunistas estiveram em situação de maioria, ou de poderem depender apenas de si próprios para governar.

O comunismo, para vingar na prática, necessita de em primeio lugar de expropriar e nacionalizar tudo o que é empresas. Quando eu digo tudo, é tudo. Não fica nada em mãos privadas. O colectivismo - tudo é de todos, nada é de ninguém - tem em primeiro lugar de passar pela fase "tudo é do estado. Em segundo lugar, para assegurar que as coisas ficam nesse estado, tem de eliminar qualquer hipótese de voto ou escolha democrática que implique uma mudança. Tem de se perpetuar no poder. É por isso que não encontras exemplos de estados comunistas que não sejam/fossem ditaduras. Se conheceres algum caso que fuja a esta regra, partilha aqui, por favor.

De igual forma, se souberes de algum estado democrático que não tenha por sistema económico o capitalismo (uma economia de mercado), por favor apresenta aqui.

Agora, olhando para o PCP e para o BE, achas que alguma vez iriam pôr-se a difundir alto e a bom som as raízes e motivações da ideologia base? Era o caminho mais rápido para a extinção. É muito mais vantajoso preocuparem-se com os salários e condições dos trabalhadores, que é uma mensagem que tem aceitação directa.
«The most interesting characters are the ones who lie to themselves.» - Paul Schrader, acerca de Travis Bickle.

«One is starved for Technicolor up there.» - Conductor 71 in A Matter of Life and Death

Câmara Subjectiva

No Angel
Especialista
Especialista
Posts: 1495
Joined: Mon Apr 02, 2012 9:58 pm

Re: Desabafos... (Off-TopiC)

Post by No Angel » Fri Oct 13, 2017 9:57 am

Samwise wrote:
Fri Oct 13, 2017 12:30 am

hmm, ok, acho que as tuas dúvidas são as dúvidas de muita gente: o que sucederia se o PCP e o BE chegassem ao poder numa formulação que lhes permitisse governar com maioria? Não tenho resposta para isso (acho que ninguém tem), mas tenho algumas certezas sobre aquilo que gostariam de levar a cabo.

A forma mais simples de mostrar isto é através dos estatuto de cada um dos partidos.

Os estatutos do PCP dizem o seguinte:
Artº 5º
O PCP tem como objectivos supremos a construção em Portugal do socialismo e do comunismo que permitirão pôr fim à exploração do homem pelo homem e assegurar ao povo português o efectivo poder político, o bem estar, a cultura, a igualdade de direitos dos cidadãos e o respeito pela pessoa humana, a liberdade e a paz. A acção e a identidade do Partido são inseparáveis destes objectivos e do ideal comunista.
Ora, o Comunismo tem como principal alvo a abater a propriedade privada. A propriedade privada é um pilar fundamental e necessário a qualquer sistema Capitalista. Capitalismo é um antónimo de Comunismo. Onde há um, não pode haver o outro, por definição.

Os do BE dizem o seguinte:
Artigo 1º
Definição e objetivos
1 - O Bloco de Esquerda é um movimento político de cidadãs e cidadãos que assume a forma legal de partido político.
2 - O Bloco de Esquerda, adiante também referido como Movimento, inspira-se nas contribuições convergentes de cidadãos, forças e movimentos que ao longo dos anos se comprometeram e comprometem com a defesa intransigente da liberdade e com a busca de alternativas ao capitalismo. Pronuncia-se por um mundo ecologicamente sustentável. Combate as formas de exclusão baseadas em discriminações de caráter étnico, de género,
de orientação sexual, de idade, de religião, de opinião ou de classe social.
3 - O Bloco de Esquerda defende e promove uma cultura cívica de participação e de ação política democrática como garantia de transformação social, e a perspetiva do socialismo como expressão da luta emancipatória da Humanidade contra a exploração e opressão.
Aqui quase que está preto no branco: quais são as "alternativas ao capitalismo" que conheces?

---

Agora pegando noutra questão que colocaste:
penso que já houverem outros paises democráticos com governos de partido comunista e a democracia não acabou por causa disso.
Já houve participação de partidos e personalidades comunistas em soluções de governo noutros países democráticos, mas em nenhum deles os comunistas estiveram em situação de maioria, ou de poderem depender apenas de si próprios para governar.

O comunismo, para vingar na prática, necessita de em primeio lugar de expropriar e nacionalizar tudo o que é empresas. Quando eu digo tudo, é tudo. Não fica nada em mãos privadas. O colectivismo - tudo é de todos, nada é de ninguém - tem em primeiro lugar de passar pela fase "tudo é do estado. Em segundo lugar, para assegurar que as coisas ficam nesse estado, tem de eliminar qualquer hipótese de voto ou escolha democrática que implique uma mudança. Tem de se perpetuar no poder. É por isso que não encontras exemplos de estados comunistas que não sejam/fossem ditaduras. Se conheceres algum caso que fuja a esta regra, partilha aqui, por favor.

De igual forma, se souberes de algum estado democrático que não tenha por sistema económico o capitalismo (uma economia de mercado), por favor apresenta aqui.

Agora, olhando para o PCP e para o BE, achas que alguma vez iriam pôr-se a difundir alto e a bom som as raízes e motivações da ideologia base? Era o caminho mais rápido para a extinção. É muito mais vantajoso preocuparem-se com os salários e condições dos trabalhadores, que é uma mensagem que tem aceitação directa.

Mas esse socialismo que o BE fala é o socialismo democrático europeu, nada tem a ver com ditadura... algumas pessoas parece que se assustam só de ouvir a palavra "socialismo", mas essa palavra tem muitos significados. No contexto atual (e dos últimos anos) referem-se a um socialismo democrático e dentro de uma economia capitalista. É o que a esquerda quer e defende, não é um socialismo comunista... até a China que supostamente é comunista apenas o é no nome, na prática é capitalista. Portanto eu acho que isto tudo é mais semântica que outra coisa sinceramente... o comunismo como sistema económico está morto e enterrado na Europa, e quando falam em socialismo, na prática é como referi na mensagem anterior, as normais medidas da esquerda: mais nacionalizações, maior distribuição da riqueza, impostos mais fortes pros mais ricos, etc, apenas com mais intensidade que um partido de centro-esquerda. Não são essas as medidas que separam a esquerda da direita?

Mas vamos teorizar que o BE ou o PCP conseguiam maioria absoluta no Parlamento: um mandado politico apenas tem 4 anos (o que pra mim não é suficiente pra destruir o capitalismo se esse fosse o objectivo, o que eu não acho que seja, pelo menos da parte do BE), e o Presidente pode dissolver o Parlamento a qualquer momento e convocar novas eleições se vir as coisas a desandar... portanto que hipóteses teriam, em teoria, o PCP e o BE de transformar Portugal num estado comunista em 4 anos (ou menos)? Nenhuma, e não existe nenhum suporte da população pra isso.

De resto, a Grécia por exemplo é governada pelo Syriza, que é um partido de esquerda tipo BE, e continua um país democrático que eu saiba... não houve nenhum ataque à democracia.

Eu acho que o problema aqui é que eu vejo a palavra socialismo com outros olhos, tu parece que ainda vês o socialismo como era no século passado, mas esse morreu na Europa.

Post Reply